Prefeito Chico Gomes e vereador reinauguram escola do Povoado São Pedro

A comunidade compareceu em peso para prestigiar a reinauguração da escola municipal deputado Magno Bacelar, no povoado São Pedro, distante 8 km da sede de Viana.

A solenidade contou com a presença do prefeito Chico Gomes, secretário de educação Marcone Veloso, do vereador da comunidade, João de Marcos, secretários municipais, assessores coordenadores da Semed, supervisores, professores, AOSD’s e vigias.

A escola recebeu várias modificações estruturais como climatização, banheiro dos funcionários, sala da diretoria, almoxarifado e uma sala do maternal, a tão sonhada creche do vereador João de Marcos no povoado São Pedro.

A gestora da escola falou em nome dos servidores, agradecendo ao secretário Marcone e o prefeito Chico pela ampliação e reforma do prédio e disse emocionada que “a comunidade está de parabéns, pois desde a construção só agora um gestor teve a preocupação de melhorar nossa escola”.

João de Deus, professor, fez um discurso emocionado e falou que estava feliz e transmitindo a felicidade dos moradores pela estrutura que hoje dispõe a escola. E agradeceu o prefeito pela dedicação e compromisso com o povo, pois na história de Viana ainda não teve um prefeito que fez tanto pela educação.

Chico Gomes falou que a educação é o pilar de tudo e no seu governo vai sempre colocar em primeiro lugar o que há de mais importante e necessário para que as crianças tenham um futuro digno por meio do ensino de qualidade. Disse ainda que o vereador João de Marcos é uma liderança comprometida com a seus eleitores e que esta escola será esta equipada para oferecer mais comodidade e qualidade na educação.

Ascom – PMV
DSC05436 (Copy)
DSC05457 (Copy) DSC05474 (Copy) DSC05482 (Copy) DSCN5767 (Copy) escola s. pedro (2) (Copy) escola s. pedro (14) (Copy)

PRF fiscaliza rodovias do Maranhão durante período das férias escolares

Objetivo é coibir acidentes e fiscalizar os motoristas nas estradas federais.”Operação Férias” será realizada durante todo o mês de julho.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) está intensificando ações de fiscalização para evitar acidentes em rodovias maranhenses. A ação faz parte da “Operação Férias” que foi iniciada nesta sexta-feira (01) e se estenderá durante todo o mês de julho, período em que ocorre as férias escolares. A operação tem como objetivo coibir os acidentes e fiscalizar os motoristas que trafegam nas estradas federais.

Segundo o superintendente adjunto da PRF, Paulo Guedes, a falta de atenção é um dos principais motivos de causa de acidentes. Ele acrescenta que as ultrapassagens indevidas têm aumentou o número de mortes nas estradas do Maranhão.

“Falta de atenção é a principal causa de acidentes. O condutor deve estar atento quando estiver dirigindo o seu veículo; só que o maior número de morte, acidentes ou feridos graveis são provocados por ultrapassagens indevidas. O condutor deve ter atenção quando ele verificar que a faixa contínua é para que ele não execute ultrapassagem. Elas resultam em acidentes graves e até morte”, explicou o superintendente da PRF.

Ainda segundo Paulo Guedes, a operação visa também aumentar o número de policiais da PRF onde houver grande fluxo de veículos. “A Policia Rodoviária Federal vai reforçar o efetivo em locais, principalmente, de grande fluxo de veículos. As festas no interior, as feiras agropecuárias. Onde tem maior circulação a Policia Rodoviária Federal vai está reforçando o efetivo nos arredores dessas cidades para que o condutor ao chegar, ao trafegar em direção a essas cidades possa se deparar com a fiscalização da PRF”, revelou.

O superintendente aconselha aos motoristas que estiverem trafegando pelas estradas do estado que mantenham a calma e respeitem as leis de trânsito. “O conselho principal é que o condutor faça isso com calma. Ele pegue a rodovia, a estrada com calma. Ele não faça da sua viagem, que deve ser uma coisa prazerosa, um motivo para lamentações. Às vezes, o condutor sai da sua residência com pressa incrível de chegar de viagem, mas o trajeto pode ter uma consequência muito grave. Então, principal conselho é que o condutor faça isso com calma, tranquilidade e respeitando a legislação de trânsito”, finalizou. Do G1 MA, com informações da TV Mirante

Prefeito Chico Gomes entrega a Praça de Eventos e a Biblioteca Pública de Viana

13466187_252490041791947_8351128221050549886_n 13501876_252490088458609_6749486312131181423_n 13507274_252490078458610_518058515063666460_n
Viana Convite biblioteca
Viana –
O prefeito Chico Gomes cumpre nesta sexta-feira (01) – último prazo permitido pela Legislação Eleitoral a quem vai concorrer a cargos públicos municipais -, uma intensa agenda de inaugurações de importantes obras no município,

Serão inauguradas escolas novas, escolas reformadas e ampliadas com climatização dentre outras.

Outras duas importantes obras a serem entregues serão a Praça de Eventos e a Biblioteca Pública Municipal de Viana Ozimo de Carvalho, que há décadas estava abandonada e praticamente sem utilização para pesquisas.

Além do simbolismo cultural para os estudantes e pesquisadores vianenses, a Biblioteca Pública comemora o seu primeiro centenário de fundação e, agora sim, virou um local confortável e adequado para sua utilização.

O novo prédio passou por reforma completa na sua parte estrutural, com pintura, instalação elétrica, piso de cerâmica, banheiros novos, climatização e teve de volta as suas janelas coloniais.

Praça de Eventos

Localizada ao lado da Rodoviária, na Av. Luis Couto, a Praça de Eventos é o mais novo cartão postal da cidade e deverá ser utilizada para eventos culturais, feiras, exposições, etc.

CONVITE PRAÇA DE EVENTOS

Com a nova área de convivência, vários comerciantes informais que ocupam as margens da avenida em botecos improvisados, serão removidos para a praça, onde poderão comercializar seus produtos em local apropriado, com higiene e segurança.

Ascom – PMV

Polícia Federal realiza operação em São Luís para prender Orcrim que fazia saques fraudulentos de precatórios

A PF deflagrou na manhã de hoje (29), a Operação Lázaro nos Estados do Maranhão, Piauí e São Paulo, com o objetivo de desmantelar organização criminosa voltada a saques fraudulentos de precatórios da Justiça Federal em diversas localidades da Federação.

Cerca de 50 policiais cumprem 8 mandados de busca e apreensão, 5 mandados de prisão temporária e 5 mandados de condução coercitiva nos municípios de Diadema, Jundiaí, São Bernardo do Campo, São José dos Campos e São Paulo/SP, São Luis/MA e Teresina/PI, todos expedidos pela Vara Especializada em Lavagem de Dinheiro da Justiça Federal de Campo Grande/MS.

Esta operação é a segunda fase da Operação Triângulo dos Precatórios, desencadeada no final de 2015, para desmantelar grupo criminoso organizado que realizava saques fraudulentos de precatórios da Justiça Federal em diversos Estados da Federação. Para tanto o grupo selecionava precatórios disponíveis para saques, referencialmente de pessoas já falecidas, ressuscitando-as mediante a falsificação de documentos.

Estima-­se que a organização criminosa tenha, desde que as investigações foram iniciadas, realizado mais de 10 milhões de reais em saques fraudulentos, valor este que era movimentado e ocultado através de contas bancárias em nome de pessoas físicas e jurídicas laranjas. Dinheiro ilícito que a organização utilizou na aquisição de veículos esportivos importados e de alto luxo.

O motivo do nome da operação é em alusão à passagem bíblica do retorno de Lázaro à vida, já que o grupo criminosa utilizava de pessoas falecidas para se beneficiarem desses Apenas os materiais objeto das buscas e apreensões serão encaminhados para a Superintendência da PF em Campo Grande/MS, enquanto os presos e conduzidos para depoimentos serão ouvidos nas respectivas cidades onde forem localizados.

Blog do Diego Emir

TV Maracu de Viana é a nova afiliada da TV Meio Norte no MA

Viana – A partir desta quarta-feira, 29, o município passa a contar com um novo canal de televisão, com uma programação voltada para a cultura e as tradições do Norte/Nordeste, sem perder a verve da informação e do entretenimento, por meio da TV Maracu/Meio Norte – canal 11.

O lançamento da emissora acontece hoje, em um jantar para convidados no sítio de Ezequiel Gomes, na MA-014, em Viana e contará com a presença do senhor Thiago Monteiro, Coordenador Comercial da Rádio Meio Norte e Gerente de Municípios da TV Meio Norte para todo o Brasil.

Segundo Benito Filho, diretor da Rádio Maracu AM, o projeto vai utilizar mão de obra local, entre eles os locutores da rádio, que passaram por um workshop sobre teoria e produção de matérias, entrevistas, entre outras atribuições de profissionais de TV, com o professor Heider Lucena – jornalista, apresentador e com larga experiência no ramo televisivo.

Ainda segundo o diretor, em breve a TV Maracu/Meio Norte – canal 11 estará produzindo sua programação local, abordando temas como notícias, esporte, cotidiano e religião, de forma que a emissora se constitua em um canal eclético, democrático e com relevantes serviços prestados à sociedade vianense.

Por enquanto, a cobertura da TV Meio Norte abrangerá somente o território vianense, mas em breve, com mais investimentos em equipamentos e em uma nova torre de transmissão, a emissora cobrirá todos os municípios da Regional, entre eles, Matinha, Penalva, Cajari, Olinda Nova, São João Batista, Arari e Vitória do Mearim.

Saiba mais

Rede Meio Norte (mais conhecida como TV Meio Norte ou Meio Norte), é uma rede de televisão brasileira de origem da cidade de Timon, no Maranhão, porém é sediada em Teresina, no PI. A emissora foi fundada em 1º de janeiro de 2011 pelo empresário timonense Paulo Guimarães, quando a TV Meio Norte Teresina se desfiliou da Rede Bandeirantes para virar uma emissora independente e voltada ao público da Região Nordeste do país, especialmente o estado do Piauí, onde está a sede da emissora. A emissora deixou a Band para se tornar uma emissora independente, ou seja, operar sem afiliações com alguma rede de televisão brasileira. A partir de então, a emissora passou a ser geradora da Rede Meio Norte, pretendendo expandir-se para todo o Norte-Nordeste.

Com informações do Portal Radio e TV Maracu de Viana

 

Bumba-meu-boi sob fogo cruzado

Em Viana, uma tradição singular do Bumba-boi resiste por mais de um século

Luiz Alexandre Raposo*

É na noite de 28 de junho, véspera de São Pedro, que a cidade de Viana se torna palco de um inusitado e interessante espetáculo, envolvendo a figura do animal tão festejado no mês. Conhecida pela população local como “passar fogo no boi”, a farra anual consiste em fazer chover uma verdadeira torrente de fogos sobre o dorso do animal, enquanto todos dançam sob o ritmo frenético das matracas.

Não se sabe ao certo a origem da brincadeira. Difícil também definir quando tudo começou. Os registros mais antigos sobre essa tradição do Bumba-boi vianense remontam ao início do século passado. O médico e escritor Salvio Mendonça (1892-1970), no livro de memórias “História de um Menino Pobre,” assim se refere a essa peculiaridade folclórica de sua terra natal:

“Em Viana, o Bumba-meu-boi tinha outro apreço, era a passagem do boi pelo Canto Grande, entre saraivada de busca-pés, foguetes, carretilhas e bombas, de fabricação do velho Rocha. O boi mais famoso de Viana era o do Valentim. Eram feitas as apostas para a passagem do boi pelo Canto Grande, cruzamento das Ruas Grande e Padre Hemetério. O valor da aposta era um barril de cachaça. O boi vinha completamente molhado para resistir ao fogo. Os negros, também molhados, vinham descalços, para facilidade nos pulos. Os rapazes se ajuntavam nas esquinas, municiados, e quando o boi do Valentim chegava ao Canto Grande, era cercado pela frente, retaguarda e lados, entre o estrondar das bombas, foguetes, busca-pés e carretilhas, o que constituía bombardeio de muitas horas. Se o grupo do bumba-meu-boi resistia até se esgotarem os fogos, levava o barril de cachaça. No fim da brincadeira, ficava sempre queimado algum dos batalhadores.”

Travassos Furtado (1912-1990), outro famoso memorialista vianense, também descreve o pitoresco folguedo que tanto encantou sua juventude.

“Após percorrer grande parte da cidade, dançando à porta dos homens de maior projeção de Viana, o boi se prepara, agora, para descer a Rua Grande, a fim de aceitar o desafio dos lançadores de fogos. Antes, porém, retiram-lhe o rico lombo, e assim todo encharcado de água, inicia a caminhada em direção a um trecho estreito daquela rua, entre o chamado Canto Grande e a pequena praça do antigo mercado. Já a essa altura a turma do fogo estava preparada, aguardando apenas o momento de entrar em ação.

Começa, então, a travessia perigosa. Protegido por homens corajosos, que se lançam à frente, aos gritos estridentes, o boi desce vagarosamente, entrando aos poucos, na zona de fogo. E a grande batalha tem início, sob a expectativa da população.

Espetáculo impressionante. Uma chuva de foguetes, carretilhas e busca-pés, com estouros aterradores, cai sobre os brincantes, partindo de todos os lados. O boi e os vaqueiros ficam durante alguns minutos dentro de um verdadeiro círculo de fogo. A luta dura, às vezes, mais de uma hora, e só termina, realmente, quando se esgota a munição. Mas a vitória pertence, quase sempre, ao boi.”

Com o passar dos anos, a brincadeira trocou o antigo Canto Grande por um trecho estratégico da Rua Dom Hamleto de Angelis. Antes, porém, há uma concentração na Praça de São Benedito, marcada para as 20 horas. À meia-noite, seguido por extensa fileira humana, o boi deixa a praça para descer a Rua Grande. No ponto de estrangulamento já o aguarda grande multidão, ansiosa por começar a batalha de bombas, estrepa-moleques, besouros e carretilhas (os busca-pés foram proibidos). São quase três horas de queima de fogos, estouros e muita fumaceira.

Por sua vez, de tanto ser queimado, o boi também adquiriu uma certa imunidade. Hoje, fabricado especialmente para esse fim, possui uma armação mais resistente ao calor. E em vez de um só, são quatro os brincantes que se revezam embaixo dele, enquanto dura a árdua batalha.

Uma vantagem do boi vianense é que o modelo utilizado na Baixada é mais corpulento do que o protótipo adotado em São Luís ou outras regiões do Estado. Esse detalhe favorece maior proteção, na hora do fogaréu, para quem o leva nas costas. Embora continue entrando na zona de fogo previamente encharcado, o boi também conta, atualmente, com a benevolência de seus algozes. Além de lhe permitirem novos banhos de balde no meio do percurso, em determinados momentos entra em cena um secretário para abanar sua face com uma toalha, evitando assim que a fumaça o sufoque completamente.

José Ribamar Vieira (59 anos), o popular Catarrinho, é um dos heróis e principais incentivadores da festa. Encarregado de encomendar a munição de fogos aos fabricantes, ele ainda dança debaixo do boi há vários anos. Apesar das queimaduras inevitáveis do ofício, diz ter o maior prazer em participar do folguedo: “É um costume muito antigo. Meu avô, Raimundo Paixão, era patrão do boi e não perdia a brincadeira. Recebo cem reais pelo trabalho, mas faço tudo de graça se preciso for, para que essa tradição não desapareça nunca do nosso São João”- afirma entusiasmado.

A julgar pelo crescente número de adeptos da folia junina em Viana, nos últimos anos, Catarrinho pode ficar despreocupado. Em 2003, incluindo as caravanas vindas dos municípios vizinhos, estimou-se a presença de 5.000 brincantes e foram queimadas duzentas dúzias de carretilhas. Para este ano, os organizadores já encomendaram quinhentas dúzias. A farra de passar fogo no boi, no próximo dia 28, portanto, promete esquentar!

*Luiz Alexandre Raposo ( Presidente da Academia Vianense de Letras)

Publicado no jornal “O Estado do Maranhão” (Caderno Alternativo), edição de 16.06.2004.