Governo inaugura agroindústria de Mel de Junco do Maranhão

“O nosso principal foco é celebrar esse evento que está acontecendo hoje, a liberação da nossa Casa do Mel pra que nós possamos vender um produto de qualidade pra todo estado. Depois de muita luta, hoje estamos vivendo esse momento que, pra gente, é histórico. A casa de mel representa tudo que a gente lutou a vida toda, essa é a nossa bandeira principal. Nós só temos o que agradecer”, disse Clodoaldo Silva, presidente da Associação de Apicultores de Junco do Maranhão, em solenidade virtual.

Nesta terça-feira (1) o Governo do Estado, por meio do Sistema SAF, entregou a nova estrutura de equipamentos da agroindústria de beneficiamento de mel da Associação de Apicultores de Junco do Maranhão. O mel será fracionado e comercializado para todo o estado em embalagens menores, passando a fazer parte do mercado institucional, do Programa de Compras da Agricultura Familiar, integrando ainda os produtos que compõem as cestas básicas distribuídas às famílias mais carentes do estado.

“Precisamos promover cada vez mais oportunidades sustentáveis, duradouras e a agricultura familiar faz isso. Devemos continuar explorando as potencialidades do nosso estado, como temos feito com o arroz, com a mandioca, com o feijão, com o óleo, com o peixe, dentre tantos outros. Agradecemos aos produtores, aos lutadores da apicultura. O nosso desejo é que possamos multiplicar cada vez mais projetos como esse”, disse o governador Flávio Dino durante a inauguração virtual.

Para o secretário da SAF, Júlio César Mendonça, a agroindústria é a soma de esforços do Sistema da Agricultura Familiar, por meio da SAF e Agerp, para beneficiar a cadeia do mel no estado.

“A agroindústria foi reformada, equipada e possui capacidade de produção de 5 toneladas de mel por dia. Antes da adequação, a Associação de Apicultores de Junco do Maranhão (APMEL) comercializava apenas a matéria prima para atravessadores. Com a nova estrutura, o mel será fracionado e comercializado para todo o estado, incluindo as compras governamentais, como o Programa de Compras da Agricultura Familiar (Procaf) e para a composição de cestas básicas com produtos da agricultura familiar, executados pelo Sistema da Agricultura Familiar.

“Inauguramos um dos equipamentos mais importantes para a Agricultura Familiar do estado, a Agroindústria de mel de Junco e vamos permitir que mais de 50 famílias possam conquistar a sua independência financeira. Antes entregavam o seu produto como matéria prima, a partir de hoje entregarão um alimento beneficiado, de qualidade e com alto poder agregado,”  disse.

Ainda de acordo com o secretário, o mel terá um valor agregado.

“Em 2019, os apicultores de Junco entregaram aos atravessadores o mel a um preço médio de R$ 6,00 o KG, com a inauguração vão poder vender a embalagem de R$ 280g a um preço médio de R$ 11,50, o que corresponde a uma agregação de valor, mais de 500%,” pontuou.

Para ganhar os mercados, a APMEL recebeu o título de registro do Serviço de Inspeção Estadual (SIE) emitido pela Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão, que garante qualidade do produto para ser vendido no mercado formal em todo Maranhão.

O mel também recebeu o Selo Gosto do Maranhão, expedido pelo Sistema da Agricultura Familiar para identificar que o produto é de origem da agricultura familiar, uma forma de valorizar os trabalhadores do campo.

Participaram do evento, o governador do Maranhão, Flávio Dino; o  secretário de Agricultura Familiar (SAF), Júlio César Mendonça, a presidenta da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), Loroana Santana; o presidente do Iterma, Júnior Verde; o vice-governador, Carlos Brandão; a diretora Geral da AgênciaEstadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED), Fabiola Ewerton; o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Sérgio Delmiro; o presidente da APMEL, Clodoado Silva; a presidenta da Fetaema, Ângela Santos; deputados estaduais, representantes de sindicatos e associações de trabalhadores rurais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *