‘Mais Cultura e Turismo de Férias’ começa neste final de semana em várias cidades do Maranhão

Programação Geral

Com atrações locais e nacionais de diferentes cenas musicais, espetáculos teatrais e o melhor da cultura popular maranhense começa neste fim de semana o ‘Mais Cultura e Turismo de Férias’ com programação gratuita em 12 municípios maranhenses. MPB, pop, rock, samba reggae, chorinho, bumba-meu-boi, tambor de crioula, forró além da comédia Pão com Ovo e Cia Cambalhotas estão no programa que acontece de 7 a 25 de julhocom arte e cultura para todos os gostos. O ‘Mais Cultura e Turismo’ é uma iniciativa do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur), realizada com sucesso desde 2015.

Este ano, a edição do programa conta com atrações culturais durante três semanas de julho em várias cidades. Em São Luísas apresentações serão realizadas em quatro pontos da cidade. Em Barreirinhas (portal de entrada dos Lençóis Maranhenses)shows com vários artistas prometem muito agito na cidade turística. Além disso o Mais Cultura e Turismo de Férias levará espetáculos teatrais para as cidades de Estreito, Tuntum, Lagoa da Pedra, Santa Luzia, Zé Doca, Santa Helena, Araioses, Coelho Neto, Coroatá e Vargem Grande.

O secretário da Cultura e Turismo, Diego Galdino, informou que a intenção do Governo é intensificar as ações culturais em todo o estado. “Estamos ampliando a atuação do programa com a inclusão de novos espaços e cidades, diversificando a programação e melhorando a infraestrutura dos pontos turísticos. Além disso iremos expandir ainda mais a oferta de atrações com os editais de ocupação artística que levarão cultura o ano inteiro para os maranhenses”, ressaltou Diego.

Mais Cultura e Turismo de Férias São Luís

Em São Luís as apresentações serão realizadas na Praça Nauro Machado (Centro Histórico) às sextas-feiras, Praça da Lagoa da Jansen e Concha Acústica aos sábados e Espigão da Ponta D’Areia aos domingos. A programação promete atrair maranhenses e entreter turistas que curtem as férias na capital com atrações que darão continuidade aos festejos juninos, principalmente no centro histórico e Espigão Costeiro. Já a Praça da Lagoa da Jansen e a Concha Acústica vão oferecer programação voltada para o público infantil com espetáculos e atividades recreativas.

Nesta sexta-feira (7), o festejo na Praça Nauro Machado começa a partir das 18h com grupos de tambor de crioula. Na sequência tem apresentação do Boi de Morros, às 19h, e Boi de Santa Fé, às 20h. A noite encerra com show de Chiquinho do Acordeon que vai agitar a praça com muito forró.

No Espigão Costeiro da Ponta D’Areia os festejos do São João fora de época terão no domingo (9) apresentação do Boi de Nina Rodrigues, no fim da tarde, ao pôr do sol. O espaço é amplo e o público tem a oportunidade de interagir com a brincadeira num dos pontos turísticos mais bonitos de São luís.

Mais Cultura e Turismo de Férias Lençóis Maranhenses

O ‘Mais Cultura e Turismo de Férias’ em Barreirinhas terá duas grandes atrações nacionais, os cantores  Jorge Vercillo e Chico César. Durante os três finais de semana contemplados na programação, o público pode contar ainda com shows de Carlinhos Veloz, Grupo Criolina, Mano Borges, Pepê Júnior, George Gomes, grupo Lamparina, banda Raiz Tribal, Kambada do Forró, Cacuriá de Dona Teté, banda Filhos da Areia, Chorando Calado, Companhia Encantar, Tambor de Crioula Arte Nossa e grupo Tripa de Bode. A abertura e os intervalos dos shows terão os Djs Júnior Pará (7 e 8), Speto (14 e 15) e Claudinho Polary (21 e 22).

O Mais Cultura e Turismo Lençóis Maranhense será realizado sempre às sextas e aos sábados, e contará com cerca de 20 atrações. Além dos shows a programação terá aulões de ritmos e zumba todas as manhãs e tardes de sábado e manhãs de domingo. Outra atração será o passeio lancha cultural e o espaço infantil comandado pela Companhia do Imaginário, sextas e sábados, a partir das 16h.

Neste primeiro final de semana o destaque fica por conta do cantor Jorge Vercillo, que se apresenta no sábado(8), a partir das 21h. No repertório o artista trará sucessos de todas as fases da carreira, como “Ela Une Todas as Coisas”, “Monalisa”, “Talismã sem Par” além de canções inéditas do álbum mais recente, intitulado “Vida é Arte”.

Mais Cultura e Turismo Teatro

Em 10 municípios maranhenses o ‘Mais Cultura e Turismo de Férias Teatro’ marcará presença com a comédia teatral ‘Pão com Ovo’ e espetáculo ‘Sganarelle e o amor de Suzete’, da Companhia Cambalhotas. As apresentações serão em praças públicas e com acesso gratuito para toda a população.

A comédia teatral Pão com Ovo e espetáculo circense da Companhia Cambalhotas farão apresentações de forma itinerante, percorrendo os municípios de Estreito, Tuntum, Lagoa da Pedra, Santa Luzia, Zé Doca, Santa Helena, Araioses, Coelho Neto, Coroatá e Vargem Grande. (Secap-MA)

Um olhar aprofundado sobre a nova geração

A agência de publicidade Talent Marcel lançou nesta quarta-feira (17), um estudo chamado “Mind The Gap” sobre o comportamento dos jovens, narrado pela apresentadora Didi Wagner. Este documentário pretende desmistificar o universo desta nova geração, além de também apresentar as novas possibilidades.

Essa expressão chamada de Mind The Gap significa “Cuidado com o vão”, ou seja, ela é uma advertência para o comboio de passageiros, pois por vezes há uma grande vala entre a porta e a plataforma. Ele foi introduzido em 1969 pelo Metro de Londres. A frase é tão associada ao metro que se vende camisetas com a frase imposta a um símbolo do transporte local.

Seja para ser, dizer ou fazer o que quiser, esse novo momento no qual estamos vivendo surgiu para que nós possamos questionar o qual futuro que queremos, além de perceber como será nossa vida daqui a 30 anos. A revolução da informação empoderou o indivíduo, permitiu aos blogs ganharem mais leitores frente a grandes jornais, youtubers sejam mais assistidos que estúdios milionários e aplicativos desbanquem indústrias inteiras. Essa revolução aumentou o poder de questionamento das pessoas, seja ela contra o governo, a mídia e as marcas. No fim das contas, a revolução da informação influencia também o conceito que o jovem tem sobre hierarquia, ou seja, quando um impõe algo e o outro obedece sem questionamento.

Ora, se por um lado essa nova geração precisa demonstrar a sua imagem positiva a qualquer custo, nem que para isto, precise fazer verdadeiros absurdos pela bandeira de um grupo, por outro, essa geração consegue ter acesso ao conhecimento, processar a informação e difundir com muito mais facilidade. O documentário feito em parceria com o Multishow reúne 54 horas de conversas com 21 especialistas, 90 jovens de todas as classes sociais, diferentes gêneros e idades pesquisados em profundidade e 500 jovens de todo Brasil em pesquisa quantitativa.

Fonte: Comunique9

Inscrições para segunda edição do Festival de Música Popular Maranhense do SINTSEP começam nesta sexta

Começam nesta sexta-feira (31) as inscrições para a segunda edição do Festival de Música Popular Maranhense do SINTSEP. Os interessados em participar têm até o dia 12 de maio para se inscrever. O resultado das músicas escolhidas será divulgado no dia 30 de maio.

 

Criado em 2016, o Festival de Música Popular Maranhense do SINTSEP tem como objetivo valorizar e descobrir os talentos do funcionalismo público do Maranhão. Assim como na última edição, serão selecionadas 12 músicas inéditas, compostas e interpretadas por servidores públicos estaduais, que farão parte do segundo CD do festival e serão apresentadas ao público no dia 27 de outubro, na Praça Nauro Machado.

O festival premiará as melhores canções e o melhor intérprete. O primeiro lugar do festival embolsará R$ 9 mil. O segundo e terceiro lugar serão premiados com R$ 5 mil e 4 mil, respectivamente. O melhor intérprete garantirá R$ 3 mil.

Vale lembrar que apenas servidores públicos estaduais ativos, inativos e comissionados, filiados ou não ao sindicato, podem participar.

A ficha de inscrição e o regulamento completo estão disponíveis na página do festival. Os servidores podem se inscrever na sede do sindicato, mediante preenchimento da ficha de inscrição, pelos Correios ou através do e-mail festivalsintsep@sintsep-ma.com.br.

Participe e mostre o seu talento! INSCRIÇÕES AQUI.

 

 

Arlindo Cruz permanece sedado e em estado grave, porém estável

Cantor teve um AVC hemorrágico na sexta-feira (17). Segundo a equipe médica do hospital, tudo está dentro do planejamento terapêutico.

O cantor Arlindo Cruz segue internado no CTI da Casa de Saúde São José, no Humaitá, Zona Sul do Rio. De acordo com boletim médico divulgado no início da tarde deste domingo (19), ele continua sedado, em estado grave, porém estável. Segundo a equipe médica do hospital, tudo está dentro do planejamento terapêutico.

Na última sexta-feira (17), o cantor passou mal em sua casa e foi resgatado pela ambulância dos bombeiros, e inicialmente levado para o CER da Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade. Através de exame de tomografia computadorizada cerebral a equipe médica diagnosticou um AVC hemorrágico.

Após o quadro ter sido estabilizado, o cantor foi transferido para a Casa de Saúde São José, no Humaitá. Na unidade ele foi submetido a uma cirurgia para inplantação de um cateter cerebral para monitorar sua pressão intracraniana. O procedimento foi realizado na sexta à noite. (G1 Rio).

Viana – Carnaval 2017 – Bloco Amigos de Bil

Momentos alegres de um dos encontros mais aguardados durante a folia de momo em Viana: o bloco “Amigos de Cleinaldo Bil” – presidente do Sintsep-MA, que foi criado há 7 anos, com um pequeno grupo de 15 pessoas e, hoje, reúne mais de 300 foliões no quintal da família Lopes.

Com som ao vivo, churrasco e feijoada, o bloco contou este ano com a participação especial do cantor Walfredo Jair e foi prestigiado pelos familiares e a legião de amigos de Cleinaldo Bil, entre eles, muitos políticos como vereadores, secretários municipais, o prefeito de Viana, Magrado Barros e o vereador de São Luís, Cézar Bombeiro, irmão do anfitrião.

Abaixo, alguns momentos do evento. (Fotos: Claudiene Lopes).

 

 

 

 

O milagre da multiplicação dos Peixes: Prefeitura de Viana vai torrar apenas R$ 180 mil em megaestrutura de palco, som e mais 20 BANDAS, enquanto em outros municípios a farras custam em média até 1,5 milhão para patrocinar o Carnaval. Aí tem…

Viana – Cobrar transparência com as verbas públicas da nova gestão municipal não mais fáceis para o sofrido povo de Viana, na Baixada Maranhense.

Enquanto diversas prefeituras do Maranhão resolveram cancelar o Carnaval 2017 por falta de verbas, em Viana, o prefeito Magrado Barros (PSDB) que acabou de dar um calote nos servidores públicos comissionados, prestadores de serviços e fornecedores, está divulgando uma nababesca festa momesca, com nada mais nada menos que 20 bandas, 5 dias de folia, mega estrutura de som, com 2 super palcos, 3 circuitos, painel de led em alta definição e super camarotes para seu convidados.

Comenta-se que várias autoridades estaduais e nacionais, entre elas o controvertido Dep. Federal Waldir Maranhão e o Chefe da casa Civil, Marcelo Tavares devem marcar presença para aproveitar os banquetes que serão servidos nos suntuosos camarotes de “Macho Véi”.

O MILAGRE DA MULTIPLICAÇÃO

Enquanto ou com o mesmo porte de Viana anunciam cifras milionárias para bancar a folia com dinheiro público, a de Viana anuncia apenas uma bagatela de R$ 180 mil reais, conforme o Aviso de Licitação publicado no Diário Oficial dos Municípios.

Segundo a publicação, a contratou a empresa ABL Produções montar toda a estrutura do Carnaval por pela bagatela de R$ 180.000,00 (cento e oitenta mil reais).

Só para efeitos comparativos (veja banners de divulgação) a cidade de Carolina, município do mesmo porte de Viana, vai torrar somente com a festa momesca, o valor exorbitante de R$ 1.526.500 milhão, com a contração de 7 bandas e estrutura de som bastantes modestas em relação a Viana, com apenas um trio elétrico.

Em Carolina, somente a estrutura do Carnaval saiu por R$ 1.328.500 milhão. (ver documentos). Qual o milagre de uma mega produção custar tão barato em Viana?

BANDAS CARAS

As badaladas bandas Chicabana, Forró Sacode, Moleca Sem Vergonha, bandas baianas, Pêpê Júnior entre outros artistas, formam o circuito musical que vai sair com a burra cheia de Viana, mas os valores que eles vão levar ninguém vai. Comentam que somente a Chicana cobra cachê de 100 mil reais para tocar duas horas no carnaval.

Viana tem um dos piores IDH do Estado, saúde precária, infraestrutura com esgoto a céu aberto, carente de empregos e completo abandono há muitas décadas pelo executivo estadual.

Entretanto, o grupo político que assumiu o poder, parece que vai reinventar a pólvora com uma fórmula bastante conhecida: pão, circo e cachaça para entreter o povo incauto, enquanto o verdadeiro milagre, este da MULTIPLICAÇÃO DAS VERBAS, está acontecendo mesmo é no bolso deles.

SERÁ QUE O MINISTÉRIO PÚBLICO DE VIANA ESTÁ DE PORTAS ABERTAS NESTA SEMANA?

Com informações do blog do Neto Ferreira.

Música, sexo e drogas ativam mesmas substâncias no cérebro

Ouvir música pode gerar tanto prazer como sexo e drogas – Warren Goldswain/Fotolia        

DA DEUTSCHE WELLE

O mesmo sistema químico-cerebral que proporciona as sensações de prazer geradas pelo sexo, as drogas e a comida é essencial para experimentar o prazer gerado pela música, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira (08) na revista científica “Nature”.

“Esta é a primeira prova de que os opioides próprios do cérebro estão diretamente envolvidos no prazer musical”, destaca Daniel Levitin, um dos autores do estudo, desenvolvido na Universidade McGill de Montreal, no Canadá.

Trabalhos anteriores do especialista e sua equipe chegaram a produzir mapas das áreas do cérebro ativados pela música, mas só havia sido possível levantar a suspeita de que o sistema opioide era responsável pelo prazer.

‘IMPRESSÕES FASCINANTES’

Para a mais recente experiência, os cientistas bloquearam de maneira seletiva e temporária os opioides do cérebro com a naltrexona, remédio usado habitualmente em tratamentos para a dependência de drogas opiáceas e álcool.

Em seguida, eles mediram as reações dos 17 participantes do estudo aos estímulos musicais e constataram que até mesmo as músicas favoritas deixavam de gerar sensações prazerosas. “As impressões que os participantes compartilharam conosco depois do experimento foram fascinantes”, diz Levitin.

Um deles disse que sabia que a canção que acabara de escutar era uma de suas preferidas, mas que não tinha sentido as mesmas sensações de audições anteriores. Outro comentou: “Soa bem, mas não me diz nada.”

Os pesquisadores consideram que os avanços no estudo da origem neuroquímica do prazer são fundamentais para a neurociência, já que muitas atividades prazerosas, como beber álcool e ter relações sexuais, podem causar dependência.