DIQUES DA BAIXADA: Fórum da Baixada se reúne com técnicos de empresa contratada pela CODEVASF

Na noite de ontem, 15/03/2021, o Fórum em Defesa da Baixada Maranhense (FDBM) reuniu-se com técnicos da empresa Walm Engenharia e Tecnologia Ambiental, contratada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), para realizar o Levantamento Socioambiental da Baixada, bem como análise dos hábitos e costumes dos baixadeiros.

A reunião ocorreu de forma remota, por meio do Google Meet. Expedito Moraes, Ana Creusa e Antônio Valente representaram o FDBM e Ágata Novais, Mônica Duarte e Thaís Bueno representaram a empresa Walm.

Expedito deu as boas vindas aos participantes e falou sobre a importância dos Diques da Baixada e da expectativa para que essa obra seja executada, por fornecer segurança hídrica, bem como reter a água nos campos por maior período de tempo, ajudando no desenvolvimento sócio ambiental  e econômico dos baixadeiros, bem como agradeceu pelo trabalho das técnicas.

A WALM Engenharia e Tecnologia Ambiental Ltda. é uma empresa de prestação de serviços e projetos nos segmentos pertinentes a Engenharia Ambiental, Saneamento, Engenharia Geotécnica e de Recursos Hídricos. Os principais serviços da Walm são: Avaliação de Impacto Ambiental (EIAs, PBAs, Gerenciamento Ambiental), Gerenciamento e Remediação de Áreas Contaminadas, Estudos Geotécnicos, Hidrológicos e Hidro geológicos.

As técnicas enviadas à Baixada possuem formação multidisciplinar, adequadas à natureza do trabalho: Ágata Novais possui formação em Hidráulica e Saneamento Ambiental; Mônica Duarte, em Engenharia Ambiental e Thaís Bueno, em Geografia. Todas qualificadas para proceder o trabalho para o qual foram designadas. Falaram que para a próxima etapa, virão os biólogos.

Questionadas sobre a impressão que tiveram sobre a Baixada e sua gente, falaram que: muitas pessoas demonstraram interesse pela obra, especialmente no combate à seca e salinização dos campos que afetam o lençol freático, dificultado a perfuração de poços – principal meio de acesso à água potável.

Consideram que realizaram um minicenso sobre a Baixada e que puderam sentir o modo de vida dos baixadeiros e como se organizam as famílias. Perceberam que muitas famílias são constituídas apenas pela mãe e seus filhos.

Durante as visitas, mantiveram contatos com secretários e chefes de Gabinete, a fim de obterem mais informações, especialmente sobre aqueles municípios que não possuem Plano Diretor.

A estimativa da população, algumas leis orgânicas foram disponibilizadas pelo FDBM à equipe. Também se disponibilizou em intermediar o contato da equipe com os órgãos como o Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC); SEBRAE e outras secretarias do Estado do Maranhão que possam fornecer dados sobre os municípios da Baixada.

Questionadas sobre a divulgação do Projeto pela empresa Walm Engenharia e Tecnologia Ambiental, as técnicas falaram que disponibilizarão o projeto à CODEVASF, que contratou o trabalho. Antônio Valente, que trabalha no DNIT, falou que após a entrega do levantamento à CODEVASF, esta vai disponibilizá-lo ao público, devido ao princípio da transparência.

Ao final, as técnicas discorreram sobre a importância do contato com o Fórum da Baixada, bem como agradeceram pelas informações recebidas e falaram da necessidade de contato com os coordenadores da empresa,encarregados Levantamento Socioambiental da Baixada. Os membros do FDBM, por sua vez, agradeceram pela oportunidade de participar do referido levantamento e se colocaram à disposição para ajudar, a fim de que esse importante projeto seja concretizado. (Fonte: Portal FDBM)

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VIANA