Agiotagem: Gláucio Alencar consegue habeas corpus

glaucioPreso há mais de quatro anos acusado de ser um dos mandantes do assassinato do jornalista Décio Sá, em abril de 2012, o agiota Gláucio Alencar conseguiu no mês passado um habeas corpus.Mas não vai sair da prisão.

Ele foi beneficiado por decisão da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), autorizando o cumprimento da prisão temporária em casa, com monitoramento por tornozeleira eletrônica, no caso em que figura como acusado do crime de agiotagem praticado em Bacabal, em conluio com o ex-prefeito Raimundo Lisboa.

O Ministério Público foi contra a decisão, que ocorreu por maioria de votos.

“Desta feita, considerando o constrangimento ilegal suportado pelo paciente, de ofício, concedo ordem de Habeas Corpus ao mesmo [Gláucio Alencar], assegurando-lhe o direito de ser colocado imediatamente em prisão domiciliar, devendo o seu cumprimento ser monitorado eletronicamente”, votou o desembargador Froz Sobrinho, sendo acompanhado pelo desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos.

O voto divergente foi do desembargador Raimundo Melo, que não vê excesso de prazo na prisão temporária do acusado.

Mesmo com a decisão favorável, no entanto, Gláucio segue na prisão, acusado de envolvimento no assassinato do jornalista Décio Sá.

Segundo o MP e a Polícia Civil, há evidências fortes de que ele tenha sido o mandante do crime, pelo qual nunca fora julgado. (Blog do Gilberto Leda)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *