Mais de 46 mil doses da vacina de Oxford chegam ao Maranhão; pacientes em tratamento hospitalar poderão ser vacinados

Voo que trouxe lotes da vacina chegou por volta das 13h38, no Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado, em São Luís. Segundo o secretário de Saúde, imunizante só será distribuído após aplicação de 70% da doses da CoronaVac no estado.

Lote com 46.500 doses da vacina de Oxford/AstraZeneca chegam em São Luís (MA) na tarde deste domingo (24). — Foto: Karlos Geromy/Governo do Maranhão

O Maranhão recebeu neste domingo (24), as 48.500 doses da vacina contra a Covid-19, desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, na Inglaterra. O voo que trouxe os lotes do imunizante, chegou por volta das 13h38, no Aeroporto Internacional Marechal Hugo da Cunha Machado, em São Luís.

Após o recebimento das doses, elas seguiram sob escolta da Polícia Federal até a Rede de Frio do Estado, em São Luís, onde devem ficar armazenadas, até que sejam distribuídas para os 217 municípios maranhenses.

Por meio de uma rede social, o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, explicou as doses de Oxford/AstraZeneca só devem começar a serem distribuídas quando 70% das doses da CoronaVac, tiverem sido aplicadas no Maranhão. Ao todo, o estado recebeu 164.240 doses do imunizante desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo.

“Vai começar a distribuição da AstraZeneca depois de, pelo menos, 70% de doses aplicadas da CoronaVac, a ideia é que não haja duas vacinas no mesmo local. Ninguém vai ter a opção de escolher a vacina”, afirmou Carlos Lula.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou, por meio de uma rede social, que as doses que chegaram ao estado neste domingo, serão destinadas aos profissionais de saúde e poderão ser aplicadas pacientes em tratamento com radioterapia, quimioterapia e hemodiálise. Segundo Dino, o decisão foi tomada por se tratar de pacientes que estão expostos à rotinas hospitalares.

“Vacinas que chegarão hoje ao Maranhão poderão ser destinadas a profissionais de saúde e também para pacientes que estejam em tratamento com radioterapia, quimioterapia e hemodiálise. Levamos em conta a situação desses pacientes e o fato de estarem expostos em rotinas hospitalares”, disse o governador.

O Maranhão foi o quarto estado do Nordeste a receber a maior quantidade de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca. Os dois milhões do imunizante, que foi produzido no Instituto Serum, na Índia, chegaram ao Brasil na sexta-feira (22). Por G1 MA — São Luís, MA

CONTINUE LENDO.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VIANA