Bumba-meu-boi sob fogo cruzado

Em Viana, uma tradição singular do Bumba-boi resiste por mais de um século

Luiz Alexandre Raposo*

É na noite de 28 de junho, véspera de São Pedro, que a cidade de Viana se torna palco de um inusitado e interessante espetáculo, envolvendo a figura do animal tão festejado no mês. Conhecida pela população local como “passar fogo no boi”, a farra anual consiste em fazer chover uma verdadeira torrente de fogos sobre o dorso do animal, enquanto todos dançam sob o ritmo frenético das matracas.

Não se sabe ao certo a origem da brincadeira. Difícil também definir quando tudo começou. Os registros mais antigos sobre essa tradição do Bumba-boi vianense remontam ao início do século passado. O médico e escritor Salvio Mendonça (1892-1970), no livro de memórias “História de um Menino Pobre,” assim se refere a essa peculiaridade folclórica de sua terra natal:

“Em Viana, o Bumba-meu-boi tinha outro apreço, era a passagem do boi pelo Canto Grande, entre saraivada de busca-pés, foguetes, carretilhas e bombas, de fabricação do velho Rocha. O boi mais famoso de Viana era o do Valentim. Eram feitas as apostas para a passagem do boi pelo Canto Grande, cruzamento das Ruas Grande e Padre Hemetério. O valor da aposta era um barril de cachaça. O boi vinha completamente molhado para resistir ao fogo. Os negros, também molhados, vinham descalços, para facilidade nos pulos. Os rapazes se ajuntavam nas esquinas, municiados, e quando o boi do Valentim chegava ao Canto Grande, era cercado pela frente, retaguarda e lados, entre o estrondar das bombas, foguetes, busca-pés e carretilhas, o que constituía bombardeio de muitas horas. Se o grupo do bumba-meu-boi resistia até se esgotarem os fogos, levava o barril de cachaça. No fim da brincadeira, ficava sempre queimado algum dos batalhadores.”

Travassos Furtado (1912-1990), outro famoso memorialista vianense, também descreve o pitoresco folguedo que tanto encantou sua juventude.

“Após percorrer grande parte da cidade, dançando à porta dos homens de maior projeção de Viana, o boi se prepara, agora, para descer a Rua Grande, a fim de aceitar o desafio dos lançadores de fogos. Antes, porém, retiram-lhe o rico lombo, e assim todo encharcado de água, inicia a caminhada em direção a um trecho estreito daquela rua, entre o chamado Canto Grande e a pequena praça do antigo mercado. Já a essa altura a turma do fogo estava preparada, aguardando apenas o momento de entrar em ação.

Começa, então, a travessia perigosa. Protegido por homens corajosos, que se lançam à frente, aos gritos estridentes, o boi desce vagarosamente, entrando aos poucos, na zona de fogo. E a grande batalha tem início, sob a expectativa da população.

Espetáculo impressionante. Uma chuva de foguetes, carretilhas e busca-pés, com estouros aterradores, cai sobre os brincantes, partindo de todos os lados. O boi e os vaqueiros ficam durante alguns minutos dentro de um verdadeiro círculo de fogo. A luta dura, às vezes, mais de uma hora, e só termina, realmente, quando se esgota a munição. Mas a vitória pertence, quase sempre, ao boi.”

Com o passar dos anos, a brincadeira trocou o antigo Canto Grande por um trecho estratégico da Rua Dom Hamleto de Angelis. Antes, porém, há uma concentração na Praça de São Benedito, marcada para as 20 horas. À meia-noite, seguido por extensa fileira humana, o boi deixa a praça para descer a Rua Grande. No ponto de estrangulamento já o aguarda grande multidão, ansiosa por começar a batalha de bombas, estrepa-moleques, besouros e carretilhas (os busca-pés foram proibidos). São quase três horas de queima de fogos, estouros e muita fumaceira.

Por sua vez, de tanto ser queimado, o boi também adquiriu uma certa imunidade. Hoje, fabricado especialmente para esse fim, possui uma armação mais resistente ao calor. E em vez de um só, são quatro os brincantes que se revezam embaixo dele, enquanto dura a árdua batalha.

Uma vantagem do boi vianense é que o modelo utilizado na Baixada é mais corpulento do que o protótipo adotado em São Luís ou outras regiões do Estado. Esse detalhe favorece maior proteção, na hora do fogaréu, para quem o leva nas costas. Embora continue entrando na zona de fogo previamente encharcado, o boi também conta, atualmente, com a benevolência de seus algozes. Além de lhe permitirem novos banhos de balde no meio do percurso, em determinados momentos entra em cena um secretário para abanar sua face com uma toalha, evitando assim que a fumaça o sufoque completamente.

José Ribamar Vieira (59 anos), o popular Catarrinho, é um dos heróis e principais incentivadores da festa. Encarregado de encomendar a munição de fogos aos fabricantes, ele ainda dança debaixo do boi há vários anos. Apesar das queimaduras inevitáveis do ofício, diz ter o maior prazer em participar do folguedo: “É um costume muito antigo. Meu avô, Raimundo Paixão, era patrão do boi e não perdia a brincadeira. Recebo cem reais pelo trabalho, mas faço tudo de graça se preciso for, para que essa tradição não desapareça nunca do nosso São João”- afirma entusiasmado.

A julgar pelo crescente número de adeptos da folia junina em Viana, nos últimos anos, Catarrinho pode ficar despreocupado. Em 2003, incluindo as caravanas vindas dos municípios vizinhos, estimou-se a presença de 5.000 brincantes e foram queimadas duzentas dúzias de carretilhas. Para este ano, os organizadores já encomendaram quinhentas dúzias. A farra de passar fogo no boi, no próximo dia 28, portanto, promete esquentar!

*Luiz Alexandre Raposo ( Presidente da Academia Vianense de Letras)

Publicado no jornal “O Estado do Maranhão” (Caderno Alternativo), edição de 16.06.2004.

Blog do Jornal Pequeno publica Nota de Esclarecimento da Prefeitura de Viana

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em resposta pública à matéria publicada  pelo Blog do John Cutrim, no dia 14/06/2016, compartilhado por outros blogs e redes sociais ligados a políticos de oposição  ao atual prefeito de Viana, Chico Gomes,  “Viana tira 0 e fica em último lugar no Ranking da Transparência do MPF” esclarecemos o que segue:

Viana, pela própria posição colocada, nota-se que ela é a de nº 189, de 217 municípios, ou seja, não é o último lugar como o texto induz ao leitor. Constam ainda mais 28 municípios depois. Claro que por ter inicial V, Viana aparece entre últimos municípios dos 189 citados.
Deveria o nobre blogueiro esclarecer qual a motivação de somente Viana ser colocada em último, sendo que dos outros 28 municípios piores em relação à transparência sequer foram citados na matéria do seu Blog.

Vale ressaltar, com o respeito aos leitores e a luz de uma informação verdadeira dos fatos, que o nosso site estava fora ar, por problemas que ocorreram em virtude de mudança de domínio no site www.viana.ma.gov.br. A responsabilidade do domínio fica a cargo da Secretaria Adjunta de Estado de Tecnologia e Informação (SEATI). O pedido de mudança de domínio foi feito em 27.04.2016, e somente hoje, 17/06 foi alterado – conforme protocolo anexo.

Nos causa estranheza esse tipo de veiculação, no mínimo tendenciosa e difamatória, sem sequer ouvir o contraditório, pois foi feito juízo de valor citando politicas públicas como saúde, infraestrutura e educação, setores dos mais bem avaliados e reconhecidos pela população local, haja vista que aproximadamente 3,6 anos atrás se encontravam em estado de abandono.

O prefeito de Viana, Chico Gomes, sempre pautou sua vida pública pela retidão e respeito com as verbas públicas. Como gestor de Viana, desde que assumiu em janeiro de 2013, tem demonstrado respeito pela LDO – Lei de Diretrizes Orçamentárias e também a Lei de Responsabilidade Fiscal, fazendo religiosamente prestação de contas quadrimestral em sessões abertas na Câmara Municipal, fato nunca ocorrido em gestões vianenses anteriores, bem como aboliu o uso de cheques e os famosos saques na “boca caixa” que são a porta da corrupção.

Ora, gostaríamos antes de tudo, de convidar o nobre blogueiro para conhecer mais de perto como o Município de Viana evoluiu nesses 3,6 anos de mandato do Prefeito Chico Gomes.

Existe farta documentação da atual gestão, já o mesmo não podemos disponibilizar das gestões anteriores, pois até o presente momento sequer prestaram conta do ano 2012 no Tribunal de Contas do Estado (TCE), mas a Controladoria Geral da União realizou uma Auditoria referente ao exercício 2012, e constatou diversas irregularidades, como: folhas de pagamento fantasmas, obras fantasmas, apropriação indébita de recursos, etc.

Na área da saúde, encontramos o setor em “coma”, em fase de calamidade pública testemunhada pelo Ministério Público Estadual. Reformamos e equipamos o hospital municipal, contratamos serviços de RX e ultrassom com aparelhos de última geração, com similares somente em São Luís ou Pinheiro. Contratamos médicos de diversas especialidades (ginecologista, urologista, oftalmologista, fonoaudiólogo, ortopedista, pediatra, dentre outras). Em nossa região somos referência, assim como mantemos um plantão de 24h com Clínico Geral – Obstetra e Pediatra. Hoje, de cada dez crianças que nascem em Viana, apenas três são vianenses, pois atendemos todos os municípios vizinhos entre eles, Penalva, Matinha, Cajari, São Vicente de Férrer, São João Batista, Pedro do Rosário e Olinda Nova.

O atual Governo do Estado lançou o “Programa Escola Digna”. Com esforço, planejamento, determinação e muito trabalho, a Prefeitura de Viana já erradicou todas as escolas de taipa e palha do município, o que nos causava vergonha, tanto a nós como a toda a Baixada e ao Maranhão. Portanto, Viana não será contemplada com esse programa do Governo Estadual. Com muito orgulho já reformamos e ampliamos 66 escolas, com carteiras novas, climatizadas e com merenda escolar.

Na área de infraestrutura, mas de 45 ruas já foram asfaltadas e outras estão ganhando pavimentação com asfalto de qualidade. O bairro Piçarreira, um dos maiores do município, esquecido há mais de vinte anos por gestões anteriores, hoje tem iluminação pública, água em todas as residências e o asfalto. O Bairro Campo Novo, era tratado apenas como uma invasão, no entanto nesta gestão, teve sua avenida principal asfaltada, ganhou iluminação pública, todas as casas já estão interligadas no Sistema de Abastecimento de Água, e neste momento está sendo perfurado um poço artesiano de 100 metros de profundidade que atenderá todo o bairro.

Agricultura Familiar, uma política fundamental de combate à pobreza, em Viana sempre foi abandonada e os agricultores não tinham mais esperança ou expectativa de obter alguma renda da sua terra. Hoje, nos honra muito ser um exemplo, Viana se tornou referência na baixada e no Maranhão, como exemplo de sucesso, atestado pelo próprio Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) http://vianensidades.blogspot.com.br/2016/06/modernizacao-de-unidades-de.html

Hoje, Viana conta com um Restaurante Popular Municipal, que foi construído com recursos próprios, e que também utiliza a nossa produção da agricultura familiar. Diariamente atendemos mais de 600 famílias, dentro do Programa de Segurança Alimentar e Nutricional. Nossa população tem condições de fazer uma refeição nutritiva, balanceada e de qualidade por apena dois reais.

Outro grande avanço, foi a implantação do Viva Cidadão Vianense, que aliás, foi construído e equipado pela prefeitura, sendo subsidiado até hoje pela prefeitura em parceira com Estado, garantindo seu funcionamento.

Estamos lhe municiando de informações de forma que o nobre jornalista não cometa injustiças e equívocos diante de pessoas que não convivem com a sua opinião.
Seria sensato que quando fosse escrever uma matéria tomasse cuidado para não achacar, ou distorcer informações de forma a causar DISTORÇÕES à verdade dos fatos.

Igualmente, reforçamos nossa admiração e respeito ao trabalho do nobre jornalista e sempre acreditamos no papel social da comunicação isenta, uma imprensa livre e na liberdade de expressão.

Ascom – Prefeitura de Viana-MA.

Reunião preparatória para o Seminário de Potencialidades para o Empreendedorismo Turístico da Baixada Maranhense

A reunião convocada pelo SEBRAE aconteceu na Sala do Empreendedor, em Viana e contou com a presença do prefeito de Viana, Chico Gomes e representantes dos municípios, Arari, Cajari, Penalva, das Ong Arariba, Fórum da Baixada e sociedade civil.

Segundo Aluísio Nunes, gerente da regional do SEBRAE/Santa Inês, esta foi a segunda reunião preparatória para um grande evento que acontecerá no próximo mês de julho. Disse ainda que o superintendente João Martins, que é da Baixada, está otimista e pretende deixar sua colaboração em nome do SEBRAE que muito tem feito pelo empreendedorismo, e agora com a visão de sustentabilidade no campo do turismo regional.

O prefeito Chico Gomes falou que a Baixada precisa muito desbravar o turismo e, em especial Viana que tem um potencial fantástico para o turismo ecológico, “Nossos campos e lagos oferecem uma dimensão de opções de passeios para concorrer com outros potenciais do país, e isso prova que estamos perdendo a chance de ser neste quesito uma grande referência nacional”, disse o gestor.

Garcês, Coordenador do evento pelo SEBRAE colocou a importância do seminário que contará com a participação várias instituições, entre elas a UFMA, UEMA, Institutos de pesquisa e o Governo do Estado, para criar uma agenda positiva e permitir uma nova chance de mercado.

A reunião foi encerrada e confirmada a data do evento para o dia 21de julho, em Viana a realização do seminário que discutirá a potencialidades turísticas do Campo e Lagos.

O evento será organizado pelo SEBRAE e prefeitura de Viana.

Projeto de escola municipal de Viana recebe prêmio em Belém- PA

A cerimônia aconteceu no teatro Sylvia Mendes no espaço cultural das docas, na noite de terça-feira 21 de junho de 2016, e contou com a presença de 90% dos municípios participantes classificados, do superintendente do IBAM, Paulo Tim, da coordenadora Tereza Barata, do representante do regional do BNDES e outras autoridades estaduais e municipais.

O evento teve uma abertura triunfal com um espetáculo específico, apresentado na abertura com abordagem dos temas do concurso. Em seguida, Paulo Tim fez uma rápida explanação do sucesso que o instituto obteve com os projetos inscritos. Segundo o superintendente, “superamos nossas expectativa em ter 140 candidatos, o que mostra o que nosso recado foi entendido e que os representantes do executivo e da sociedade civil estão focando na preservação do  meio ambiente”.

Para Paulo, este com concurso possibilitou um grande envolvimento social além de inculturar povos nos mais distantes rincões do País, por que neste curto espaço de tempo uma preocupação social da população  está despertando, e isso é muito positivo. Nos locais onde tinha desmatamento em excesso, hoje se combate com mais rigor; onde tinha nascente sendo agredida. hoje está preservada , sem falar de atitudes como oportunidades na área de sustentabilidade.

Um destaque na premiação foi também para a cidade paraense de Bragança que idealizou um projeto SALA VERDE que contribui com o reflorestamento e preservação de habitat naturais na região.

Viana foi destaque na noite de entrega dos prêmios, pois dos 14 projetos do estado, apenas o município da baixada teve uma boa colocação e recebeu prêmio de mérito pela elaboração da prática sustentável e de grande importância no seguimento. Foi uma vibração total na plateia que foi a única a representar o Estado.

Quem recebeu das mãos do representante do BNDS foi a diretora da escola Manoel Soeiro, Leila Cidreira, que agora carrega uma responsabilidade maior ainda sobre a implantação projeto ESCOLA VERDE.

Leila disse que este prêmio é uma demonstração do compromisso social que a escola tem para coma comunidade, mas é também um incentivo maior aos colaboradores que ajudaram diretamente no processo desde a sua germinação. E completou “nós agradecemos muito a todos mais em especial ao prefeito Chico Gomes que não mediu esforços para nos permitir representar Viana, neste evento fora do estado, fato que demostra a seriedade que nosso prefeito tem com a educação, desde a formação pedagógica como no campo específico” disse a diretora.

O técnico Sabino Neto que acompanhou a comitiva disse que a o Projeto Escola Verde favorece muito o envolvimento dos alunos, gerando renda e melhorando inclusive a merenda escolar. “Isso engrandece muito, porque é de fundamental importância, sendo ecologicamente correto e socialmente viável”, comentou.

Depois que a horta começou a produzir, outros professores e até diretores de escolas de cidades vizinhas já estiveram com o técnico Sabino para saber quais os itens necessários para construir a referida horta. Isso prova de que a ideia é um projeto piloto e pode ser uma grande referência na região.

 

Fonte ASCOM – SEMED – Fotos: Marco Antonio e Adilson Sousa

Chico Gomes inaugura mais uma “Escola digna” em Viana e elimina mais uma tapera herdada de Rilva Luis

Já são 5 escolas dignas construídas e 64 reformadas, ampliadas e climatizadas, no maior programa de obras escolares das últimas décadas em Viana

 

Viana – Hoje foi um dia de festa no Povoado Veloso, região dos Campos, em Viana. O prefeito Chico Gomes e sua comitiva foram de lancha para inaugurar mais a nova escola municipal Nossa Senhora Aparecida, com o padrão de qualidade que está marcando a atual gestão.

O prefeito foi acompanhado do secretário de educação, Marcone Veloso, vereadores, professores e foram recebidos com bastante alegria pela comunidade, principalmente as crianças, que agora dispõem de um lugar digno para a prática do aprendizado: uma escola de alvenaria, com piso em cerâmica, carteiras novas, sala do professor, copa/cozinha e merenda escolar.

O prefeito aproveitou também para equipar a escola com novos coletes salva vidas, visto que nesta época do ano, os alunos precisam se deslocar por via marítima.

Saúde na Escola

Durante a inauguração da escola, a equipe do Programa Saúde na Escola e Saúde Bucal desenvolveu palestras sobre a higiene bucal, escovação supervisionada e aplicação de flúor, além de distribuição de Kit Saúde Bucal. Hoje também, foi a estreia da nova integrante da Equipe Saúde Bucal do município, a cirurgiã Dentista Rasalana Damasceno que desenvolveu um brilhante trabalho durante o evento.

Ascom- PMV

Vianense César Bombeiro está entre os nomes da Pesquisa Exata que aponta os pré-candidatos a vereador que seriam hoje os mais votados em São Luís

O Instituto de Pesquisas Exata realizou entre os dias 13 a 16 deste, pesquisa para apurar a tendência do eleitorado da capital sobre os candidatos a vereador. O levantamento foi contratado pela TV Guará e Fiema.
Foram ouvidas 800 pessoas nas zonas rural e urbana de São Luís, com uma margem de 4% para mais ou para menos, sendo registrada junto ao TRE sob o protocolo MA 00024/2016.
Entre os 28 mais citados está o do sindicalista vianense Cézar Castro Lopes, o Cezar Bombeiro, presidente licenciado do Sindicato dos Servidores do Sistema Penitenciário do Maranhão (Sindspem-MA).
Bombeiro exerce forte liderança na categoria que dirige e tem relevantes serviços sociais prestados na comunidade do bairro Liberdade em São Luís.
A grande Colônia Vianense que reside e vota na capital, portanto, fica na expectativa da campanha para marchar junto com Cezar Bombeiro e assim contar com um bravo representante das classes populares da Câmara Municipal.