Parceria Público-Privada entre Equatorial Maranhão e Governo do Estado potencializa a busca ativa de famílias para a Tarifa Social e Tarifa Rural no Maranhão

Foi assinado nesta quarta-feira (01) no Palácio dos Leões, um termo de cooperação entre a Equatorial Maranhão e Governo do Estado para busca ativa de potenciais beneficiários dos programas Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) e Tarifa Rural no Maranhão, que concedem descontos escalonados na conta de energia.

No acordo firmado, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) disponibilizará sua base de dados para que a Equatorial Maranhão cruze as informações com seus cadastros, encontre novos consumidores que se enquadram no Tarifa Social, e repasse os nomes para a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), que fará o contato com os futuros beneficiados, explicando como eles podem se cadastrar no programa.

O Maranhão está em segundo lugar no ranking de cadastros da tarifa social de energia no país, e caminhando para ser o estado com o maior número de famílias cadastradas nesse programa, que concede o direito a descontos de até 65% na conta de energia. Mesmo já contabilizando 957 mil beneficiários em todo o Estado, ainda há muitas famílias que não se cadastraram ou não atualizaram seu cadastro. Segundo o Presidente da Equatorial Maranhão essa parceria é de grande importância para potencializar o número de famílias cadastradas. “É uma parceria entre ente privado e ente público em busca de ampliar a nossa base de cadastro de clientes, que fazem jus a tarifa social de energia elétrica. É um benefício social que cerca de 250 mil maranhenses ainda tem direito e que a gente precisa identificar. E essa parceria vai permitir cada vez mais a gente atingir os números que permitem colocar o Maranhão como o estado da federação com o melhor índice de aproveitamento deste indicador”, ressaltou o Presidente.

De acordo com o Secretário Estadual de Saúde, Carlos Lula, “é fundamental o acordo entre a Secretaria de Saúde e a Equatorial Maranhão, pois vai permitir o caminho inverso.  Em vez da família procurar a Equatorial para ter acesso à tarifa social, a empresa com base nos dados que a gente já tem do Sistema Único de Saúde, vai conseguir encontrar essas famílias que muitas vezes nem sabem que tem direito a esse tipo de tarifa. Então, o que a gente vai fazer é um cruzamento entre a base de dados que a Equatorial possui e a base de dados dos SUS, que é bem atualizada. Então, a partir desse cruzamento temos certeza que a gente vai permitir o incremento do programa e o aumento do número de famílias beneficiadas no programa. ” Reforçou o Secretário.

Em outra frente de trabalho, a Equatorial desempenhará esforço conjunto com a Secretaria de Agricultura Familiar (SAF), Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima) e Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) para implementar medidas que visem cadastrar novos consumidores, tanto no Tarifa Social como no Tarifa Rural.

O governador Flávio Dino foi o anfitrião da reunião, que teve ainda a participação dos secretários Rodrigo Lago (SAF), Sérgio Delmiro (Sagrima), o presidente da Agerp, Júlio Mendonça, e membros da Equatorial, como Francila Soares, Gerente de relacionamento com clientes, Adaildo Andrade, executivo de gestão de cadastro, e Carlos Hubert, executivo de comunicação e marketing.

Além de ser um benefício importante para os clientes baixa renda, a Tarifa Social de Energia Elétrica impacta positivamente a economia do Maranhão, somando mais de R$ 150 milhões de reais injetados somente no primeiro semestre de 2021.

Critérios para ter direito à Tarifa Social de Energia Elétrica:

– Estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – Cadastro Único, com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional; OU

– Recebendo o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social – BPC, nos termos dos arts. 20 e 21 da Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993; OU

– Inscrito no Cadastro Único com renda mensal de até 3 (três) salários mínimos que tenha residente portador de doença ou deficiência cujo tratamento, procedimento médico ou terapêutico requeira o uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para o seu funcionamento, demandem consumo de energia elétrica; E

– Estar classificado como as classes Residencial ou Rural na subclasse Residencial.

– Se você não tiver o NIS, dirija-se até algum Centro de Referência em Assistência Social – CRAS, levando a documentação pessoal para cadastrar o seu Número de Identificação Social.

– Para quem já possui o NIS, basta buscar um dos canais de atendimento da Equatorial Maranhão para solicitar adesão à Tarifa Social, pelo site www.equatorialenergia.com.br,  pelo WhatsApp no número (98) 2055-0116 ou presencialmente em um dos pontos de atendimento da Equatorial Maranhão.

Se deseja saber se o seu NIS ainda está ativo, ligue para a Central de relacionamento da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social: 0800 707 2003.  

(Assessoria de Imprensa da Equatorial Maranhão)

admin

Jornalista (MTB - 918). Pós-Graduado em Design Gráfico pela UFMA – Universidade Federal do Maranhão. Publicitário e Designer Gráfico. Membro da Academia Vianense de Letras (AVL) - Cadeira nº 20 - Patrono: Bispo Dom Hélio Campos. Edita o Blog Vianensidades desde 2007. CONTATOS: Email: [email protected] | Whatsap: 98 98461 2929

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *