Líderes jovens da Baixada Maranhense participam do lançamento do projeto ‘Somos Humanos’, em São Luis

Diversas lideranças jovens de municípios da Baixada Maranhense participaram, entre os dias 22 e 23 deste mês, do lançamento do Projeto ‘Somos Humanos’, no Rio Poty Hotel, em São Luis. O evento contou com a participação de representantes de quase 100 municípios maranhenses, onde se tornaram oficialmente embaixadores do projeto em suas cidades, além das presenças dos artistas Sheila Melo, Raul Gazolla, Carla Diaz e Hellen Ganzarolli, que vieram para abrilhantar o evento.

Sob a articulação da coordenação do Fórum de Políticas Públicas de Juventude da Baixada Maranhense, jovens dos municípios de São João Batista, Olinda Nova do Maranhão, Pinheiro, Cajapió, Matinha, Viana, Palmeirândia e outras cidades, estiveram presentes na festa de lançamento do projeto. Depoimentos emocionados dos artistas convidados, de Landim e dos participantes, também fizeram parte do evento.

O idealizador do Projeto, empresário Janderson Landim, estava radiante com o sucesso do evento, que alcançou seu objetivo: o de doação e amor ao próximo. “Esse projeto já nasceu grande, e eu só tenho a agradecer a todas as pessoas que estiveram aqui conosco, fazendo parte desse momento único, e tenho certeza que daqui pra frente, mais benefícios chegarão aos 217 municípios maranhenses por meio dos nossos embaixadores. O humano mais humano, é o que nos diferencia das máquinas”, destacou Landim.

Já no domingo (23), o evento prosseguiu com uma palestra realizada pelo idealizador do Projeto, Janderson Landim, onde ele detalhou, neste primeiro momento, como serão realizadas as ações nas cidades. Ainda na oportunidade, foram sorteadas as cinco primeiras cidades que receberão as ações sociais do projeto, já sob a responsabilidade dos seus respectivos  representantes.

Landim também interagiu com os participantes, respondendo perguntas e tirando dúvidas. Sem dúvida nenhuma, o Projeto “Somos Humanos” veio pra ficar e já deu certo, uma vez que conta com os ingredientes necessários para sua manutenção: Amor e força de vontade!  Sobre o Projeto Somos Humanos. “É um projeto inovador, prático e sólido que pretende descobrir e tornar realidades os nossos sonhos da Baixada Maranhense”, disse a secretária de Juventude de Matinha, Vivânia Gonçalves.

Com o sonho de mudar realidades, o Somos Humanos vem se solidificando como uma ponte entre o desejo e a realidade. A partir de agora, cada representante municipal vai se tornar embaixador de sua cidade, legitimando o Projeto em sua localidade, identificando as dificuldades e particularidades da região. Desta forma, o Somos Humanos chegará ao local com uma grande rede humanitária de auxílio. Serão ações estruturadas e intencionais, que partem da reflexão e do diagnóstico sobre uma determinada problemática de cada município e buscar contribuir, em alguma medida, para um mundo com mais possibilidades.

(Via Blog do Jailson Mendes)

Aluno de Vitória do Mearim (MA) embarca para a Rússia para estudar medicina

Bergson Oliveira Lindoso conquistou uma vaga na Universidade Médica Estatal de Kursk, uma das melhores da Europa

São Paulo, setembro de 2018 – Um jovem de Vitória do Mearim (MA) vai realizar o sonho de cursar medicina. Aos 28 anos, Bergson Oliveira Lindoso prepara as malas para embarcar em uma aventura na Rússia, onde vai passar os próximos seis anos. O aluno, que já fez um período de medicina fora do país, conta como surgiu a paixão pela área. “Sou formado em odontologia e foi lá que despertou em mim o interesse pelo curso. Iniciei no Paraguai, mas agora quero terminar em uma universidade com o ensino mais qualificado”, conta.

Bergson foi selecionado para estudar na Universidade Médica Estatal de Kursk, renomada instituição da Europa e líder no ensino de medicina em inglês. Com o apoio dos pais, e com as melhores expectativas possíveis, ele está preparado para se dedicar e enfrentar o que vier pela frente. “Eu tenho dois amigos que estão lá e me contaram bastante como são as aulas e a cidade. Então decidi que valeria a pena para mim”, conta.

Ao lado de outros brasileiros, Bergson embarca no próximo dia 24 de setembro. Todos contam com o apoio da Aliança Russa, representante oficial das universidades russas no Brasil.

Qualidade e excelência

No total, mais de 100 médicos brasileiros já se graduaram pela Instituição e agora atuam em hospitais e clínicas nos quatro cantos do país. Outros 500 estudam atualmente medicina na Universidade Médica Estatal de Kursk.

Todos os alunos embarcaram com o suporte da Aliança Russa. A agência é a responsável pelo processo seletivo e por todos os trâmites para que o aspirante a médico conquiste a tão sonhada vaga.

Sistema de ensino

Os alunos que desejam cursar a universidade em Kursk devem estar atentos ao formato do ensino. Bastante diferente do Brasil, a carga horária é muito mais puxada e a metodologia de avaliação tem outro formato. Por lá, os alunos não podem ter faltas ou carregar matérias não concluídas para os próximos semestres.

O sistema de notas vai de 0 à 5, sendo 3 a nota minimamente satisfatória. O estudante que não obtiver o aproveitamento mínimo, deve automaticamente refazer aquela aula até obter a nota necessária. Caso contrário, não estará apto para fazer as avaliações de final de semestre e exames gerais.

A alta qualidade é comprovada pela taxa de alunos brasileiros que são aprovados em sua primeira tentativa no Revalida, Sistema de Revalidação de Diplomas Médicos, para atuar no Brasil. Cerca de 80% dos estudantes obtêm o registro no Conselho Regional de Medicina no mesmo ano em que chegam. O diploma é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde. Também vale lembrar que a Rússia faz parte do tratado de Bolonha, tendo seu diploma reconhecido em todo o continente europeu.

Serviço:

Aliança Russa de Ensino Superior

Edif. Prime Office Park

Rua Adib Auada, 35, Sala 113-B

Granja Vianna – Cotia / SP

CEP: 06710-700

Telefone: (11) 4551-3836

www.aliancarussa.com.br

Polícia contabiliza quase 25 alunos feridos no acidente com ônibus escolar em Viana; motoristas estão vivos

A Polícia Militar contabilizou quase 25 feridos no acidente de agora a pouco na MA 014, na cidade Viana. De acordo com as informações passadas ao Blog, não há registros de mortos. Foram solicitados helicópteros para fazer transportes de feridos para a capital do estado, São Luís.

Apesar de vários áudios circulando na internet de que um dos motoristas havia morrido, o prefeito de Viana, Magrado Barros, deu uma entrevista agora a pouco na rádio local desmentindo a informação e que os dois motoristas envolvidos no acidente estão bem.

O blog entrou em contato com a Polícia Militar de Viana, que informou que contabilizou já cerca de 25 feridos, entre eles a maioria crianças e adolescentes. Eles foram transferidos para o Hospital Municipal, José Murad.

Também em contato com o Blog , o secretário de educação da cidade, Oliveira Júnior, disse que trata-se de uma fatalidade e que todos os ônibus envolvidos no acidente estão com documentação e revisão em dias.

O caso aconteceu por volta das 13 horas de hoje, próximo ao povoado Vila Zizi, na MA 014. Um dos motoristas teria parado para pegar uma aluna e um segundo ônibus bateu em sua traseira. Pelas imagens, pode-se notar que o impacto foi forte.

Há informações de que alguns alunos estarão sendo transferidos para São Luís, por que apresentam estado grave. Também há registros de alunos com braços, boca, nariz e cabeça quebradas.

(Via Blog do Jailson Mendes)

Maranhão supera a meta de vacinação estabelecida pelo Ministério da Saúde

Mais de 93% do público alvo foi vacinado, o que representa 3% a mais do que é estabelecido pelo Ministério da Saúde.

Por G1 MA, São Luís

Mais de 1,3 milhão de doses foram aplicadas no Maranhão. (Foto: Divulgação/A. Baêta)

O Maranhão superou a meta da Campanha de Vacinação Nacional contra a Influenza que é estabelecida pelo Ministério da Saúde. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) 93,01% do público alvo foi vacinado, número que representa 3,01% a mais do que é estabelecido pelo Ministério da Saúde.

Mais de 1,3 milhão de doses foram aplicadas. O estado ocupa a sétima posição no ranking nacional de imunização e apenas 13 estados atingiram a meta da campanha. Ao todo, 192 municípios maranhenses superaram a meta de 90% de cobertura vacinal. Cinco municípios vacinaram acima do público previsto, dentre eles Afonso Cunha com 123,74% de imunização, São Domingos do Maranhão com 114,28%, Brejo de Areia com 114,18% e São Roberto com 113,76%.

Desde essa segunda-feira (25), caso haja disponibilidade de vacinas nos municípios maranhenses, a imunização poderá ser realizada em crianças de cinco a nove anos de idade, adultos de 50 a 59 e em grupos prioritários. A Campanha Nacional de Vacinação teve início no dia 23 de abril e foi encerrada na última sexta-feira (22).

A campanha visa reduzir as complicações e mortes decorrentes das infecções pelo vírus da influenza na população alvo para a vacinação. A vacina aplicada é a trivalente, protege contra os vírus da influenza A (H1NI), A (H3N2) e B.

O doutor mais jovem do Brasil é negro e filho de pedreiro e costureira

Ele teve sua tese de doutorado em biotecnologia aprovada na UFPI, em Paranaíba, cujo tema é “Bioprospecção da bergenina isolada de Peltophorum dubium, com ênfase nas propriedades antioxidantes e anti-anti-inflamatórias: aporte para o desenvolvimento de novos fitomedicamentos”.

Exemplo de esforço e dedicação, Guilherme Lopes se tornou, aos 26 anos, dois meses e 26 dias, o mais jovem doutor do Brasil.

Filho de pedreiro e costureira, foi por meio de bolsa de estudos que Guilherme, natural de Piripiri, no Piauí, teve a oportunidade de passar um ano na Espanha aperfeiçoando sua pesquisa no Departamento de Farmacologia da Universidade de Sevilla.

Aluno de escola pública, o caminho de Guilherme Lopes foi pavimentado em função do ENEM e do PROUNI, facilitadores para que conseguisse bolsa de estudos no curso de Biomedicina da Faculdade Maurício de Nassau, na capital Teresina.

“Hoje, pude olhar pelo retrovisor da vida e vi que cheguei até aqui porque nunca vim sozinho. Me lancei ao novo, vivenciei o inesperado, saboreei o doce e o amargo, mas em todo o tempo o Todo Poderoso cuidou de mim”, disse Guilherme.

Atualmente, ele é professor da Faculdade Chrisfapi, onde ministra disciplinas nos cursos de Farmácia e Enfermagem.

Meritocracia não, políticas públicas

Guilherme foi um dos Beneficiados por uma série de políticas públicas de democratização do acesso aos estudos.

A história de Guilherme, reafirma a necessidade do fortalecimento das ações afirmativas como instrumentos de saneamento de desigualdades históricas.

Uma dessas ações é a Lei de Cotas, sancionada pelo governo federal em 2012, que desde então tem provocado uma mudança no perfil dos estudantes de institutos federais e universitários.

A Iniciativa deu um passo para a equidade racial e inclusão pública, ao reservar 50% das vagas para alunos vindos de escolas públicas, negras e indígenas.

O número de alunos negros praticamente dobrou nos últimos 10 anos de acordo com dados da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, a Seppir, a medida já ofertou por volta de 150 mil vagas para negros até 2015.

“Em três anos a Lei de Cotas nas Universidades provou ser um instrumento eficaz para reduzir as desigualdades existentes na sociedade. A medida permitiu o ingresso no ensino superior de jovens que normalmente não teriam essa chance”, explicou a ex-ministra da Seppir Nilma Lino Gomes em matéria do Geledés.

Porém ainda há um longo caminho a percorrer a igualdade, segundo o IBGE a dificuldade de acesso dos negros à educação ainda está defasada. No tempo em que deveriam estar matriculados em universidades, 53,2% dos negros ainda estão no ensino fundamental ou médio, ante 29,1% de brancos.

Com informações: Hypeness

 

 

 

SINTSEP e IBRAPP firmam parceria para realização de ações de saúde nesta quinta-feira no Parque do Bom Menino

Arquivo

A ação conta com o apoio do SINTSEP e será realizada no Parque do Bom Menino, das 7h às 16h. Os atendimentos de saúde, com aferição de pressão e testes de glicemia, são gratuitos

Para alertar e prevenir o público sobre hipertensão arterial, o Instituto Brasileiro de Políticas Públicas (IBRAPP) realiza, na próxima quinta-feira (26), a terceira edição do “IBRAPP + Saúde”. A ação conta com o apoio do SINTSEP e será realizada no Parque do Bom Menino, das 7h às 16h. Os atendimentos de saúde, com aferição de pressão e testes de glicemia, são gratuitos.

A ação celebra o Dia Nacional de Combate à Hipertensão, promovendo um momento de conscientização sobre a relação entre hábitos saudáveis e o controle da pressão arterial. Também serão realizados atendimentos na Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA). A iniciativa é uma parceria entre o IBRAPP, o SINTSEP, a Prefeitura de São Luís e a Escola de enfermagem Ana Neri.

De acordo com o Ministério da Saúde, a doença afeta aproximadamente 30% da população adulta brasileira e está associada ao elevado consumo de sal, obesidade e ao sedentarismo. Se negligenciado, a hipertensão arterial pode causar derrames cerebrais, doenças do coração, como infarto, insuficiência cardíaca (aumento do coração) e angina (dor no peito), até insuficiência renal ou paralisação dos rins.

A meta do “IBRAPP + Saúde” este ano é chegar aos 3 mil atendimentos, somando todos estados onde o Instituto marca presença, através de seus escritórios nos estados do Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Tocantins, Rondônia e Distrito Federal.

Fonte: SINTSEP Noticias