Pré-candidato a prefeito do PSDB pode ter ligações com o narcotráfico

A foto abaixo mostra as ligações de amizade (ou provavelmente de negócios) entre o pré-candidato a prefeito de Coelho Neto, Luis Serra (PSDB, foto à esquerda), e o “Rei do Narcotráfico, Jorge Rafaat Toumani (foto à direita), morto na última quarta-feira, dia 15, após apreensão de uma carga de drogas para a República Democrática do Congo,na  África, avaliada em US$ 70 milhões, ou quase R$ 220 milhões.

O risco que corre o processo eleitoral em Coelho Neto é o emprego do dinheiro sujo do narcotráfico, que age assim em diversas cidades do interior do país, e depois mantem o controle sobre as finanças municipais.

Jorge Rafaat, era um homem perigoso e poderoso, ao ponto de ser considerado um dos maiores traficantes do mundo, tendo, inclusive, condenação no Brasil na 3ª Vara federal de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul,  a 47 anos de prisão em várias sentenças.

Ele agia nos circuitos de Pedro Juan Caballeros, cidade do outro lado do Paraguai, como grande empresário e ostentava aviões, carrões importados, fazendas e vários imóveis pelo Brasil afora. O irmão dele, Joseph Rafaat Toumani, encontra-se preso por condenação da Justiça federal a 15 anos.

Portanto, o PSDB, que aspira fazer um grande número de prefeitos nesta eleição, com os olhos voltados para a eleição nacional de 2018, não pode correr o risco de ter em seus quadros gente supostamente com ligações perigosas. (Luis Cardoso)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *