Diálogos Metropolitanos debate mobilidade urbana para municípios da Grande São Luís

Sharing is caring!

Técnicos, professores, estudantes e membros da sociedade civil debateram, nesta quarta-feira (17), o diagnóstico e sugestões para a mobilidade urbana nos 13 municípios incluídos na Região Metropolitana da Grande São Luís. O debate foi realizado no auditório da Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (SECID), na capital, durante mais uma edição do Diálogos Metropolitanos do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado (PDDI).

Os diálogos são promovidos pelo Governo do Maranhão, por meio da Agência Estadual Metropolitana (AGEM), da SECID, e do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos do Maranhão (IMESC). Nesta edição, também estiveram presentes representantes da Agência de Mobilidade Urbana (MOB).

De acordo com o presidente da Agência Executiva Metropolitana, Lívio Jonas Mendonça Corrêa, o Diálogos Metropolitanos é uma momento muito importante de discussão entre a sociedade civil e órgãos do Governo a respeito de temas relacionados à mobilidade. “Foi bastante proveitoso, pois pudemos visualizar o Diagnóstico que está sendo concluído e, a partir daí, pensar em planos de ação que beneficiem toda a população”, afirmou. 

Segundo o secretário adjunto de Assuntos Metropolitanos da SECID, Raimundo Reis, o evento trouxe para a discussão social análises que vêm sendo feitas em toda a Região Metropolitana da Grande São Luís (RMGSL) e o destaque desta edição foi o tema mobilidade. “Estamos acompanhando a participação, o interesse da sociedade civil, e o objetivo é melhorar o nosso estudo, prosseguir na elaboração do nosso PPDI para chegar ao final e ter um diagnóstico completo da Região Metropolitana”, explicou.

O engenheiro civil Marcus Vinícius Oliveira apresentou os resultados do trabalho de diagnóstico realizado junto com os órgãos de governo. Ele destacou a relevância da participação popular na construção do Plano de Diretor de Desenvolvimento Integrado (PDDI). “A gente fez um diagnóstico com foco na mobilidade da Região Metropolitana para apresentar esse diagnóstico hoje, para colher sugestões, críticas, enfim, termos aqui um processo mais participativo, que envolve pessoas que vão usar o que propusermos aqui”, comentou Marcus Vinícius.

Danilo Paiva é estudante de Arquitetura e Urbanismo e foi um dos que se interessaram pelo encontro, principalmente como cidadão. “Além de estudar, eu também sou usuário do transporte público, tenho família que mora na Baixada e eu viajo sempre para lá. A ideia de que tenha agora uma programação integrada entre os municípios da Região Metropolitana é muito importante. Me interesso não só como estudante, mas principalmente como usuário, como cidadão”, disse Danilo.

PDDI da Região Metropolitana

O PDDI-RMGSL foi instituído pelo governador Flávio Dino, por meio da Lei Complementar 174, de maio de 2015. A Lei prevê que a execução das funções públicas, de interesse comum aos municípios integrantes da Região, ocorrerá a partir do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado.

Com uma população de 1.590.138 habitantes, a Região Metropolitana da Grande São Luís (RMGSL), regida pela Lei Complementar Estadual nº 174/2015, abrange 13 municípios: Alcântara, Axixá, Bacabeira, Cachoeira Grande, Icatu, Morros, Paço do Lumiar, Presidente Juscelino, Rosário, Raposa, São José de Ribamar, Santa Rita e São Luís.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *