Marcelo Tavares e Waldir Maranhão alimentam quadrilha de corruptos em Viana

eles

Viana – O controvertido Chefe da Casa Civil do Governo do Estado, o ex- deputado Marcelo Tavares, está apoiando nestas eleições municipais, a maior quadrilha de corruptos políticos da baixada maranhense , liderada pelo ex-prefeito Rilva Luis e sua eminência parda, Magrado Barros, para disputar o pleito a eleição em Viana, cidade polo, com 259 anos de emancipação. E de quebra, se juntou ao corrupto mais achincalhado do Brasil, o trapalhão deputado federal, Waldir Maranhão.

Só para relembrar, o baixadeiro – apenas de certidão de nascimento – Marcelo Tavares, na época deputado estadual, montado no poder do tio, o ex-governador Zé Reinaldo, nunca mandou um tijolo sequer para Viana ou para a sofrida baixada. Sequer sabia da existência de Viana no mapa. De repente, virou figurinha carimbada nas mesas de reuniões da Cidade dos Lagos, defendendo um candidato investigado pela Polícia Federal por desvios de centenas de caixas de leite, que seriam destinadas as crianças pobres, para vender em suas farmácias em São Luís. Sem falar na folha criminal do ex-prefeito Rilva Luis.

Apagado

O ex-deputado Marcelo Tavares segue apagado no Governo Flávio Dino. Como chefe da Casa Civil, Tavares quase não aparece. É como se o governador tivesse tirado toda sua autonomia.

Marcelo ocupa hoje um cargo que é diretamente ligado ao chefe do Poder Executivo, mas não tem sido considerado um das pessoas mais importante no atual governo.

Pelo contrário, ficou enfraquecido com a retirada de 121 cargos da Casa Civil, que foram remanejados para a Secretaria de Articulação Política, comandada pelo comunista Márcio Jerry – do qual a classe política considera como o homem mais forte do Governo Dino.

Tavares não parece mais o mesmo, nem diante da ligação direta que a Casa Civil tem com o governador. Quem procura o ex-deputado para resolver alguma demanda, sempre ouve ele dizer a mesma coisa: “é Márcio Jerry que tem autonomia para resolver isso”.

Como chefe da Casa Civil, Marcelo virou literalmente uma “vaca de presépio” e, tenta mostrar em Viana um poder que jamais teve no governo Flávio Dino. E assim o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão vai tocando sua vida no Governo do Estado, isto é, como mera peça burocrática da gestão comunista. Sem poder algum, sem força alguma. O que Viana teria a ganhar com esse apoio de mentirinha?

Talvez seja por isso, e, por assistir um espetáculo deprimente de viúvas apaixonadas em Viana, Marcelo esteja se iludindo com uma suposta prefeitura para chamar de sua. Ledo engano!

Quanto a Waldir Maranhão, é um sujeito que não se pode confiar para nenhuma causa da democracia. Ele é o que é. Um aloprado, sem noção, mas que seria titular absoluto na quadrilha de Rilva Luis, que tenta passar o bastão para Magrado Barros, para retornar a roubalheira no município. Uma situação estarrecedora para a pobre Viana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *