Aluno de Vitória do Mearim (MA) embarca para a Rússia para estudar medicina

Bergson Oliveira Lindoso conquistou uma vaga na Universidade Médica Estatal de Kursk, uma das melhores da Europa

São Paulo, setembro de 2018 – Um jovem de Vitória do Mearim (MA) vai realizar o sonho de cursar medicina. Aos 28 anos, Bergson Oliveira Lindoso prepara as malas para embarcar em uma aventura na Rússia, onde vai passar os próximos seis anos. O aluno, que já fez um período de medicina fora do país, conta como surgiu a paixão pela área. “Sou formado em odontologia e foi lá que despertou em mim o interesse pelo curso. Iniciei no Paraguai, mas agora quero terminar em uma universidade com o ensino mais qualificado”, conta.

Bergson foi selecionado para estudar na Universidade Médica Estatal de Kursk, renomada instituição da Europa e líder no ensino de medicina em inglês. Com o apoio dos pais, e com as melhores expectativas possíveis, ele está preparado para se dedicar e enfrentar o que vier pela frente. “Eu tenho dois amigos que estão lá e me contaram bastante como são as aulas e a cidade. Então decidi que valeria a pena para mim”, conta.

Ao lado de outros brasileiros, Bergson embarca no próximo dia 24 de setembro. Todos contam com o apoio da Aliança Russa, representante oficial das universidades russas no Brasil.

Qualidade e excelência

No total, mais de 100 médicos brasileiros já se graduaram pela Instituição e agora atuam em hospitais e clínicas nos quatro cantos do país. Outros 500 estudam atualmente medicina na Universidade Médica Estatal de Kursk.

Todos os alunos embarcaram com o suporte da Aliança Russa. A agência é a responsável pelo processo seletivo e por todos os trâmites para que o aspirante a médico conquiste a tão sonhada vaga.

Sistema de ensino

Os alunos que desejam cursar a universidade em Kursk devem estar atentos ao formato do ensino. Bastante diferente do Brasil, a carga horária é muito mais puxada e a metodologia de avaliação tem outro formato. Por lá, os alunos não podem ter faltas ou carregar matérias não concluídas para os próximos semestres.

O sistema de notas vai de 0 à 5, sendo 3 a nota minimamente satisfatória. O estudante que não obtiver o aproveitamento mínimo, deve automaticamente refazer aquela aula até obter a nota necessária. Caso contrário, não estará apto para fazer as avaliações de final de semestre e exames gerais.

A alta qualidade é comprovada pela taxa de alunos brasileiros que são aprovados em sua primeira tentativa no Revalida, Sistema de Revalidação de Diplomas Médicos, para atuar no Brasil. Cerca de 80% dos estudantes obtêm o registro no Conselho Regional de Medicina no mesmo ano em que chegam. O diploma é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde. Também vale lembrar que a Rússia faz parte do tratado de Bolonha, tendo seu diploma reconhecido em todo o continente europeu.

Serviço:

Aliança Russa de Ensino Superior

Edif. Prime Office Park

Rua Adib Auada, 35, Sala 113-B

Granja Vianna – Cotia / SP

CEP: 06710-700

Telefone: (11) 4551-3836

www.aliancarussa.com.br

Flávio Dino amplia diferença para Roseana e pode vencer ainda no primeiro turno, diz Ibope

O Instituto Ibope divulgou nesta quarta-feira (19) sua segunda pesquisa sobre as intenções de voto para governador do Estado e Senador da República no Maranhão. De acordo com os números, a diferença entre Flávio Dino (PCdoB) e Roseana Sarney (MDB) ampliou, de nove para 17 pontos, o que indica uma grande possibilidade dele vencer ainda no primeiro turno.

Confira os números para governador na pesquisa espontânea:

Flávio Dino (PCdoB) – 49%

Roseana Sarney (MDB) – 32%

Maura Jorge (PSL) – 5%

Roberto Rocha (PSDB) – 2%

Ramon Zapata (PSTU) e  Odívio Neto (PSOL) não pontuaram

A possibilidade de uma vitória no primeiro se caracteriza porque a soma dos demais candidatos dá menos dez pontos do que o percentual obtido pelo governador.

Na comparação com a pesquisa anterior, em que a diferença entre os dois primeiros colocados era de nove pontos, Flávio Dino subiu seis pontos e Roseana caiu dois. Confira os números da pesquisa anterior:

Flávio Dino (PCdoB) – 43%

Roseana Sarney (MDB) – 34%

Roberto Rocha (PSDB) – 03%

Maura Jorge (PSL) – 03%

Ramon Zapata (PSTU) – 01%

Odívidio Neto (PSOL) – não pontuou

Nenhum/branco – 08%

Não sabe – 07%

De acordo com o Ibope, foram ouvidas 1.008 pessoas entre os dias 13 e 19 em todas as regiões do Estado. O seu registro é MA-06667/2018.

(Via Maranhão Hoje)

Projetos de revitalização chegam à zona rural de São Luís

Mais três localidades da zona rural serão beneficiadas com o programa de revitalização desenvolvido pela Agência Executiva Metropolitana (AGEM), em parceria com a Prefeitura de São Luís. Moradores das comunidades Residencial Paraíso (área Itaqui-Bacanga), Coquilho e Vila Conceição acompanharam com atenção às apresentações dos projetos que irão transformar espaços subutilizados em áreas de lazer e prática esportiva.

A apresentação foi feita pelo presidente da Agência Executiva Metropolitana e por técnicos do órgão. Os projetos resultaram de levantamentos realizados pela AGEM junto às comunidades, bem como de reuniões com lideranças das áreas. “Todos os projetos que a Agência Executiva tem desenvolvido tem como base as demandas dos moradores da localidade e as possibilidades que as áreas proporcionam, o que varia de acordo com o tamanho do terreno, dentre outros fatores”, explica Lívio Corrêa.  

Ações

Para o Residencial Paraíso, a equipe da AGEM desenvolveu um projeto que inclui quadra poliesportiva com duas arquibancadas, academia de saúde e playground. Toda a área será pavimentada, com canteiros arborizados, bancos e piso tátil. A área total é de 10.87,40 m².

No Coquilho será implantada uma praça ao lado do Centro de Ensino São Cristóvão (Anexo), com quadra esportiva, estacionamento, playground, academia e área verde, um total de 2.494,74m². O projeto, que é uma parceria com a Secretaria de Estado da Educação, irá revitalizar totalmente o espaço, bem como reformar a unidade escolar. “Os estudantes serão beneficiados com uma escola totalmente nova, com biblioteca, laboratórios, climatização. Isso, somado à praça que será construída pela AGEM, vai mudar a realidade do Coquilho e dar mais qualidade de vida aos moradores”, destacou o secretário-adjunto de Educação, Anderson Lindoso.

Na Vila Conceição, os moradores também serão beneficiados, em breve, com uma praça de 1.764,07m², que inclui playground, palco, academia de saúde e área verde. O terreno está localizado em frente à igreja católica e à avenida principal do bairro. De acordo com o presidente da AGEM, o projeto visa readequar o espaço e gerar à comunidade uma área adequada ao lazer. “Atualmente, não há locais destinados à recreação e práticas esportivas e culturais na comunidade. É essa lacuna que iremos preencher”, finaliza Lívio Corrêa.

Moradores da Vila Esperança comemoram projeto de praça na comunidade

Os moradores do bairro Vila Esperança, na zona rural de São Luís, irão ganhar um novo equipamento urbano nos próximos 90 dias. Trata-se da Praça da Vila Esperança, cuja Ordem de Serviço foi emitida pela Agência Executiva Metropolitana (AGEM).

A obra faz parte de um conjunto de projetos que vêm sendo executados e que irão beneficiar toda a Região Metropolitana da Grande São Luís (RMGSL). “São trabalhos de urbanização e revitalização de espaços que há muito vêm sendo demandados pelas comunidades e que, agora, estão se transformando em realidade”, destacou o presidente da AGEM, Lívio Jonas Mendonça Corrêa.

A Praça irá ocupar um terreno localizado em uma área central da comunidade, entre as ruas São Raimundo e Sete de Setembro, próxima a escolas, comércios e posto de saúde. Atualmente, este espaço está carente de manutenção. Com vegetação alta que está alcançando a via pública, o terreno é um ambiente propício à proliferação de mosquitos transmissores de doenças, prejudicando a saúde pública da população. “A falta de iluminação pública adequada contribui para a sensação de insegurança na região, levando os moradores a evitarem a travessia pela área, tornando-a deserta no período noturno”, ressalta Lívio Corrêa.

Com o projeto, parceria com a Prefeitura de São Luís, esta realidade será modificada. Ao todo, será construída uma área de 1.939,97m2, onde serão instalados academia de saúde, quadra esportiva e estacionamento para carros e motos, além de áreas de descanso com bancos. “Será um local totalmente adequado para toda família, que irá valorizar o bairro”, finaliza Lívio Corrêa.

Vistorias

Lívio Corrêa e a equipe técnica da Agência Executiva Metropolitana, formada por engenheiros e arquitetos, também têm realizado visitas às obras que estão sendo executadas em áreas das zonas urbana e rural de São Luís. O grupo esteve na Vila Magril, onde está sendo construída uma praça com playground e academia de saúde, no Canteiro da Camboa, que está sendo revitalizado para melhorar o fluxo de veículos e pessoas na região, no Canteiro da Avenida Ferreira Gullar, na Ilhinha, que será entregue no próximo mês à população, e na Quadra da Vila Luizão, novo equipamento de esporte e lazer que irá beneficiar moradores do próprio bairro e adjacências.

Não é a Justiça Eleitoral que impugna as candidaturas

Por Flávio Braga*

O ato de impugnar um pedido de registro de candidatura significa pugnar contra, oferecer resistência, contestar, opor obstáculo à sua aprovação, com o desiderato de excluir-se da disputa eleitoral o candidato reputado inapto.

Ao contrário do que supõe o senso comum, o candidato impugnado não está automaticamente alijado do processo eleitoral. Essa exclusão só pode acontecer mediante o devido processo legal, com as garantias do contraditório e da ampla defesa. Ao final do trâmite processual, então, a Justiça Eleitoral decide a controvérsia, deferindo ou indeferindo o Requerimento de Registro de Candidatura (RRC). Portanto, não se deve confundir o verbo “impugnar” com o verbo “indeferir”.

Após a publicação do edital contendo a relação nominal de todos os candidatos que solicitaram registro, começa a correr o prazo decadencial de cinco dias para o ajuizamento da Ação de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRC), que pode ser intentada por qualquer candidato, partido político, coligação ou Ministério Público Eleitoral.

Portanto, a legislação eleitoral não confere legitimidade para a Justiça Eleitoral “impugnar” candidaturas. A atuação da Justiça Eleitoral consiste em receber o pedido de registro, autuá-lo, processá-lo e julgá-lo (deferindo ou indeferindo o pedido de registro requerido).

Desse modo, é incorreto dizer-se que “O TSE deverá impugnar a candidatura de Lula”. O certo é que o TSE vai deferir ou indeferir o pedido de registro do candidato Lula. Também labora em equívoco quem afirma que “foi pedida a impugnação do candidato fulano de tal”. A expressão adequada seria “a candidatura de fulano de tal foi impugnada”.

A legitimidade ativa de “qualquer candidato” é adquirida por meio da mera solicitação do seu registro de candidatura.  Desse modo, para figurar no polo ativo da AIRC não precisa estar com o registro oficialmente deferido pela Justiça Eleitoral.

A Lei das Inelegibilidades não conferiu legitimidade ao eleitor (pessoa natural) para a propositura da ação impugnatória. A doutrina sustenta que essa faculdade produziria abusos no manejo da AIRC, acarretando uma profusão de demandas eleitorais, muitas vezes infundadas e temerárias, em detrimento da imperiosa celeridade que norteia a fase de registro de candidaturas.

Todavia, qualquer cidadão no gozo de seus direitos políticos poderá, no mesmo prazo de 5 dias, oferecer notícia de inelegibilidade ao tribunal competente, mediante petição fundamentada, que também pode resultar na denegação do registro de candidatura.

Proposta a ação impugnatória, a matéria torna-se judicializada, instaura-se a lide e o feito, de caráter originariamente administrativo, converte-se em processo jurisdicional, submetido ao rito ordinário eleitoral estatuído nos artigos 3º a 16 da Lei das Inelegibilidades.

*Pós-Graduado em Direito Eleitoral, Professor da Escola Judiciária Eleitoral e Analista Judiciário do TRE/MA.

Eleições 2018: aplicativo Pardal já está disponível para download e permite a eleitor fiscalizar e denunciar infrações na campanha eleitoral

A versão 2018 do aplicativo Pardal, desenvolvido pela Justiça Eleitoral para uso gratuito em smartphones e tablets, já está disponível para download nas lojas virtuais Apple Store e Google Play. Disponibilizada nesta quinta-feira (23), a ferramenta possibilita aos eleitores denunciarem infrações durante as campanhas eleitorais, atuando como fiscais da eleição e importantes atores no combate à corrupção eleitoral.

O Pardal pode ser utilizado para noticiar diversos tipos de infrações eleitorais, como as relativas à propaganda eleitoral, compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais e doações e gastos eleitorais. Além do aplicativo móvel, o Pardal possui uma interface web, que será disponibilizada nos sites dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) para envio e acompanhamento das notícias de irregularidades.

Nas denúncias feitas por meio do Pardal, deverão constar, obrigatoriamente, o nome e o CPF do cidadão que as encaminhou, além de elementos que indiquem a existência do fato, como vídeos, fotos ou áudios. A autoridade responsável por apurar a notícia de infração poderá manter em sigilo as informações do denunciante, a fim de garantir sua segurança.

A nova versão possui as mesmas funcionalidades da anterior (2016), com algumas melhorias: reformulação da infraestrutura e atualizações tecnológicas para aperfeiçoamento da performance do programa; possibilidade de registrar denúncias também contra partido e coligação; e aprimoramentos do sistema de triagem das denúncias, a fim de facilitar o trabalho de apuração por parte dos TREs e do Ministério Público Eleitoral (MPE).

Supostas irregularidades na propaganda eleitoral veiculada nas emissoras de TV ou rádio e na internet e notícias de infrações relacionadas a candidatos aos cargos de presidente e vice-presidente da República não serão processadas pelo Pardal. Nesses casos, o eleitor deverá encaminhar as eventuais denúncias pelos meios tradicionais.

A atualização de versão do aplicativo está prevista na Portaria TSE n° 745, de 22 de agosto de 2018, assinada pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber.

Choque no bolso! Aneel aprova reajuste de 16,94% nas tarifas de energia elétrica no Maranhão

Novo reajuste entra em vigor na próxima terça-feira (28).

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) anunciou nesta terça-feira (21) o reajuste do valor de 16,94% nas tarifas de energia elétrica da Companhia Energética do Maranhão (Cemar). O novo reajuste entrará em vigor na próxima terça-feira (28).

Ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a ANEEL considera a variação de custos associados à prestação do serviço. O próximo aumento tarifário da Companhia está previsto para o ano de 2019.

Atualmente, a Cemar atende 2,4 milhões de unidades consumidoras localizadas em 217 municípios do Maranhão.

Por G1 MA, São Luís