A Baixada Maranhense e o “tiro” do carnaval

Quem não viveu esse período, com certeza já engoliu ou vai ter que engolir bizarrices como “Muriçoca pica”, “Metralhadora”, “Meu p… te ama”, “LepoLepo” e mais recentemente “Que tiro foi esse?”.

Perigo nas alturas. Jovens alcoolizados tentam se equilibrar sobre a pá de uma retroescavadeira a mais de 10 metros de altura, no bloco “As Catrais”, em Viana-MA. Cenas comuns no Carnaval dos novos tempos.

Quem já está dos “4.0” pra cima deve lembrar-se bem dos velhos Carnavais da Cidade dos Lagos. E deve, também, recordar da abominável segregação que dominou e, ainda, impera em solo vianense, principalmente em eventos sociais.

Basta lembrar os Carnavais seletivos realizados no Grêmio Cultural para a alta sociedade, a alegria das classes menos abastadas no Cinelândia e no Alvorada Clube, a garra e a alegria dos negros no Jaguarema Clube, ou mesmo a resignação daqueles que gostavam ou só podiam frequentar os “Bailes de Gato (como eram conhecidos os nossos “Bataclans”).

E, aqui não se trata de um artigo nostálgico com lágrimas sobre a nossa sepultura carnavalesca. Mas é preciso constatar que quem brincou de “Mamãe, eu quero”, “Olha a cabeleira do Zezé”, “Barracão de Zinco” ou outras pérolas dos notáveis compositores tupiniquins, nos grandes bailes de salão, vai ter que admitir que esse público envelheceu ou já morreu e não vai mais atrás do trio elétrico.

Éramos felizes e não sabíamos há poucos anos, quando surgiu os Novos Baianos com Baby do Brasil, Moraes Moreira, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão com os seus frevos ou com os talentos de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, ou o axé music, com os sucessos de Luís Caldas, Daniela Mercury, Sarajane, Ivete Sangalo, Margareth Menezes, Cláudia Leitte, Netinho ou bandas como Chiclete com Banana, GeraSamba”, Araketu, Banda Mel, misturando o ijexá, samba-reggae, frevo, reggae, merengue, forró, samba duro, ritmos do candomblé, pop rock, bem como outros ritmos afro-brasileiros.

Quem não viveu esse período, com certeza já engoliu ou vai ter que engolir bizarrices como “Muriçoca pica”, “Metralhadora”, “Meu p… te ama”, “LepoLepo” e mais recentemente, “Que tiro foi esse?”.

Quer mais lembranças doloridas? O Parque Dilu Melo – favelizado na sua estética -, e com carros tunados que enlouquecerem muitos visitantes que ficaram com os ouvidos inchados neste Carnaval, nas barbas da PM e da Guarda Municipal de Viana, deve ter deixado a famosa musicista vianense se remexendo no túmulo.

Para piorar, agora também temos a segregação política, ou seja, se você não pertencer ou não for simpático ao grupo que está no poder, mesmo que possua recursos disponíveis ou não tiver prestígio algum, pode se considerar um folião que está apenas velando o nosso velho e bom carnaval, os nossos atrativos culturais de blocos e brincadeiras de rua, que foram trocados pelos funcks do momento, que fazem as novinhas descerem até o chão.

Essa é a nova ordem do Carnaval de Viana e da nossa querida Baixada Maranhense, mortalmente abatido em sua essência por uma bala perdida. Que tiro foi esse?

 

Leia abaixo uma resenha do padre baixadeiro, Ribamar Rodrigues.

 

SOBRE O CARNAVAL NA BAIXADA MARANHENSE

São muitas opiniões e críticas. O que direi a seguir não pretende ser “a verdade”, mas somente uma análise de quem se preocupa e acredita no seu povo.

Respeitando as opiniões, gostaria de dizer que acredito em algo melhor do que o que foi presenciado e veiculado a respeito do Carnaval da Baixada Maranhense.

Não creio que não tenhamos responsabilidade nisso, por isso defendo que podemos  fazer alguma coisa sim.

Até por que se a situação é crítica foi por causa de um “trabalho tendencioso” a longo prazo que nos levou à pobreza e à monofabricação cultural.

 A meu ver o caminho é cuidar da qualidade dos momentos. Carnaval e outras manifestações culturais não são de um grupo, mas de todo um povo.

 Sabemos porque essas coisas acontecem. Existe “cartel” e jogo de interesses. Por essa razão há pouca valorização das bandas locais e de outras manifestações culturais. “O povo foi envenenado, intoxicado com o produto de pouca consistência e durabilidade”.

Alguns passos são necessários:

1) Os municípios precisam de legislações que preservem a cultura folclórica popular local percentualmente; e também oportunizem espaço para as bandas locais. Não se pode gastar tanto dinheiro com algumas bandas;

 2) Acredito na educação como aliada determinante na reversão desse quadro. Penso que se deve incluir urgentemente na grade curricular dos municípios uma disciplina (matéria) que aborde as manifestações culturais locais e regionais. Isto é uma questão de vida ou morte.

Nisto está o futuro também de quem trabalha seriamente para manter a memória cultural; nisto está o futuro de quem trabalha com música. A situação é urgente.

 Tenho medo que cheguemos a um caos ainda mais profundo a ponto de convivermos ainda mais com a “saudade” de nós mesmos e nem nos darmos conta.

 Temo que um dia desapareçam as bandas e grupos culturais que tocam Carnaval e sejamos obrigados a acolher tudo como a mesma coisa. Isto é o que o capital quer. Quer o fim do senso crítico. Pode esperar desespero e mais violência num ambiente de hostilidade cultural; pode esperar mais gente vazia e desestimulada.

Viana – A tradicional feijoada dos amigos está de volta

O carnaval vianense este ano tem um sabor a mais, com o retorno da tradicional Feijoada dos Amigos, organizada pelo boa praça, Chico Serra.

Conforme a tradição, o evento acontece nesta segunda feira de carnaval (12), a partir das 12h, na residência de Chico Serra, na Rua Coronel Campelo, na Cidade dos Lagos.

Além do auxílio luxuoso da produtora de eventos, Dirce Costa e a mão delicada de Socorro de Newton no preparo das iguarias, a festa vai contar com animação da cantora Priscila Carvalho.

Chico Serra aguarda com muito carinho a sua legião de amigos/convidados, para animar a tarde da segunda feira de carnaval, com uma deliciosa feijoada, chope gelado e a alegria dos foliões.

O anfitrião, Chico Serra, ouvido pelo Blog, aproveitou para agradecer os amigos por o ajudarem a resgatar essa tradição da folia vianense, entre eles, Chico Gomes, dep. Federal Aluísio Mendes, Laércio Costa, Nélio Júnior, vereador Cézar Bombeiro, Cleinaldo Bil, Fabinho Campos, Getúlio Júnior, Grupo Carrinho, Fellykson do Posto Vinólia, Dr. Ezequiel Gomes, Dr. Ramon, Jolinda, Geraldo Costa, Marcone Veloso, Construtora Mendonça, Comercial Bebeco, Óticas Rocha, entre outros.

O Blog Vianensidades se fará presente na cobertura total do evento.

Baile do confete e serpentina revive os grandes carnavais de Viana

Viana – Tudo pronto para a realização de mais um grande baile carnavalesco na Cidade dos Lagos, neste sábado de carnaval (10), a partir da 21h.

O tradicional Baile do Confete e Serpentina, produzido por Marcone e Suely Veloso, promete atrair centenas de foliões saudosos dos grandes eventos, com decoração temática, segurança e muitas marchinhas dos antigos carnavais.

Divulgação

O baile será realizado no sítio Suely Veloso, na MA-014, entrada de Viana, e, este ano traz uma grande novidade: o Bailinho Infantil, no domingo de carnaval (11), com diversas atrações para a garotada, entre elas, piscina com guarda-vidas, guloseimas, brincadeiras, concurso de fantasias e claro, marchinhas de carnaval para divertir toda a família.

As camisas da festa já estão à venda  nas lojas K LEVE, BENDITA BELEZA e no escritório de Suely Veloso.

Pré-carnaval da Família Vianense

Um ambiente com decoração temática, abadas coloridos, gente bonita, muita amizade, resenha, alegria e descontração, deram o tom do encontro Carnavalesco dos Conterrâneos da Cidade dos Lagos, que reuniu famílias de Viana MA e amigos ludovicenses.

Conhecido como o sábado magro de carnaval, dia 03 de fevereiro/18 ficou marcado por muita folia e cores. O pré-carnaval dos conterrâneos da baixada, tem como idealizador o filho vianense Magno Fróz, que junto a sua família, que teve o prazer de receber a todos com apenas  um ideal: manter a tradição da Folia dos Conterrâneos e Amigos de Viana – agregando sempre mais valores e legados a todos presentes, proporcionando sempre um momento de verdadeira confraternização entre amigos.

A festa foi realizada no sítio Campo Feliz, na Cohama e reuniu diversas pessoas, entre eles grandes nomes de famílias tradicionais do nosso município de Viana e a presença de um casal  que veio diretamente da Viana do Castelo, cidade de Portugal, para comemorar sua estadia e amor a nossa cidade e estado.

Para animar a festa, a Banda Curtição iniciou o esquenta, seguido do grande show da cantora Thaís Moreno e , que colocou os foliões para pular e dançar em vários ritmos. Para fechar, tivemos a presença de uma Charanga com marchinhas e músicas da cultura maranhense, onde foliões presentes tiveram o microfone e instrumentos em mãos para cantar e tocar o que conheciam de melhor do nosso carnaval.

“Neste ano II, percebemos que o evento está se consolidando e se tornando tradição. Este ano tivemos um maior número de adesões. Nada disso seria possível sem o apoio dos nossos parceiros e patrocinadores e a divulgação maciça da rádio Maracu, na pessoa dos sócios e amigos Benito Filho e Ezequiel Gomes, os quais devemos nossos agradecimentos e reafirmamos parcerias futuras, além do carnaval”, citou o idealizador Magno Fróz.

CONFIRA ABAIXO MAIS MOMENTOS DO EVENTO:

Enviado pela Assessoria do Evento.

Ministério Público pede suspensão do carnaval em São Pedro da Água Branca

Caso seja descumprida a decisão, o Ministério Público pediu a Justiça uma multa diária no valor de R$ 1 mil a ser paga pelo prefeito Gilsimar Pereira Ferreira.

Por G1 MA

A Promotoria de Justiça da Comarca de São Pedro da Água Branca, a 700 km de São Luís, ingressou com uma Ação Civil Pública (ACP) contra o Município e o prefeito Gilsimar Pereira Ferreira pedindo a suspensão do carnaval na cidade até que seja efetuado o pagamento dos servidores que estão em atraso desde o mês de novembro de 2017.

Segundo o Ministério Público do Maranhão (MP-MA) os servidores concursados de São Pedro da Água Branca não receberam seus vencimentos de dezembro e metade do 13º salário. Já os contratados estão sem receber desde novembro e não receberam também qualquer parcela do 13°. Além disso, a Prefeitura não estaria repassando os recolhimentos previdenciários e de contribuição sindical.

O Ministério Público solicita que a Justiça determine prazo de 48 horas para que sejam pagos os salários de todos os servidores públicos municipais relativos a dezembro de 2017. Os demais vencimentos deverão ser quitados no prazo máximo de 30 dias, bem como o repasse dos recolhimentos previdenciários e descontos de contribuições sindicais.

O órgão ministerial pede também que a Justiça suspenda os gastos relativos a festas carnavalescas até que seja comprovado o pagamento de todos os servidores. Pede ainda que em caso de inadimplência por mais de cinco dias da Prefeitura seja bloqueado 60% das transferências constitucionais, como o Fundo de Participação dos Municípios, Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), a ser destinados exclusivamente ao pagamento dos servidores públicos.

Caso seja descumprida a decisão, o Ministério Público pediu a Justiça uma multa diária no valor de R$ 1 mil a ser paga pelo prefeito Gilsimar Pereira Ferreira.

Muito barulho por nada. TCE diz que norma que impede municípios de realizarem festas com salários atrasados só valerá a partir de 2019

Ilustrativa

O promotor de justiça e assessor especial da Procuradoria Geral de Justiça, Márcio Thadeu Silva Marques e a procuradora do Ministério Público de Contas, Flávia Gonzalez, foram os entrevistados do primeiro programa Estação Ministério Público de 2018, no último sábado, 3.

Na pauta, os detalhes da instrução normativa que dispõe sobre despesas com festividades, realizadas pelo poder público municipal e que foi aprovada na semana passada pelo pleno do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão. A sugestão foi formulada conjuntamente pelo MPMA e pelo MP de Contas.

A procuradora do Ministério Público de Contas, Flávia Gonzalez, informou que, a partir de 2019, esse tipo de despesa será considerada ilegítima quando o município apresentar, na última avaliação anual realizada pelo TCE, baixa efetividade na gestão da saúde ou da educação. Esses dados serão coletados de acordo com a metodologia de apuração do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM).

O membro do MPMA respondeu todas as dúvidas dos ouvintes relacionadas ao tema e explicou que o documento considera ilegítimas despesas custeadas com recursos públicos municipais, mesmo que decorrentes de contrapartida em convênio, para a realização de eventos festivos quando o município estiver em atraso com o pagamento da folha salarial ou em estado de emergência ou calamidade pública.

Os entrevistados reforçaram a importância da atuação conjunta e que esta instrução normativa é uma ação conjunta preventiva. O programa Estação Ministério Público vai ao ar todos os sábados, ao vivo, às 9h, pela Rádio Jovem Pan News São Luís AM 1340KH.

Clique aqui e ouça o áudio.

Via Folha de SJB

Peixadas

“Macho Velho” no estaleiro

Até o fechamento desta coluna, o prefeito de Viana, Magrado Barros (PSDB), continuava descansando em sua residência em São Luís, após sofrer um piripaque, no dia 02 de janeiro, enquanto conversava com lideranças políticas, em um restaurante na Cidade do Lagos. Na capital, no UDI Hospital, MB recebeu 5 stents (uma pequena prótese em formato de tubo que é colocada no interior de uma artéria para evitar uma possível obstrução total dos vasos), além de recomendações médicas para mudar seus hábitos de vida. O gestor vianense recebeu as visitas do governador em exercício Carlos Brandão, do chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, políticos e muitos amigos. Macho Velho, na verdade, estava parecendo um ponto turístico: cada visita uma selfie para as redes sociais. É mole?

Bum bum paticumbum prucurundum

Por outro lado, muitos céticos e observadores da sangrenta guerra política vianense têm espalhado pelos quatro cantos da velha terrinha, que MB teria sofrido um “encantamento” tal qual aquele que surpreendeu o Brasil, em 1985, quando Tancredo Neves se preparava para assumir a Presidência da República e sucumbiu por uma doença (diverticulite) até então pouco conhecida da maioria dos brasileiros. As más línguas logo ligaram o fato de o vice-presidente José Sarney ter ligações com o famoso “Bita do Barão” em Codó. O final da história todos conhecem. Ceticismos a parte, o Blog deseja plena saúde ao gestor vianense, de forma que ele conclua os seus 4 anos de mandato. Mas, como precaução e caldo de galinha não fazem mal a ninguém: abre o olho e manda fechar o corpo, “Macho Velho”. Olha o tambor aí em cima!!!

Tem Carnaval?

Mesmo com “Macho Velho” momentaneamente fora de combate, O Blog apurou que já foi realizada uma milionária licitação para a contratação de bandas, inclusive o grupo baiano Chicabana, uns dos mais solicitados pelos foliões. Também ainda não apuramos o valor da gastança, que coloca Viana no roteiro dos foliões que curtem o carnaval na Baixada. O lamentável é que passado mais um ano, a infraestrutura da cidade; a hoteleira e a de restaurantes mudou praticamente nada, ou seja, o município mais uma vez poderá receber uma multidão que pode sim gastar algumas cifras, porém, a recepção vianense continua deixando muito a desejar.

Lata d´água na cabeça…

A velha marchinha carnavalesca continua mais do que nunca fazendo sucesso em Viana. Os mesmos problemas, as mesmas desculpas e a população penalizada. Basta um pequeno passeio pela cidade para observarmos cenas dos anos 70.

Carroças de tração animal transportando água em caixas, enquanto os moradores se aglomeram com baldes, bacia e outros recipientes que possam acumular um pouco do líquido precioso. Periga mais uma vez ter carnaval sem o lava-pratos.

A preferência é a festa!

Como já pregamos em outros post, a gestão municipal tem pleno conhecimento do crônico problema da falta d água no município. A questão é a prioridade. E, claro, também a população que assiste a tudo omissa, subjugada e sem forças para protestar. Não se admire se fizerem uma enquete perguntando se preferem água nas torneiras ou festa de graça: é Carnaval, meu rei!!!

Olha ele!!!

O estudante de Direito e assessor de projetos, Nélio Júnior, que concorreu a uma vaga na vereança vianense na eleição passada, volta e meia tem sido vitima de uma espécie de bullying, nas redes sociais, devido ao seu trânsito livre com toda a classe política vianense.

Boa praça, carismático o jovem político do PROS vai garimpando simpatia em todos os grupos que gostam de debater os problemas e soluções para Viana. Enquanto isso, muitos cães de guarda e jagunços do atual grupo inquilino do Casarão Azul da Praça Ozimo de Carvalho, e também do lado vermelho – como fogo amigo -, fazem muito barulho, pregam a intolerância, mas a caravana segue intacta.

Eleições 2018

Vem aí mais uma supereleição no Brasil, para escolher presidente, senadores, governadores e deputados. No Maranhão – onde a refrega promete ser das mais acirradas -, a Cidade dos Lagos dá poucos sinais da movimentação de suas principais lideranças políticas. Talvez os “cabos eleitorais” estejam aguardando o cenário ficar mais claro, a partir das definições das chapas majoritárias, assim como as coligações partidárias. Em Viana, até o momento só “Macho Velho” já bateu o martelo e vai com Flávio Dino, retribuindo assim o total apoio do Palácio dos Leões à sua vitória eleitoral.

Saindo da casca (?)

Ao que parece, o vereador imberbe, “Naná do Ovo”, que obteve mais 800 votos na última eleição em Viana – a maioria em forma de protesto dos eleitores -, está começando a gostar tanto da política, assim como da politicagem.

As redes sociais que hoje funcionam como Big Brother, flagraram o edil em conversas de pé de ouvido com o deputado federal João Marcelo (PMDB), filho do senador carcará, João Alberto (PMDB) e do badalado Júnior do Bingo (Viana Feliz), que agita a cidade nos fins de semana por meio de sorteios de dinheiro e prêmios. O assunto? Política é claro. “Naná” pelo visto caiu no “canto da sereia” e saiu de baixo das asas de “Macho Velho”, para quem sabe, experimentar um milho de melhor qualidade.

Na imagem acima, dep. federal João Marcelo, (primeiro a esquerda), Júnior do Bingo, um amigo e “Naná do Ovo” (primeiro a direita).

Por um milagre do Frei Serafim

Continuam as intermináveis obras do Residencial Frei Serafim de Viana, iniciada na gestão passada.

O sorteio dos futuros proprietários já foi realizado, porém, integrantes da gestão anterior e a atual continuam trocando acusações e farpas sobre os méritos, a burocracia e a demora quanto à entrega das casas. Segundo apurou o Blog, faltava o Projeto Social exigido pela Caixa. No momento, uma creche do Governo Federal, um hospital de 50 leitos e um quartel da PM (obras do Governo Estadual) segue em marcha lenta, o que dificulta prever o prazo de entrega dos imóveis aos ansiosos contemplados. Melhor fazer promessa pro Frei Serafim de Viana.

Restaurante Popular

Outra obra de grande alcance social, implantada na gestão anterior foi fechada e está servindo de garagem para veículos da Prefeitura de Viana.

O Restaurante Popular que servia cerca de 500 refeições diárias, ao preço de 2 reais e atendia centenas de famílias fechou para o almoço. Surgiram rumores que o Governo Estadual assumiria as atribuições do imóvel, porém, passados quase dois anos, nenhuma esperança.

Só para lembrar, a prefeitura adquiria quase 80% dos insumos consumidos da Agricultura Familiar do município, o que dá para imaginar os prejuízos e o desencanto dos produtores que se prepararam para fornecer seus produtos e agora ficaram a ver navios.

Festa do SINTSEP

O sindicalista vianense, Cleinaldo Bil, recebe neste sábado (20), seus convidados e servidores públicos estaduais, para a tradicional confraternização do Sindicato dos Trabalhadores no serviço público Estadual do Maranhão (SINTSEP). O evento acontecerá no espaço de eventos CUNACU´S, a partir da 21h, com animação do rei do bolero, Walfredo Jair e fecha com a banda Rabo Seco Venenosa, no ritmo das marchinhas de carnaval.

 “Lipe e Juliana” em Viana

O romance “Lipe e Juliana” será lançado em Viana na primeira semana de julho, para coincidir com as comemorações dos 261 anos de fundação da cidade.

O assunto foi objeto de discussão durante a entrevista concedida à Rádio e TV Maracu, no último sábado, pelo autor, o jornalista e escritor vianense, Nonato Reis. O proprietário da emissora, Benito Filho, e o empresário Carlos Augusto, o Carrinho, serão os coordenadores do evento. Na foto, Nonato Reis, além de Benito (segundo à esquerda) e Carrinho (primeiro à direita), aparece também Ezequiel Gomes, sócio/proprietário do Sistema Maracu de Comunicação. O livro está sendo objeto de promoção que a rádio Maracu fará ao longo da semana com os ouvintes. Seis exemplares serão distribuídos por sorteio para quem acertar perguntas relacionadas com o romance. (Face Nonato Reis).

Carnaval 2018

Os vianense e baixadeiros não tem do que reclamar da programação do pré-carnaval e também do período da folia de Momo. Muitos eventos com qualidade musical diversificada vão animar os foliões, em clima de reencontro e nostalgia. No dia 27/01, em Viana, acontece o tradicional Baile de Fantasias, que atrai uma multidão ao velho Grêmio Cultural, no centro da cidade. Nessa data paralela, o Fórum da Baixada realiza o lançamento do animado “Bloco da Piaba”, na AABB, em São Luís.

No dia 3 de fevereiro (sábado), será a vez do charmoso e elegante Baile de Máscaras, organizado por Rosa Bastos e Dirce Costa, no salão do Ilha Prime, em Viana, com muitas marchinhas dos antigos carnavais.

Outra boa pedida para os vianenses também acontece em São Luís, no dia 3/02 (sábado), com a Folia dos Conterrâneos e Amigos de Viana, na Rua Boa Esperança, atrás do Mateus/Cohama, com animação do Grupo Curtição, Charanga do Galo e Thais Moreno.

No sábado gordo, em Viana, será a vez do baile mais badalado da Baixada Maranhense: Baile do Confete e Serpentina, organizado por Suely e Marcone Veloso, no sítio às margens da MA 014, em Viana. Este ano, segundo os organizadores, a novidade será o Bailinho Infantil, onde as famílias poderão levar seus pimpolhos fantasiados para uma manhã de diversão, com muito confete, serpentina, guloseimas e diversão. A noite será a vez do público adulto, que mais uma vez vai curtir um clima de alegria e beleza, com muitas marchinhas carnavalescas.

Volta por cima

Mesmo contrariado pelo injusto rebaixamento no carnaval do ano passado, o superstar Dona Zeca promete levar o seu “Laranjeira do Meu Quintal” e levantar o astral dos seus milhares de fãs, que o aguardam sair da famosa laranja, carro abre-alas do bloco.

A rapaziada seguidora do bloco promete engrossar a voz e a diversão, fazer bonito na avenida e elevar Dona Zeca ao topo do sucesso, para o delírio do público. Afinal, quem é rei nunca perde a majestade!

Quinta do Posto

O empresário Fellykson Azevedo está colhendo sucesso com uma novidade que pegou e virou point na Cidade dos Lagos. É a “Quinta do Posto” – balada que está reunindo a galera jovem que curte música de qualidade em um ambiente que é pura descontração, no Posto Vinólia, na MA 014, em Viana.

Todas as quintas-feiras tem música ao vivo, chope gelado, petiscos e muita azaração. Vai que é top!

Vavá Cutrim

A coluna recebeu a triste notícia e lamenta o falecimento de Juarez Mendonça Cutrim, o Vavá Cutrim, pecuarista e ex-jogador da Seleção Vianense de Futebol. 

Vavá foi um dos grandes jogadores do futebol vianense da década de setenta até oitenta, quando encerrou sua carreira. Em 1975, integrou uma das melhores seleções da Cidade dos Lagos ao lado craques como Dicá, Joãozinho (Passarela), Pedro de Estevam, Marreco, Zé Carlos Costa, Gojoba, Pelé, Chucho, Jambu, Waldir, Catarrinho, Prof. Zé Raimundo, entre outros.

Foi também professor de Educação Física do antigo Ginásio Antonio Lopes, no qual este jornalista integrava a turma ginasial. Vavá foi casado com a professora Josefina Cordeiro Cutrim e não deixa filhos. O Blog Vianensidades envia condolências a Família Cutrim pela irreparável perda sofrida.