Conheça os critérios de correção da redação do Enem

Com regras específicas de correção, redação pode ser o diferencial

No domingo (17), milhões de estudantes de todo o país farão a primeira prova da edição impressa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Além de responder às questões objetivas de linguagens e ciências humanas, os participantes farão a prova de redação, a única parte subjetiva do exame. Com critérios específicos de correção, a redação pode ser o diferencial na nota dos estudantes.

“A primeira coisa é que a prova não vai ter grandes mudanças na redação”, diz o professor e fundador do Laboratório de Redação, Adriano Chan. Na prova, os estudantes devem, a partir do tema proposto e dos textos motivadores – que não podem ser copiados – escrever um texto em prosa do tipo dissertativo-argumentativo. Os participantes devem defender uma tese, ou seja, uma opinião a respeito do tema proposto, apoiada em argumentos consistentes. Devem também elaborar uma proposta de intervenção social para o problema apresentado no desenvolvimento do texto.

“É um equívoco o aluno acreditar que precisa saber bem do tema. Tem que saber ler bem o que está na proposta, identificar os desafios que estão na proposta em relação ao tema principal. Isso é muito importante. Não é achar qualquer problema, mas um problema dentro do universo proposto e relacionar esse desafio com o conteúdo adquirido e aprendido”, afirma Chan.

“A estrutura não muda, o que vai alterar é a argumentação que o estudante vai ter que construir em função do tema. Eu acredito que quando o aluno conhece bem a estrutura da redação, o tema que vier ele vai conseguir fazer”, diz a professora Tatiana Nunes Câmara, de língua portuguesa e produção textual do Colégio Mopi.  

Para os professores, os estudantes devem, na reta final para a aplicação do exame, treinar a escrita, em papel, como será feito no dia da prova, usando máscara de proteção facial, item obrigatório este ano por causa da pandemia do novo coronavírus. “[Com as aulas sendo realizadas de forma remota], geralmente o estudante tem de entregar a redação digitada e não está treinando a questão do exercício motor de escrever a redação. É importante que o aluno faça o treino da escrita no papel, até para que não seja pego de surpresa em relação ao tempo”.

“Escrever de máscara é diferente. Recomendo treinar a redação de máscara, contando o tempo”, acrescenta Tatiana. “Seria interessante agora revistar as redações que fizeram e foram corrigidas pelos professores, para que possam dar uma olhada na estrutura e nas orientações. Acho que também vale a pena observar temas que as pessoas têm falado ou assuntos que estão mais em voga, fazer uma espécie de retomada desses enfoques temáticos”, sugere.

Correção

Para ajudar no preparo para a prova, os estudantes podem acessar a cartilha da redação do Enem 2020, divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Na cartilha, estão detalhados os critérios de correção da redação e como é feita essa correção. Estão disponíveis também exemplos de redação que tiraram a nota máxima, nota 1 mil, na edição do Enem de 2019. (Agência Brasil)

CONTINUE LENDO

IFMA – Campus Viana abre Processo Seletivo com 80 vagas

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) publicou edital referente à realização do processo seletivo público unificado de acesso aos cursos oferecidos pelos campi da instituição no ano letivo de 2021. O IFMA, CAMPUS VIANA ofertará 80 vagas, 40 para o curso de administração e 40 para o curso de agricultura. Ambos, serão na modalidade integrada ao ensino médio, ou seja, o aluno faz o curso técnico e médio ao mesmo tempo.

Em cada curso, cinquenta por cento (50%) das vagas serão destinadas a candidatos egressos de escola pública, em atendimento à Lei Nº 12.711/2012, que dispõe sobre o ingresso de alunos tanto nas universidades federais quanto nas instituições federais de ensino técnico de nível médio.

Segundo o Edital, o período de inscrição inicia às 9h do dia 18 de janeiro (segunda-feira) e segue até 5 de fevereiro (sexta-feira). O procedimento será realizado pela internet, no Portal do IFMA.

Devido a pandemia, este ano não teremos provas e o meio de seleção será por sorteio eletrônico.

A fim de facilitar o acesso de candidatos que necessitarem dos recursos da internet para efetuarem a inscrição online, o IFMA disponibilizará terminais de computadores com acesso à rede nos seus campi.

Mais de 4.100 livros de autores locais serão distribuídos a bibliotecas maranhenses

A prorrogação do prazo para liquidação em 2021 dos recursos disponibilizados via Lei Aldir Blanc foi autorizada no final de dezembro de 2020.

Mais de 4.100 livros de autores locais serão distribuídos a bibliotecas maranhenses — Foto: Divulgação

A prorrogação do prazo para liquidação em 2021 dos recursos disponibilizados via Lei Aldir Blanc foi autorizada no final de dezembro de 2020, pela Secretaria de Estado da Cultura (Secma), responsável pela gestão e distribuição do benefício.

De acordo com a Secma, mais de 58% do valor destinado ao Governo do Estado já foi repassado aos artistas, com mais de 3 mil artistas inscritos. Entre os beneficiários, estão escritores maranhenses contemplados no edital Fomento à Literatura Maranhense, que selecionou 17 autores locais.

Além de dar socorro financeiro aos profissionais da arte duramente afetados pelas regras de distanciamento social impostos pela pandemia da Covid-19, o apoio tem um duplo benefício, já que o edital previa a aquisição, pelo Poder Público Estadual, de obras literárias a serem destinadas para bibliotecas e espaços de leitura destinados à leitura em todo o Maranhão.

Conforme previa o edital, foram adquiridos 100 exemplares por autor, com valor de até R$ 100 cada. Ou seja, o valor destinado ao pagamento de cada credenciado selecionado podia chegar até R$ 10.000. (G1-MA).

Fies oferecerá 93 mil vagas para financiamento estudantil em 2021

Inscrições vão de 26 até 29 de janeiro de 2021

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) vai oferecer 93 mil vagas em 2021. Com isso, o aporte financeiro do Ministério da Educação (MEC) será de R$ 500 milhões para viabilizar as vagas. Esses números estão no Plano Trienal do Fundo de Financiamento Estudantil, publicado no último dia de dezembro.

O plano traz a previsão para os próximos três anos. Nesse período, serão ofertadas, no total, 279 mil vagas. O Fies é o programa do governo federal que tem como meta facilitar o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas. Criado em 1999, ele é ofertado em duas modalidades desde 2018, por meio do Fies e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).

O período de inscrições para o processo seletivo do Fies para o 1º semestre de 2021 é do dia 26 até as 23h59 de 29 de janeiro de 2021. O resultado será divulgado no dia 2 de fevereiro. Para os pré-selecionados em chamada única, o prazo para complementar a inscrição é de 3 a 5 de fevereiro.

Os candidatos não pré-selecionados na chamada única do Fies podem disputar uma das vagas ofertadas por meio da lista de espera. Todos os não pré-selecionados na chamada única serão, automaticamente, incluídos na lista de espera. A convocação por meio da lista de espera ocorrerá de 3 de fevereiro até o dia 18 de março de 2021.

AGÊNCIA BRASIL

Carrinho Cidreira assina carta compromisso com profissionais da educação

O candidato a prefeito de Viana, Carrinho Cidreira (PL) da coligação “A mudança é agora” (PCdoB/Patriota/PSB/PT/PL), participou na tarde desta terça-feira (27), de um diálogo com profissionais da educação. A reunião aconteceu no Sindicato dos trabalhadores e trabalhadoras rurais e contou com a participação da candidata a vice, Regina Machado (PCdoB).

LEGENDA: Carrinho Cidreira assina carta compromisso com reivindicações feitas pelos profissionais da Educação

Carrinho agradeceu o convite e falou das suas propostas macro, além de ouvir a categoria, para juntos, adicionarem propostas que atendem as reais demandas para a educação. “ Nossa proposta foi e sempre será a valorização da educação no nosso município, respeitando cada profissional que compõe a educação além do aluno e dos pais. Por isso, estou aqui, para ouvir as reais demandas e juntos, podermos elaborar um plano de governo baseado nessas reivindicações”, afirmou Cidreira.

Durante o encontro foi esclarecido sobre diversas Fake News que estão circulando sobre o candidato Carrinho. “ Não acreditem em Fake News, se baseiam pelas nossas propostas e vamos unir força. Nosso maior objetivo é respeitar e valorizar cada um de vocês. Atualmente, sem planejamento e sem apoio, a educação de Viana tem os professores como heróis. Precisamos valorizar o servidor com qualificação constante. É preciso também, melhorar a escola, com fiscalização permanente, para que sejam condizentes com as atividades, melhorar a merenda escolar, promover ensino integral, a real inclusão da criança com deficiência, inserir pratica de esportes, música, artes para que o aluno tenha um melhor desenvolvimento educacional”, afirmou Carrinho Cidreira.

A candidata a vice-prefeita, Regina Machado, destacou a importância de ouvir os profissionais. “ Ouvir é sinal de sabedoria, aquele que sabe ouvir, ele é sábio. Estamos aqui para escutar e o resultado deste dialogo, com certeza, será inserido naquilo que já está proposto. Assim, tornará viável a proposta de governo apresentada pelo grupo 22”, afirmou Regina.

CARTA-COMPROMISSO

Os profissionais fizeram uso da palavra, apresentando as demandas e ao final, entregaram ao candidato uma carta-compromisso com propostas debatidas em conjunto. “A carta-compromisso tem caráter reivindicatório e pedagógico. Ela evidencia as demandas históricas dos trabalhadores. Serve para o candidato se basear em quais questões precisamos continuar avançando e para que, caso eleito, cumpra o que determina nossa legislação”, afirmou a professora Jucinalva Silva.

“Respeitar o servidor da educação e cumprir a lei. Estas premissas básicas já estavam em meu plano de governo e agora reitero o compromisso assinando a carta. Em meu governo, todos serão ouvidos, vai ter dialogo, crescimento e qualificação, o servidor será valorizado”, garantiu Carrinho Cidreira.

Plataforma ajuda a escolher e acompanhar vereadores para eleições

Quem já utilizou aplicativos de encontro sabe que pode ser difícil selecionar e achar a pessoa certa em meio a tantas opções. Filtrar as características de aparência e personalidade pode ser complicado. Na política, essa escolha é ainda mais desafiadora: alinhar ideias e projetos em meio a tantas promessas e discursos não seria possível sem a ajuda da tecnologia.

“Tinder eleitoral” ajuda a achar candidatos com afinidades de ideias

A plataforma #TemMeuVoto surgiu em 2018, quando contribuiu para que eleitores optassem por deputados estaduais, federais e senadores de acordo com assuntos prioritários, ideias, propostas de campanha e afinidade ideológica. Similar aos aplicativos de relacionamentos, mas voltada para as eleições.

“A plataforma é uma tecnologia para auxiliar na busca de seu candidato ideal, por afinidade de ideias”, afirmou o coordenador do projeto, André Szajman. “Para os políticos, é uma grande oportunidade de se aproximarem de seus eleitores, e demonstrarem que mereceram o seu voto. Essa atitude ativa de ambos os lados é fundamental para o fortalecimento da democracia brasileira”, acrescentou.

Deu match

A ferramenta se baseia em perguntas que auxiliam a apontar quais políticos têm ideias similares às do eleitor. Para participar dessa espécie de “Tinder eleitoral” e, possivelmente dar um match, o usuário precisa responder algumas questões, a exemplo dos temas que considera prioritários, como transporte, saúde, educação, cultura, entre outros.

Também são feitas algumas perguntas para ajudar a definir a orientação política do usuário. Não é necessário cadastro prévio. Após as respostas, a plataforma disponibiliza uma lista com os candidatos a vereador que mais mais se identificam com as preferências do eleitor.

Um clique em cada perfil apresentado mostrará mais informações sobre o candidato ou candidata: partido, minibiografia, sites oficiais, prioridades, posição ideológica. O eleitor poderá refinar a escolha e definir o sexo e a raça do candidato, de acordo com os critérios e registros oficiais do TSE. Ao final, poderá marcar seus favoritos e gerar uma espécie de “colinha eletrônica” com os seus candidatos escolhidos.

Mas para o “encontro” dar ainda mais certo, Szajman destaca que é necessário que os candidatos acessem o site e também respondam às perguntas, uma vez que a plataforma é colaborativa e depende de informações inseridas pelos candidatos. Inicialmente as informações do Tem Meu Voto são as disponibilizadas por fontes públicas oficiais como o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo Szajman, é a partir dessas respostas que o programa do #TemMeuVoto lista para os eleitores os candidatos mais alinhados com o perfil de cada um. Ele avalia ainda que a ferramenta pode ajudar a dar mais visibilidade para as candidaturas pequenas, sem muita estrutura ou apoio partidário.

“Acredito que os candidatos não deveriam perder a oportunidade de preencher a plataforma. Ela é muito boa para um candidato pequeno, uma pessoa que não ia aparecer no radar. Essa ferramenta tem um fator importante de inclusão. De fato, é necessário aumentar a representatividade nos parlamentos de negros, mulheres, de minorias”, afirmou Szajman.

Disfarce eleitoral

Outro ponto importante é que sempre vale a pena pesquisar mais sobre o candidato, não ficando restrito apenas aos resultados apresentados pela plataforma. Uma das justificativas é que como não há um “controle” sobre as respostas de cada candidato, alguns podem se aproveitar da ferramenta para mostrar um perfil que não corresponde ao seu de fato, a exemplo de um candidato de direita que finge ser de esquerda para atingir outra faixa de eleitores.

“A gente discutiu muito esse ponto, mas a verdade é que a gente não tem fazer essa avaliação [de cada resposta]. A gente tem que considerar que a resposta sempre parte da honestidade do político”, disse Szajman. “Espero que esses que eventualmente tenham esse tipo de atitude sejam dispensados pelos eleitores, esperamos que os candidatos sejam mais honestos”, afirmou.

Influência

Nas eleições de 2018, a plataforma teve 34 milhões de acessos e 1,5 milhão de escolhas por afinidade (matches). Nas eleições municipais deste ano, a expectativa é dobrar estes números. Desde que a plataforma foi ao ar, há cerca de duas semanas, já foram mais de 500 mil acessos.

AGÊNCIA BRASIL

Enem: estudantes têm até hoje para inserir foto no cadastro

Até 23h59 (horário de Brasília) desta quinta-feira (1º), os inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 devem inserir ou alterar a foto na Página do Participante. O cadastramento é obrigatório e a foto deve atender a algumas regras, como ser atual, nítida, individual, colorida e com fundo branco.

Aplicativo de Celular ENEM 2019

A fotografia deve mostrar o rosto inteiro do participante

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), não serão aceitas imagens de pessoas com óculos escuros ou artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares). A fotografia também deve mostrar o rosto inteiro do participante, com uma boa iluminação e foco, além de estar nos formatos de arquivo JPEG e PNG (tamanho máximo de 2 MB). Imagens em PDF não serão permitidas. O Inep e o Ministério da Educação (MEC) não realizam validação da foto.

Provas

Por causa da pandemia do novo coronavírus, as provas da edição 2020 do exame foram adiadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa); e 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital). Além de uma redação e 45 questões, os candidatos terão que responder questões sobre quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.

Dúvidas

As informações a respeito do Enem 2020 podem ser acompanhadas nos portais do Inep e do MEC, assim como nas redes sociais oficiais dos dois órgãos do governo federal. Dúvidas podem ser sanadas pelo Fale Conosco do instituto, por meio do autoatendimento online ou do 0800 616161, a central aceita apenas chamadas feitas de telefone fixo.

AGÊNCIA BRASIL