Por intermédio de Carrinho Cidreira, deputado Bira do Pindaré pede ações da Defesa Civil em Viana

O deputado federal Bira do Pindaré anunciou ontem, 15, que acionará a Defesa Civil para agilizar as ações emergenciais na cidade de Viana, após as fortes chuvas que caem no município. A iniciativa foi a pedido do pré-candidato a prefeito, Carrinho Cidreira, que também cobrou medidas mais firmes do prefeito Magrado Barros.

Carrinho ao lado do dep federal Biara do Pindaré

Em um vídeo, o deputado Bira do Pindaré disse que recebeu um relatório de Carrinho Cidreira sobre a situação em Viana e disse que já encaminhou para a Defesa Civil e acompanhará de perto as ações do órgão e das demais autoridades para amenizar a situação. Em sua página de relacionamento pessoal, Carrinho falou sobre o pedido.

“Meus amigos e minhas amigas, compartilho com todos a mensagem do deputado federal Bira do Pindaré, meu aliado nas lutas por um Maranhão melhor e por uma Viana com dignidade para todos. Com sua influência no Congresso Nacional, Bira do Pindaré já se comprometeu a atuar em favor da população da nossa castigada Viana”, disse.

Carrinho também aproveitou a oportunidade para pedir mais ações do Governo. “Os ocupantes de cargos públicos são pagos com o dinheiro do povo e devem à população seus mandatos. O momento é de ação, de acionar aqueles que verdadeiramente trabalham pelos necessitados. Estamos fazendo a nossa parte como cidadão e esperamos que cada um faça a sua. A verdadeira vitória, para quem tem espírito público, é trabalhar por uma vida decente às pessoas de nossa terra”, declarou.

Diversas famílias estão desesperadas e sendo obrigadas a deixar suas casas na cidade de Viana. Afetadas pelas fortes chuvas que caem na Baixada Maranhense, moradores ribeirinhos procuram um local para morar, sem saber para onde ir. A situação é crítica no bairro Matriz e também em outras áreas da cidade, cujos ribeirinhos também estão procurando abrigo em casas de parentes ou vizinhos em áreas mais seguras. (Via Blog do Jailson Mendes)

Urgente! Enchente do Lago de Viana desabriga diversas famílias

Rua da Conceição, no bairro Matriz – tomada pela água

Viana – A imagem acima é uma pequena amostra da situação de calamidade pública do bairro da Matriz, afetado pelas fortes chuvas. Famílias estão desesperadas, obrigadas a deixar suas casas e procurar um local para morar, sem saber para onde ir. Isso sem falar dos riscos à saúde pública com riscos de contaminação por diversas doenças.

“Quando vi a água já estava invadindo a minha casa e foi tudo muito rápido. Tivemos que correr para salvar móveis e objetos eletrônicos. Até cobras estão invadindo nossas casas com essa enchente”, diz uma moradora do bairro Matriz, que é um dos mais afetados com a enchente”.

A situação é crítica no bairro Matriz e também em outras áreas da cidade, cujos ribeirinhos também estão procurando abrigo em casas de parentes ou vizinhos em áreas mais seguras.

A população aguarda um pronunciamento oficial da prefeitura, assim como procedimentos para decretar estado de emergência e ficar apta a receber ajuda do governo federal.

Os políticos também estão sendo cobrados a se mobilizarem, entrando em contato com parlamentares com mandato e buscar colaboração necessária e urgente em torno da situação, pois em Viana, em tempo de eleição, mais de 200 candidatos tiram votos da população que agora precisa de ajuda.

O retrato da educação de Viana mesmo já tendo recebido 10 milhões de reais de Fundeb este ano

A imagem é o retrato de como anda a educação municipal em Viana. Ou melhor: não anda. O prefeito Magrado Barros debocha do Ministério Público do Estado do Maranhão (MP-MA), rasga a Constituição Federal, que considera, em seu artigo 205, a educação como um “direito de todos e um dever do Estado”. A maioria das escolas de Viana ainda nem iniciou o ano letivo, mesmo com o calendário já seguindo para o segundo semestre de 2019.

Professores e pais de alunos estão revoltados com a situação. Nos povoados, nas poucas escolas onde as aulas estão funcionando, os estudantes são dispensados por volta das 11 horas da manhã porque precisam voltar andando para casa sob o sol escaldante, caminhando sobre a lama e o barro que toma conta das estradas. Ônibus escolares estão se deteriorando, alguns abandonados pelo meio do caminho, conforme comprova a foto. São recursos públicos desperdiçados e o futuro de centenas de meninas e meninos ameaçado.

Mas, ao contrário do que poderia imaginar algum cidadão ingênuo, o problema não é a falta de verba para uma das áreas mais importantes para o aumento do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) tão almejado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) para libertar o Maranhão da pobreza que humilha e rouba a dignidade humana de milhares de maranhenses.

Segundo informações do Portal da Transparência do Governo Federal, de janeiro a abril deste ano, somente do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) foram transferidos R$ 3.018.549, 72 (três milhões, 18 mil, 549 reais e 72 centavos) com complementação da União no valor de R$ 6.229.98, 32 (seis milhões, duzentos e vinte e nove mil, 98 reais e 32 centavos) para a Prefeitura Municipal de Viana. Ou seja, são quase 10 milhões de reais depositados nos cofres municipais.

Como se não bastasse o sofrimento diário com a falta d’água, com ruas esburacadas e estradas intrafegáveis por carros, agora são as futuras gerações de vianenses que estão condenadas pela falta de perspectiva de uma vida melhor que a educação pode proporcionar.

Magrado terá que trabalhar dobrado para reconquistar eleitorado em 2020

Às vésperas das eleições municipais, Viana não contabiliza uma única obra consistente feita pelo grupo político que comanda a Prefeitura Municipal. O prefeito Magrado Barros é alvo das mais diferentes manifestações de insatisfação por parte do povo vianense, nas redes sociais e mesmo nas ruas do município, onde já foi realizado até um protesto de jovens com cartazes e passeata, no início do ano.

Zona Rural de Viana em calamidade pública, por conta do péssimo estado das estradas vicinais

É forte o ambiente de revolta com a falta de serviços e obras públicas na cidade. Blogs da capital já repercutem os problemas de Viana. A crônica falta d’água, problema que se arrasta desde o início da gestão, o péssimo estado de conservação das ruas da sede e das estradas da zona rural, que penalizam os moradores dos povoados, são alguns dos desafios que nunca foram solucionados.

Na falta do que divulgar sobre ações, o portal da Prefeitura chegou a noticiar, em fevereiro, que o poder público estava “arborizando” a Avenida Luís de Almeida Couto, justamente o local onde dois jovens motociclistas morreram após desviar de buracos que nunca foram consertados.

Magrado deve entrar para história como o prefeito com a maior rejeição das últimas décadas. Preocupado com a reeleição, em 2020, e com os baixos índices de popularidade, o “macho velho” já planeja um pacote de obras para reconquistar a população.

Doente sendo transportado em rede, na Zona Rural de Viana, Cenas do século 18, nos dias atuais.

Ele promete “trabalhar dobrado”. Mas, nas contas dos vianenses, com mais da metade do mandato já esgotado, significa que só vai começar a trabalhar com a proximidade da eleição.  Resta saber se as obras eleitoreiras serão suficientes para apagar da memória do eleitorado os anos de sufoco e de indignação, por parte de quem acreditou na promessa de mudança.

Vergonha: Redes são usadas para transportar doentes na zona rural de Viana

Luis Cardoso

Mais um péssimo exemplo da gestão do prefeito Magrado Barros (PSDB). Em Viana, pessoas doentes são levadas na correria em rede de pano por falta de estradas no município.

No vídeo abaixo, um doente que precisa ser atendido com urgência conta com a solidariedade de pessoas que carregam a rede do povoado de Poção Grande até o povoado de Santeiro, onde uma ambulância os aguarda. Entre um local e outro carros não circulam. Confira:

Viana – Buracos e acidente em avenida causam morte de dois jovens

Dois jovens morreram na noite desta segunda-feira, 18, após desviarem de um buraco no centro da cidade de Viana, na Baixada Maranhense. A informação foi confirmada pela Polícia Militar.

Segundo informações, Elenilson dos Santos, de 19 anos, e Fábio dos Santos Pinto, de 20 anos eram entregadores de água mineral e trabalhavam em um depósito, localizado na Feira da Barra do Sol. Os dois jovens estavam em uma moto e tentaram desviar de um buraco, na Avenida Luis de Almeida Couto, em frente à Caixa Econômica de Viana.

Buracos têm colocado em perigo a vida de pedestres e motoristas na Avenida Luis Couto, em Viana-MA. Foto: arquivo

A PM informou que eles perderam o controle do veículo, ao desviar de um buraco, e caíram batendo a cabeça. Não há informação se estavam usando capacete. Os dois ainda chegaram a ser levados ao Hospital Municipal e em seguida foram transferidos para a capital do estado, sendo confirmada a morte de ambos no caminho para São Luís.

Ainda de acordo com a Polícia, Elenilson dos Santos foi diagnosticado com uma fratura exposta no braço e perfurações no pulmão. Já Fábio dos Santos foi encontrado desacordado.

Eles eram moradores do bairro Subestação. (Com informações da TV Maracu).

Peixadas – Notas rápidas

“Arroz Tio Urbano” agradece

A Urbano Produções, “arroz de festa” em Viana, na Baixada Maranhense, ostentou uma vistosa placa de nove por três metros, na entrada da cidade, com fotos do prefeito Magrado e sua vice, Lucimar, claro, agradecendo os milhares de reais embolsados via contrato de dezenas de bandas de péssimo gosto, para animar o circo carnavalesco de macho velho, além da venda de camarotes ao custo de R$ 6 mil, que segundo prints das redes sociais, deveria ser depositado em uma conta pessoal de um servidor da prefeitura.

Improbidade

Segundo advogados ouvidos pelo Blog, a exibição gratuita dos gestores fere o “principio da impessoalidade” que segundo a constituição de 1988 (art. 37, caput), deve ser entendido como aquele que princípio que vem excluir a promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos sobre as suas realizações administrativas. Não é permitido que os agentes públicos tenham privilégios, esse principio é, portanto, característica visível do princípio republicano (Art. 1º, caput da Constituição Federal). Portanto, uma representação no Ministério Público não deve ser descartada.

Servindo de penico I

Aliás, falando em MP – órgão Estatal que tem como função principal zelar pela boa aplicação da lei, pela ordem jurídica e pelo estado democrático de direito e foi criado para defender os interesses da sociedade, a nosso ver, usou dois pesos e duas medidas, quanto ao critério de coibir festas e vendas de bebidas alcóolicas nos seus arredores. (Releia aqui o texto da operação cidade organizada), que passou o rodo nos barros da Av. Luis Couto, em Viana.

Bar de Luis de Mumbuca, “O Senadinho”derrubado a pedido do Ministério Público de Viana

O milionário carnaval de macho velho passou um tapume de madeira no entorno da importante instituição, mas não impediu que o local virasse mictório público para milhares de foliões, deixando as proximidades fétidas, durante seis dias de folia.

Servindo de penico II

Atuando como uma irmã siamesa – nesse mesmo bloco -, a recém inaugurada Câmara de Vereadores também cedeu a sua calçada para o carnaval, e, também não foi poupada das aberrações cometidas por foliões sob o efeito de álcool; porém, a casa do povo, recheada com “vereadores troiras” (que só sacodem a cabeça), com raras exceções, jamais se negariam a atender uma imposição do chefe.

Os blocos sumiram

Assim como estão devastando todos os setores públicos que ainda funcionavam em Viana, a gestão macho velho e sua famigerada secretaria de cultura também exterminaram o carnaval de rua e suas manifestações espontâneas, como as escolas de samba, os blocos de bairros e os blocos organizados.

Quem resistiu?

O Bloco Marombas, o Laranjeira de Dona Zeca e o Piteuzinho, bem que tentaram levar alegria à passarela e aos camarotes, mas, diante da ausência de público, o desfile foi apenas uma formalidade, diante de um fiasco de carnaval, ou melhor, um baile funk, patrocinado com o dinheiro do contribuinte.

Quem ganhou?

Na quarta-feira de cinzas, segundo informações, divulgaram que o “Bloco Laranjeira do Meu Quintal” foi o grande vencedor do desfile dos blocos. Com a presença irreverente de Dona Zeca, mas sem estrutura de som, o bloco conseguiu superar até o breguíssimo Piteuzinho e suas luzes natalinas, com o DNA da prefeitura.

Desbotados

O Blog procurou explicação para a ausência dos blocos gigantes que se digladiavam nos carnavais anteriores. Foliões tristes e desmotivados explicaram que, antes, a Prefeitura incentivava com dinheiro vivo, de forma que as próprias diretorias produzissem seus desfiles, seus adereços, fantasias e ou abadás. Agora, com macho velho, são oferecidos somente os abadás, produzidos em uma malharia de quinta categoria, desbotados, parecendo artigo de R$ 1,99. Aí, tudo virou cinzas!!!

E a caixa caiu…

A caixa d’água do bairro Mutirão é um exemplo emblemático de uma administração que seria atrapalhada, numa definição mais generosa, se não fosse, de fato, displicente e fracassada. A prefeitura precisou de uma semana para fazer a colocação da caixa, amarrando com cordas tão frágeis quanto o telhado de vidro de certos gestores, e em apenas uma hora o vento derrubou o serviço. É assim que o povo de Viana tem sido tratado, com deboche. Mas por falar em vento, diz o bom ditado: “quem planta vento, colhe tempestade!”

Zona Rural em desespero

Como diz o ditado, “uma imagem vale por mil palavras” publicamos algumas fotos que comprovam o abandono e o desespero dos moradores da Zona Rural de Viana, cujas estradas vicinais estão intrafegáveis, povoados às escuras, as escolas estão sem aula e a produção não consegue ser escoada, nem com ajuda de tratores.

O nosso lago

Único e majestoso, o Lago de Viana oferece aos visitantes e turistas um passeio ecológico espetacular, que merece ser preservado e aproveitado pelos empreendedores locais. É preciso saber oferecer atendimento e infraestrutura, de forma que essa importante ferramenta de gerar renda seja mais bem aproveitada. Se a prefeitura que não tem secretaria de turismo não fomenta nada, que os próprios vianenses tenham iniciativas para tirar proveito do nosso principal cartão postal.  

Posse de Gastão Vieira em Brasília