Entra em vigor lei que aumenta pena para quem dirige alcoolizado

O intuito da nova regra é endurecer a penalidade para conscientizar os motoristas e diminuir acidentes

Arquivo

A partir desta quinta-feira (19), o aumento da pena para quem cometer crime no trânsito por dirigir alcoolizado, entra em vigor. Agora, o tempo de prisão para motoristas que sob o efeito de bebida ou qualquer outro tipo de substância psicoativa ocasionar acidentes, passa a ser de reclusão de 5 a 8 anos, além da suspensão ou proibição do direito de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir um veículo.

A lei teve origem no projeto 5568/13, de autoria da deputada Keiko Ota (PSB-SP), que foi aprovado pela Câmara dos Deputados no começo de dezembro do ano passado. Durante a votação, parlamentares argumentaram que a violência no trânsito é uma das principais causas de mortalidade entre os jovens no País.

Antes, a legislação previa que, por praticar lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, a pena seria de detenção, de seis meses a dois anos e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir. No caso de ocorrer homicídio culposo, fixava o aumento de um terço da pena. A nova lei altera dispositivos da Lei 9.503, de 23 de setembro de 1997.

O intuito da nova regra é endurecer a penalidade para conscientizar os motoristas e diminuir os acidentes.  MA 10

Viana-MA, na Baixada Maranhense, desperta para o turismo ecológico

Com um majestoso lago de água doce, um rico patrimônio histórico e inúmeras belezas naturais, a Cidade dos Lagos entra na rota do turismo sustentável.

ADEUS, VIANA

Adeus, Viana vou partir vou te deixar.

Comigo vai, a saudade em teu lugar.

Adeus, Viana, terra querida, eu hei de ti amar por toda vida.

Na partida um lenço branco acenava,

Como as águas do teu lago a balançar.

Viana, Viana eu hei de ti amar por toda vida.

Adeus, Viana vou partir vou te deixar

Comigo vai a saudade em teu lugar,

Adeus, Viana, terra querida, miragem dos teus olhos a rolar.

Autor: Carlos Nina Everton Cutrim

Viana – O crescimento populacional, a melhoria da infraestrutura viária, o aumento da rede hoteleira, de restaurantes e a conscientização dos próprios vianenses de que é preciso curtir, valorizar e manter esse rico patrimônio natural, está contribuindo para a descoberta pelos munícipes dessa modalidade de turismo, que protege a natureza, traz benefícios para a comunidade e ajuda a preservar sua cultura.

A Baixada é o maior conjunto de lagos e lagoas naturais do Nordeste, e, marca, junto ao Golfão Maranhense (Ilha de São Luís e municípios circunvizinhos), o encontro entre os ecossistemas amazônicos e a mata dos cocais ou de transição.

É nesse cenário que se situa a bela cidade histórica de Viana, que ostenta um casario colonial preservado, vielas e igrejas à beira do lago, e que tem despertado a rota turística estadual e nacional, cujos apreciadores estão encantados com o majestoso lago vianense.

O que se tratava apenas de válvula de escape para passeios lacustres ou pescarias de lazer, durante as cheias do Rosário de Lagos do Maracu, agora atraem visitantes de todo o país, com lanchas, motos aquáticas e, por conseguinte, a tímida, mas promissora profissionalização do setor turístico e de eventos.

Nos finais de semana, entre os meses de março até o final de maio, portanto, é possível observar dezenas de embarcações nas principais áreas de passeio, entre elas, o Lago do Aquirí, no Povoado Santaninha – Matinha-MA, e também em frente ao Morro do Mocoroca, com vista para a sede de Viana – um convite para um banho em suas águas limpas e transparentes.

A empresária vianense, Dirce Costa, produtora de eventos, recentemente montou uma empresa que pretende explorar esse filão logístico, que é organizar passeios no Lago de Viana, de forma sustentável, com treinamento e oferta de serviços mais atraentes à população local, visitantes e turistas.

“Viver esses momentos é simplesmente encantador, com tanta beleza que a nossa natureza nos proporciona gratuitamente. Mas, é necessário “empreender” no Turismo de Viana, para isso, precisamos oferecer uma prestação de serviços com qualidade, conforto, e segurança. Observando com olhos profissionais, resolvi abraçar a ideia de oferecer os meus trabalhos junto a Empresa DC turismo e eventos. Trabalhamos com três tipos de pacotes e estamos divulgando essas novidades ao nosso público alvo”, concluiu Dirce.

No último sábado (7), a Rádio Maracu AM, a TV Maracu, afilada a TV Meio Norte, realizou um longo passeio entre amigos, empresários e políticos vianenses. A troupe percorreu a imensidão dos campos alagados, protegidos por coletes, ao som da Banda Vadia (instrumental); enquanto eram servidos bebidas, quitutes e os visitantes trocavam impressões sobre as belezas naturais e colocavam o papo em dia.

O evento – produzido pela DC Eventos e Turismo-, foi uma iniciativa do empresário Benito Filho e do advogado Ezequiel Gomes, comandantes do Sistema de Comunicação, e contou com presenças ilustres, entre eles, os irmãos Carlos Gaspar – empresário e membro da Academia Vianense de Letras, Antonio Gaspar – empresário e ex-deputado federal, Raimundo Gaspar – empresário, Hélio Mendes, empresário, proprietário do Hospital São Domingos, em São Luís, Emanoel Travassos – médico e ex-prefeito de Matinha, dentre outros.

Pelo encantamento e pelos depoimentos abaixo, fica a certeza de que Viana e a Baixada Maranhense possuem todos os qualitativos para virar uma nova e surpreendente rota para o turismo ecológico, despertando o olhar do mundo para a preservação, contemplação e a geração de empregos e renda em uma das regiões mais carentes do Maranhão.

ASSISTA AO VÍDEO:

 

O PANTANAL MARANHENSE

Compreende a região chamada de Baixada Maranhense. A Baixada Maranhense é merecedora de fazer parte da seleta lista da Convenção sobre Zonas Úmidas (RAMSAR) como uma das áreas úmidas de relevância planetária.

Não é para menos, esta região fluvio-lacustre-marítima que reúne campos naturais, resquícios de  matas amazônicas e pré-amazônicas, mata dos cocais, cerrados,  babaçuais, lagos, rios, estuários e manguezais se espalha por vários municípios maranhenses e tem atrativos naturais sem igual como a pororoca do Rio Mearim (Arari), onde há campeonatos de surf; o Lago-Açu (Conceição do Lago Açu) – considerado um dos maiores lagos naturais de água doce do Brasil; a Reserva Florestal Paraíso (Monção) – uma mata amazônica remanescente de terra firme preservada com trilhas e lagos e as fantásticas Ilhas flutuantes do Lago Formoso (Penalva).

Os inúmeros lagos alimentados por rios e igarapés extravasam na época das chuvas e inundam boa parte dos campos naturais e matas, formando várzeas e igapós que se assemelham às da Bacia Amazônica, à Ilha do Marajó e ao Pantanal Mato-Grossense. (Com informações do portal http://www.maramazon.com).

 

 

BAIXADA MARANHENSE*

No paraíso ecológico da Baixada Maranhense, a riqueza da flora rivaliza com a da fauna, num maravilhoso ecossistema que por si só já é um louvor ao criador.

O luar se assemelha a um manto de prata, e o alvorecer é a ratificação do Gênese.

E nem se pode dizer o que é mais bonito, se o tapete azul do pajé florido, o rosado matinal das flores de algodão bravo ou o revoar das muitas coloridas aves.

Essa é a nossa Baixada do Maranhão, um lindo jardim onde Deus apresenta todo dia um recital ao amanhecer com sua orquestra de trinados.

E à tardinha, pinta em variadas e ricas nuances de dourado, vermelho, rosa, laranja e violeta, a sua enorme aquarela intitulada “Por do sol”.

Autora: *Gracilene Pinto (Extraído do livro Ecos da Baixada)

Fotos gentilmente cedidas por Dirce Costa, Eládio Pinheiro e Geraldo Costa

Cinco municípios estão em estado de emergência por conta das chuvas no MA

Os municípios de Marajá do Sena, Presidente Vargas, Brejo, Pedreiras e Trizidela do Vale estão em estado de emergência. Até o momento, 400 famílias estão desabrigadas por contas das chuvas.

Chuvas deixam desabrigados no município de Tuntum (MA). (Foto: Divulgação/Paulino Silva)

Por G1-MA

Por conta do grande volume de chuvas que atinge o Maranhão nos últimos dias, cinco municípios declararam estado de emergência. Os municípios de Marajá do Sena, Presidente Vargas, Brejo, Pedreiras e Trizidela do Vale estão sendo monitorados pela Defesa Civil Estadual. Até o momento, 400 famílias estão desabrigadas por conta dos riscos causados pela chuva.

O nível dos rios Itapecuru e Mearim, os dois principais rios do estado chegaram a subir quase cinco metros acima do nível normal. Segundo o Núcleo de Meteorologia da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), tem chovido acima da média neste mês e a previsão é que ocorram mais chuvas fortes até o fim de abril.

A média histórica de chuvas no mês de abril é de 476 milímetros, e de acordo com a meteorologia, a previsão é que este número seja ultrapassado. A expectativa é que somente a partir dos meses de maio, junho e julho é que tenha uma diminuição no volume de chuvas.

Estragos causados pela chuva no estado

As chuvas causaram estragos no município de Estreito, a 750 km de São Luís. Nesta quinta-feira (12), o cemitério municipal amanheceu debaixo de água. Os túmulos foram praticamente encobertos com água que caiu durante a madrugada na região.

Cemitério municipal de Estreito amanheceu embaixo d’água. (Foto: Divulgação / TV Mirante)

Na última terça-feira (10), as fortes chuvas que caíram no estado provocaram uma enchente no município de Tuntum, a 365 km de São Luís. Ruas, avenidas e casas ficaram completamente alagadas obrigando centenas de moradores a deixarem o local.

A enchente foi causada pelo transbordamento do Riacho Tuntum que cruza a cidade. Os moradores dos bairros Ana Isabel, Vila Mata, Tuntum de Cima e Residencial Maria Helena estão entre os bairros mais prejudicados com os alagamentos.

Moradores tentam salvar alguns objetos de casas que ficaram alagadas no município de Tuntum (MA). (Foto: Divulgação/Paulino Silva)

O km 300 da BR-135, próximo a Presidente Dutra foi destruído pela chuva, o que comprometeu o trânsito no local. Por conta do alagamento, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) sinalizou dois desvios para facilitar o tráfego na área. Os motoristas que precisam passar pelo local, devem seguir pelo desvio que começa no município de São Mateus e termina em Caxias, outro desvio também começa em São Mateus e segue até Governador Eugênio de Barros.

Governo convida população dos Campos e Lagos para Escutas Territoriais em Viana

A edição 2018 das Escutas Territoriais teve início na última semana e mobilizou milhares de pessoas nos municípios de Caxias, Grajaú, Imperatriz e Pedreiras. A atividade promovida pelo Governo do Maranhão, por meio das secretarias de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e Planejamento e Orçamento (Seplan), está convidando a população a atuar na administração pública, indicando as prioridades para aplicação dos recursos públicos do Estado nos 15 Territórios maranhenses.

No Território Campos e Lagos as Escutas acontecem na próxima sexta-feira (13), no município de Viana, a partir das 7h30. A plenária acontecerá no Fórum Desembargador Manoel Lopes da Cunha, o evento é gratuito. Formado pelos municípios de Arari, Cajari, Matinha, Olinda Nova do Maranhão, Palmeirândia, Pedro do Rosário, Penalva, São Bento, São João Batista, São Vicente Ferrer, Viana e Vitória do Mearim, o Território Campos e Lagos recebeu quase R$ 20 milhões de reais para investimento em propostas apontadas pela população, durante as Escutas Territoriais realizadas presencialmente na região e eleitas de forma online, por meio da plataforma digital participa.ma.

Em vigor desde 2015, O Orçamento Participativo (OP) tem se apresentado como uma ferramenta importante de atuação popular, que nos permite propor soluções para problemas da nossa região de forma coletiva. Nas escutas territoriais dos anos de 2015 a 2017, a população indicou como prioridade investimentos nas áreas de saúde, educação superior e infraestrutura, que está garantindo a execução de obras de grande importância para esses municípios, como a construção do Campus da Universidade Estadual do Maranhão no município de São Bento, a construção de um hospital de alta complexidade de 50 leitos em Viana e em breve a construção da estrada que liga Viana à Pedro do Rosário, aprovada como proposta para execução no Orçamento Estadual deste ano.

De acordo com o secretário de Estados dos Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, as escutas têm como objetivo democratizar o uso dos recursos públicos do Estado. “A votação do Orçamento Participativo é uma ação de Governo que garante à população o poder de decisão, de acompanhar a gestão, o uso dos recursos públicos e garantir a melhoria e o desenvolvimento solidário, com ações que não privilegiam apenas um grupo de pessoas, mas todas as micro e macrorregiões do Maranhão”, explicou.

Além de Viana, as escutas acontecem também nos municípios de Bacabal (Território Vale do Mearim), Governador Nunes Freire (Território Turi Gurupi), Pinheiro (Território Baixada Ocidental), Itapecuru-Mirim (Território Vale do Itapecuru) e Pindaré-Mirim (Território Vale do Pindaré). A programação completa você encontra no site: www.sedihpop.ma.gov.br ou nas redes sociais: @dhmaranhao no instragram, facebook e twitter.

Bita do Barão revela que já começaram as rezas para que Roseana seja eleita governadora

O macumbeiro mais famoso do Maranhão foi destaque na Revista Veja desta semana. Bita do Barão foi entrevistado e revelou que já iniciou os “trabalhos” para eleger Roseana Sarney (MDB), governadora pela quinta vez. No entanto, a ex-governadora diz que mantém sua fé no catolicismo ao responder o repórter que a questionou sobre a possibilidade de ser mandingueira.

Veja Online

Na reportagem é revelado que os senadores João Alberto (MDB) e Edison Lobão (MDB), também mantém relação com o Bruxo de Codó.

Veja – Encontrar o equilíbrio espiritual, trazer um amor perdido de volta, ter sucesso nos negócios e atrapalhar a vida de um inimigo são alguns dos pedidos mais comuns feitos aos pais de santo. Para Bita do Barão, um dos mais celebrados feiticeiros do Maranhão, a cartela de serviços oferecidos vai além de questões tão terrenas, tão prosaicas. Ele ficou famoso por atrair políticos em busca de uma única e singela encomenda: vencer as eleições. Seus principais clientes são José Sarney e sua filha, Roseana, pilares do clã do MDB que por décadas manda e desmanda no estado. Os dois recorrem ao babalorixá há pelo menos quarenta anos, seja em véspera de pleitos, seja por questões de saúde. Roseana se consultou com Bita para enfrentar um câncer no pulmão, outro na face e um aneurisma cerebral.

Natural de Codó, cidade de 120 000 habitantes a 305 quilômetros de São Luís, Bita é adepto do terecô, liturgia que reúne danças com vigorosas batidas do tambor. O terecô nasceu nas florestas de cocais no Maranhão. Mistura técnicas de umbanda, magia negra e rituais indígenas. “Já fiquei incorporado por sete dias seguidos, sempre dançando”, diz ele. A cidade é conhecida por ser a “esquina espiritual do Brasil”, com mais de 200 terreiros. Tal qual um coronel, ele recebe a visita de vereadores, prefeitos e juízes em seu centro, que ocupa todo um quarteirão. O religioso usa vestimentas feitas de renda francesa, coleciona porcelanas chinesas e paga do próprio bolso viagens de familiares para destinos como Dubai, Israel e Itália. Incorpora divindades para públicos que vão de mais de 1 000 pessoas a, eventualmente, um único cidadão, sempre paramentado com colares, pulseiras e anéis de ouro genuíno. Como nada cai do céu de graça, todo esse luxo se deve ao retorno financeiro trazido por seus “trabalhos”. “Sou conhecido por curar tudo quanto é tipo de doença, inclusive já levantei defunto de dentro do caixão”, jura. A consulta custa 1 000 reais (em espécie; as entidades não aceitam cartão). Quando avalia que o caso requer um serviço extra, os valores podem saltar para 5 000 reais — além dos gastos com os animais usados nos sacrifícios. Bita é dono de cinco fazendas, um hotel e um posto de gasolina, entre outros negócios. Ele diz que é especializado em trabalhar o lado “direito”, do bem, a favor de objetivos positivos e sem o uso de bichos. “Não gosto de trabalhar com o Satanás, para prejudicar, mas as pessoas me pedem por achar que sou bruxo”, afirma.

Roseana Sarney e o bruxo se encontram com frequência, na residência dela em São Luís ou no terreiro dele, em Codó. Ele conta que já começaram as rezas e os banhos no Rio Itapecuru para que Roseana seja eleita e exerça seu quinto mandato como governadora do Maranhão. “Minha canela e joelho vão arder até a minha comadre ganhar”, diz. Comadre de fato. Ela batizou Maria Eduarda, uma das três netas do pai de santo.

A filha de Sarney não percorre as estradas esburacadas que ligam São Luís a Codó. Viaja de helicóptero até a cidade, cujo Índice de Desenvolvimento Humano é 0,595 (equivalente ao da República do Congo e ao da Guiné Equatorial). Roseana desce no aeroporto privado do empresário Francisco Carlos de Oliveira, pai do prefeito da cidade, Francisco Nagib de Oliveira. A frequência assídua lhe garantiu um quarto dentro da casa de Bita. Por meio da assessoria de imprensa, Roseana diz não ser mandingueira e reforça suas crenças católicas. “Todos que conhecem a minha história sabem da minha extrema fé em Deus”, diz.

Bita atrai milhares de turistas do Brasil e do exterior às oferendas coletivas para orixás como Ogum e Oxalá, todo mês de agosto. “Há mais de vinte anos não perco um festejo”, afirma o senador maranhense João Alberto Souza (MDB). Assim como Roseana, ele se hospeda na casa de Bita, que distribui alimentos para a população carente nessa época do ano. Gente de todas as camadas sociais vara a madrugada vendo Bita receber entidades. O ritual muda do campo espiritual para o mundano ao ganhar ares de palanque. “Às 4 da manhã, no ápice do acontecimento, eu tomo o microfone para fazer um discurso”, diz o senador Souza.

Nascido Wilson Nonato de Souza, o nome religioso do pai de santo surgiu de uma mistura: bita é o apelido local de cabrito e barão se deve ao fato de o religioso incorporar uma entidade chamada barão do Guaré. Seus pais não aceitaram seu dom mediúnico na infância. Estudou até os 10 anos e trabalhou em uma tecelagem até encarar seus dotes como uma missão divina. Como estratégia para demonstrar vitalidade, mente a idade sem se ruborizar. Às vezes afirma ter 80 anos, outras vezes, 103. Mostrar o documento de identidade para tirar a dúvida está fora de cogitação. A pele lisa, jura por Iemanjá, ele diz ser força de seu DNA — e não do Botox. Quando não está no terreiro, parece um senhor discreto, adepto de ternos bem cortados e de cores sóbrias. É assim, aliás, que vai dar passes em José Sarney em Brasília. Mantê-lo por perto faz parte de uma tradição dos clientes. No mês passado, o senador Edison Lobão (MDB) pisou em falso na saída de um restaurante. O acidente resultou numa fratura no fêmur. “Olha só o que me foi acontecer, não fico mais um ano sem ir ao terreiro do Bita”, brinca Lobão. Viúvo há 36 anos, o religioso tem uma única filha, Janaína, que considera sua herdeira espiritual nos negócios de terecô. Embora afirme trabalhar quinze horas por dia, ele encontra tempo para a namorada, Iolanda, também mãe de santo. “Mas não temos relações, já não consigo”, avisa, com um sorriso. Alguns trabalhos parecem ser mais difíceis que outros.

CTA e Corpo de Bombeiros enfrentam dificuldades para localizar avião que teria caído em lagos do Maranhão

O diretor geral do Centro Tático Aéreo, coronel PM Ismael, e o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto, despacharam equipes para o local onde teria caído uma aeronave por volta das 18h30 de ontem, domingo (08). A área é alagada, mas se assemelhando ao Pantanal de Mato Grosso, a visibilidade é pequena por causa da vegetação que é escura nas proximidades dos lagos. Até o acesso nesta época do ano por barcos ou canoas é difícil.

As buscas ao suposto aparelho não iniciaram ontem por causa das dificuldades de acesso ao local, inclusive por moradores da região. CTA e Corpo de Bombeiros atenderam ordens do Comando Geral da PM depois de vários moradores informarem o enorme barulho e ondas de fogo que teriam sido causados pela explosão.

Para a maioria dos moradores, por causa do barulho, pode ter sido a queda de um helicóptero. Mas existem pessoas informando a circulação de pequenas aeronaves à serviços do tráfico de drogas na região, inclusive com a abertura de cinco pistas de pouso clandestinas.

O coronel Ismael, do CTA, não descarta a hipótese de aeronaves agindo de forma irregular e, por isso, fora do controle das torres. O comandante do Corpo de Bombeiros ainda não se pronunciou sobre o assunto.

No final da tarde de ontem, foram intensas as movimentações em redes sociais sobre a provável queda de aeronave  no Lago São José, entre os povoados Mata Velha e Olho D’ água, na zona rural do município de Conceição do Lago Açu.

Equipes da PM e do Corpo de Bombeiros da cidade de Bacabal ainda se arriscaram, mas não chegaram ao local por causa dos alagadiços e deixaram para agora de manhã novo retorno.

Aguardem a qualquer instante novas informações.

Via Blog do Luis Cardoso

Juventude da Baixada Maranhense se reúne neste fim de semana para discutir violência em municípios da região

Evento terá a participação de membros do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense

Divulgação

Líderes jovens desembarcam nesta sexta-feira, 06 de abril, na cidade de Arari, para a I Reunião Ampliada do Fórum de Políticas Públicas de Juventude da Baixada Maranhense. A intenção é discutir propostas para diminuir o avanço da violência nas cidades da região e criar um comitê de discussão permanente com diversas organizações existentes na Baixada.

O evento será realizado na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Arari e reunirá 60 líderes de várias organizações da Baixada Maranhense como Fóruns de Juventude, Grêmios Estudantis, Conselhos Municipais de Juventude, Secretarias e Coordenações de Juventude, Pastoral da Juventude e Movimentos Evangélicos e outras organizações que trabalham com o setor em municípios da nossa região.

Na programação, além de criar uma Agenda Positiva do Fórum Regional de Juventude, será feita uma Mesa Redonda com diversas organizações da região para discutir a questão da segurança pública. Entre os convidados estão a Secretaria de Estado da Juventude, Labex/Uema, Instituto Baixada, Instituto Formação, União de Vereadores da Baixada, Promotoria de Justiça e Fórum em Defesa da Baixada Maranhense.

De acordo com o presidente do Fórum de Políticas Públicas de Juventude da Baixada Maranhense, Jailson Mendes, a intenção é elencar propostas de intervenções na área nos municípios e levar até ao secretário de segurança pública do estado, Jefesson Portela, e organizar ações conjuntas. Além disso, o encontro reunirá secretários, vereadores, presidentes de conselhos e lideranças jovens da nossa região.

Entre as presenças confirmadas estão a secretária de estado da Juventude, Tatiana Pereira (Seejuv), a professora Lídia Vasconcelos (Instituto Formação); a professor Itaan Santos (Uema); o vereador Manoel Rocha (União de Vereadores da Baixada); Nélio Junior (Fórum em Defesa da Baixada), além de várias pessoas. O encontro está sendo organizado pelo Fórum Regional de Juventude, em parceria com a Prefeitura Municipal de Arari e com o Fórum de Juventude do município. Confiram a programação.

Programação

Fonte: Folha de SJB