Peixe raro e das profundezas do oceano morre encalhado em praia no Piauí

O peixe-lua é o maior peixe ósseo conhecido e existem cinco espécies no mundo. Ele pode atingir três metros de comprimento e mais de uma tonelada.

Peixe-lua morre encalhado na Praia do Coqueiro, em Luís Correia (PI) — Foto: Reprodução

Um peixe-lua, animal raro de ser visto, foi encontrado encalhado nesta quinta-feira (1º) por moradores na Praia do Coqueiro, em Luís Correia, Litoral do Piauí. Conhecido pelo nome científico Mola mola, ele morreu horas depois.

O animal é o maior peixe ósseo conhecido e existem cinco espécies no mundo. Ele pode atingir três metros de comprimento e mais de uma tonelada. O peixe-lua encontrado no Litoral do Piauí foi conservado em uma câmara fria para servir de pesquisa e ainda não foi pesado.

A bióloga Verlane Magalhães, do Instituto Tartarugas do Delta, contou que o animal chegou se batendo e morreu. Segundo ela, essa a primeira vez que a espécie foi encontrada viva no Litoral do Piauí.

“Ele foi recolhido e armazenado em uma câmara fria para servir como material didático, através do Ecomuseu. Já encontramos outras vezes, mas as carcaças em decomposição nas praias“, comentou.

O professor de biologia marinha César Fernandes, Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFPar), explicou que o peixe-lua vive nas profundezas do oceano e por isso é raro de ser visto pelos humanos. Apesar da aparência esquisita, o animal é comestível.

“O peixe-lua é da espécie Masturus lanceolatus, vive cerca de 700 metros de profundidade e por isso a aparição é incomum nas praias, ainda mais vivo. Talvez ele tenha sido arrastado por uma correnteza muito forte”, disse. (Por Catarina Costa, G1 PI).

admin

Jornalista (MTB - 918). Pós-Graduado em Design Gráfico pela UFMA – Universidade Federal do Maranhão. Publicitário e Designer Gráfico. Membro da Academia Vianense de Letras (AVL) - Cadeira nº 20 - Patrono: Bispo Dom Hélio Campos. Edita o Blog Vianensidades desde 2007. CONTATOS: Email: [email protected] | Whatsap: 98 98461 2929

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.