Peixadas de São João – Notas Rápidas

Flávio Dino em Viana

A presença do chefe do executivo estadual em solo vianense causou rebuliço no mundo político local. Diante do fato, os variados grupos  trataram de realizar reuniões e mais reuniões, cuja pauta, claro – era sobre quem apoia quem na próxima eleição de outubro. Entretanto, chama atenção que quase toda a classe circulava em órbita do comunista, seja para tentar capturar uma selfie, ou para demarcar território diante da multidão – a maioria de cidades vizinhas, arrebanhadas por cabos eleitorais -, que compareceu à reinauguração do Restaurante Popular, nesta sexta-feira, 29, na Cidade dos Lagos.

O ímã do poder

Pode ser considerada uma situação até normal, porém, observa-se o debate acalorado nas redes sociais, diante da simples presença nos eventos daqueles que não comungam com o tratamento do Palácio dos Leões a aliados ou a oposição. Ciúmes a parte, o comunista que tem dois auxiliares vianenses no primeiro escalão do seu governo, Júlio César Mendonça Corrêa, Dr. Julinho, na Secretaria de Agricultura Familiar (SAF) e Lívio Corrêa (Agência Metropolitana), ainda não demonstrou que morre de amores por Viana ou reconhece a importância histórica da Cidade dos Lagos.

Abismo do fisiologismo

Imersa em cacos, talvez de um cristal quebrado, a política vianense segue o seu rumo aos trancos e barrancos. O famigerado grupo Sarney ainda mantém seus tentáculos no município, que sempre serviu de curral eleitoral, e, agora diante do milho jogado, um novo grupo tenta formar trincheira em torno do atual governador, de forma que essas inaugurações, as vésperas das eleições se convertam em votos e provem que Viana pode tomar novos caminhos e, quiçá, eleger representantes locais para o legislativo, ou abrir uma nova frente para apear o grupo de Magrado Barros do poder, visto que, pelo que tem demonstrado, não estava preparado para administrar a bicentenária terra de Dilú Melo.

Juntos e misturados

A imagem abaixo é simbólica. Membros do passado governo Chico Gomes envoltos na áurea do governador Flávio Dino, demonstram que não vão seguir o ex-gestor vianense, que, mesmo ignorado pela gestão de Roseana Sarney durante o seu mandato, mantém firme suas raízes, sua ideologia política e o berço que o consagrou como deputado por dois mandatos e prefeito de Viana. A estratégia, suicida ou não, mostra que esses remanescentes estavam à deriva política e precisam de um novo barco para navegar.

O fator Gastão Vieira

Egresso do grupo do ex-prefeito Chico Gomes, Nélio Júnior (PROS ), tem articulado muito fortemente apoios para o ex-ministro e candidato a deputado federal Gastão Vieira.

Nélio Jr, Marcone Veloso, Rose Barroso e Gastão Vieira

Gastão é o candidato natural de boa parte do grupo que ocupava o velho casarão azul da Praça Ozimo de Carvalho. O ex-ministro do Turismo foi fiel ao grupo do Velho Chico, vindo ao município por duas vezes como ministro e deixando vários recursos, entre eles, paraa construção da Praça de Eventos, e também para a recuperação da Avenida Luis Couto, obra paralisada por questões burocráticas. Com Gastão irão, além do Nélio Jr, Jarbas Bezerra, Marcone Veloso, John Kennedy, Rose Barroso, dentre outras lideranças.

Se servir como alerta: “Um violonista toca sozinho, mas uma orquestra precisa de maestro”.

O fator Josimar de Maranhãozinho

O deputado estadual Josimar de Maranhãozinho (PR), também fincou bandeira em Viana e, cooptando financeiramente supostas lideranças locais, tenta sair com grande votação diante do volúvel eleitorado vianense, como candidato a deputado federal.

Maranhãozinho, segundo especulações na imprensa, é um sujeito arretado e duro; e como tal, chegou à Assembleia Legislativa após enriquecer de forma meteórica em uma das regiões mais violentas do Maranhão. O deputado estadual que adotou o nome do município do qual se apossou há duas eleições faz a trajetória idêntica à do ex-deputado José Gerardo, que, nos anos 80 e 90 dominou com mão de ferro a mesma região polarizada por Zé Doca.

Quem vai nos representar?

Enquanto a campanha não começa pra valer, esses são alguns dos poucos políticos que já circulam em solo vianense, juntos ou misturados com outros desejosos candidatos que pleiteiam vaga na Assembleia Legislativa, alguns deles sem nenhum conhecimento da precária situação da Baixada Maranhense, ou seja, chegam trombando na realidade e, por chegarem com malas de dinheiro, podem ou não, mais uma vez saírem com grandes votações, enquanto Viana e grande parte da Baixada seguem mendigando quaisquer benefício que possa mudar os péssimos indicadores da Região mais abandonada do Maranhão.   

Flávio Dino – prefeito de Viana (?)

Pode haver que discorde, mas, Flávio Dino pode encher o peito e pregar que está realizando ou já entregou as seguintes obras em Viana: Hospital de 50 leitos (em obras); quartel da Polícia Militar (em obras); reforma do Farol do Saber (entregue); reforma de escolas estaduais; Programa Mais Asfalto, reinauguração do Restaurante Popular; Canal Diques da Produção, no Povoado Sacaitaua; Kits irrigação e Rede Maranet, garantindo acesso à internet no município.

Não é nada, não é nada, a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), em 4 mandatos (16 anos), não deixou nem metade desses benefícios em Viana, ou seja, Flávio Dino está sendo para Macho Velho, o mesmo que está para Edivaldo Holanda  na capital, São Luís.

Vergonha alheia

Diante do exposto, qualquer discurso do prefeito local, Magrado Barros (PSDB), pode até tirar uma casquinha, juntamente com sua base aliada de vereadores e secretários, porém, o tucano passa a vergonha de não exibir sequer uma plaquinha de obras para os mais de 14 mil votos que o elegeram.

Aniversário sem presentes

Viana completa no próximo dia 8 de julho, domingo, 261 anos de emancipação política. Só para variar, shows e cachaça, pra fazer a alegria momentânea do povo, enquanto a cidade padece com a saúde, a educação e a infraestrutura precárias e sem investimentos.

Café requentado

Circula nas redes sociais que Macho Velho havia prometido contratar a badalada banda Aviões do Forró, para comemorar o aniversário de Viana, porém, o gestor pode ter caído na real e, sem recursos, optou por soluções mais baratas, entre elas, Mara Pavanelly, arroz de festa nos interiores do estado.

Para piorar, o show principal será realizado na segunda-feira, dia 9, somente para os residentes na cidade, pois nessa gestão tudo é realizado fora da ordem mundial.

O “Xandy Gato” do aniversário de Viana

A galera, claro, não perdoou e está curtindo a divulgação pelas redes sociais com uma montagem bem humorada, o seja, o Aviões do Forró, o gato comeu! Rárárá!!!

Arraial da Família Serra

Hoje, 29, Dia de São Pedro, a partir da 8h, o bairro Cohab de São Luís celebra uma de suas tradições culturais, com a apresentação de várias brincadeira juninas até o amanhecer.

Arquivo

A coordenação é de Dulce Serra, vianense integrante da numerosa família Serra, que mantém comércio na Capital e, todos os anos, brinda a comunidade com o melhor dos festejos juninos. Cultura e diversão garantida!

Veja abaixo a programação.

  • Boi Brilho da Terra
  • Boi encanto de São Cristóvão
  • Boi do Maiobão
  • Boi da Matinha
  • Boi de Miritíua
  • Boi de Juçatuba
  • Boi do Una
  • Boi encanto do Bom Jesus
  • Cacuriá
  • Quadrilha Mexe-Mexe
  • Dança Portuguesa

Anos Dourados em Viana

O jornalista, pesquisador, escritor e acadêmico da Academia Vianense de Letras (AVL), Luiz Alexandre Raposo, lança na próxima terça-feira, 3, a sua mais nova obra, Anos Dourados em Viana – Artigos e Crônicas.

O evento acontece na Livraria e Espaço Cultura Amei, da Associação Maranhense dos Escritores Independentes, localizada no São Luís Shopping, no Bairro Jaracaty.

Voo livre

Esqueça o painel

Do carro natureza

E pinte sua cor

Nas tantas do arco-íris

Revele-se corcel

E corra pra certeza

Mais nunca feche portas

Se abrires

Navegue na alegria e contra a correnteza

Procure de repente ser quem sempre quis

Desponte pro poente

De toda essa grandeza

E ame a criação

O fruto e a raiz

Voar

Como se homem fosse pássaro

Beber da água fonte aparecida

Poder criar mais força no cansaço

Amar em áreas indefinidas

Debruce na sacada do infinito

E chore de prazer por mais um dia

Não erga a sua voz ao som de um grito

E SEJA PEITO ABERTO À POESIA

Rogéryo Du Maranhão

Autorretrato

Pra não dizer que faltou pérolas na passagem de Flávio Dino em Viana, Macho Velho agora descobriu que o comunista é primo dele, pois, segundo o gestor vianense, por ter parentes de uma suposta família Barros na cidade de Grajaú, Dino também possui o mesmo sangue que corre nas veias do clã que, por hora assombra a política e a politicalha vianense.

Desse jeito, e, diante da imagem acima, vamos fazer um caminhão de promessas e pedidos para o nosso velho e bom São Pedro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *