‘Mais Cultura e Turismo de Férias’ começa neste final de semana em várias cidades do Maranhão

Programação Geral

Com atrações locais e nacionais de diferentes cenas musicais, espetáculos teatrais e o melhor da cultura popular maranhense começa neste fim de semana o ‘Mais Cultura e Turismo de Férias’ com programação gratuita em 12 municípios maranhenses. MPB, pop, rock, samba reggae, chorinho, bumba-meu-boi, tambor de crioula, forró além da comédia Pão com Ovo e Cia Cambalhotas estão no programa que acontece de 7 a 25 de julhocom arte e cultura para todos os gostos. O ‘Mais Cultura e Turismo’ é uma iniciativa do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur), realizada com sucesso desde 2015.

Este ano, a edição do programa conta com atrações culturais durante três semanas de julho em várias cidades. Em São Luísas apresentações serão realizadas em quatro pontos da cidade. Em Barreirinhas (portal de entrada dos Lençóis Maranhenses)shows com vários artistas prometem muito agito na cidade turística. Além disso o Mais Cultura e Turismo de Férias levará espetáculos teatrais para as cidades de Estreito, Tuntum, Lagoa da Pedra, Santa Luzia, Zé Doca, Santa Helena, Araioses, Coelho Neto, Coroatá e Vargem Grande.

O secretário da Cultura e Turismo, Diego Galdino, informou que a intenção do Governo é intensificar as ações culturais em todo o estado. “Estamos ampliando a atuação do programa com a inclusão de novos espaços e cidades, diversificando a programação e melhorando a infraestrutura dos pontos turísticos. Além disso iremos expandir ainda mais a oferta de atrações com os editais de ocupação artística que levarão cultura o ano inteiro para os maranhenses”, ressaltou Diego.

Mais Cultura e Turismo de Férias São Luís

Em São Luís as apresentações serão realizadas na Praça Nauro Machado (Centro Histórico) às sextas-feiras, Praça da Lagoa da Jansen e Concha Acústica aos sábados e Espigão da Ponta D’Areia aos domingos. A programação promete atrair maranhenses e entreter turistas que curtem as férias na capital com atrações que darão continuidade aos festejos juninos, principalmente no centro histórico e Espigão Costeiro. Já a Praça da Lagoa da Jansen e a Concha Acústica vão oferecer programação voltada para o público infantil com espetáculos e atividades recreativas.

Nesta sexta-feira (7), o festejo na Praça Nauro Machado começa a partir das 18h com grupos de tambor de crioula. Na sequência tem apresentação do Boi de Morros, às 19h, e Boi de Santa Fé, às 20h. A noite encerra com show de Chiquinho do Acordeon que vai agitar a praça com muito forró.

No Espigão Costeiro da Ponta D’Areia os festejos do São João fora de época terão no domingo (9) apresentação do Boi de Nina Rodrigues, no fim da tarde, ao pôr do sol. O espaço é amplo e o público tem a oportunidade de interagir com a brincadeira num dos pontos turísticos mais bonitos de São luís.

Mais Cultura e Turismo de Férias Lençóis Maranhenses

O ‘Mais Cultura e Turismo de Férias’ em Barreirinhas terá duas grandes atrações nacionais, os cantores  Jorge Vercillo e Chico César. Durante os três finais de semana contemplados na programação, o público pode contar ainda com shows de Carlinhos Veloz, Grupo Criolina, Mano Borges, Pepê Júnior, George Gomes, grupo Lamparina, banda Raiz Tribal, Kambada do Forró, Cacuriá de Dona Teté, banda Filhos da Areia, Chorando Calado, Companhia Encantar, Tambor de Crioula Arte Nossa e grupo Tripa de Bode. A abertura e os intervalos dos shows terão os Djs Júnior Pará (7 e 8), Speto (14 e 15) e Claudinho Polary (21 e 22).

O Mais Cultura e Turismo Lençóis Maranhense será realizado sempre às sextas e aos sábados, e contará com cerca de 20 atrações. Além dos shows a programação terá aulões de ritmos e zumba todas as manhãs e tardes de sábado e manhãs de domingo. Outra atração será o passeio lancha cultural e o espaço infantil comandado pela Companhia do Imaginário, sextas e sábados, a partir das 16h.

Neste primeiro final de semana o destaque fica por conta do cantor Jorge Vercillo, que se apresenta no sábado(8), a partir das 21h. No repertório o artista trará sucessos de todas as fases da carreira, como “Ela Une Todas as Coisas”, “Monalisa”, “Talismã sem Par” além de canções inéditas do álbum mais recente, intitulado “Vida é Arte”.

Mais Cultura e Turismo Teatro

Em 10 municípios maranhenses o ‘Mais Cultura e Turismo de Férias Teatro’ marcará presença com a comédia teatral ‘Pão com Ovo’ e espetáculo ‘Sganarelle e o amor de Suzete’, da Companhia Cambalhotas. As apresentações serão em praças públicas e com acesso gratuito para toda a população.

A comédia teatral Pão com Ovo e espetáculo circense da Companhia Cambalhotas farão apresentações de forma itinerante, percorrendo os municípios de Estreito, Tuntum, Lagoa da Pedra, Santa Luzia, Zé Doca, Santa Helena, Araioses, Coelho Neto, Coroatá e Vargem Grande. (Secap-MA)

Maranhão ganha oito Escolas Dignas em oito dias


Crianças de Aldeias Altas recebem novas escolas que mudam suas vidas. Foto: Nael Reis/Secap

O governador Flávio Dino entregou nesta segunda-feira (26) a oitava Escola Digna em oito dias. Foi uma por dia ao longo da última semana.

A desta segunda-feira foi a reconstrução do Centro de Ensino São José de Ribamar, escola da rede estadual localizada na cidade de mesmo nome. O novo prédio ganhou biblioteca nova, auditório, laboratórios e novos espaços administrativos. “Não existe desenvolvimento sem investimento na educação”, disse Flávio ao entregar a escola.  Nesta semana, outras três unidades escolares ainda serão entregues pelo Governo do Maranhão.

Uma por dia

As inaugurações promovidas pelas secretarias estaduais de Infraestrutura (Sinfra) e Educação (Seduc) começaram com a entrega de três unidades escolares em Peritoró e Pedreiras.

Em Peritoró, foram construídas duas Escolas Dignas em substituição a casebres de taipa e palha. No Povoado Bacuri, a população recebeu as novas instalações da Unidade de Ensino Municipal Juarez Nunes; e no povoado Santa Maria, agora as crianças estudam em novo prédio da Escola Municipal Gonçalves Dias. “Estou muito feliz por receber essa escola para trabalhar com mais dignidade”, diz a professora Narcisa Correa após a entrega na comunidade Bacuri. “Essa escola é muito melhor que a outra onde a gente estudava antes”, afirma a aluna Ingrid Coqueiro sobre a nova unidade escolar.

Em Pedreiras, o Centro de Ensino Olindina Nunes Freire foi totalmente reconstruído e entregue aos estudantes, juntamente com 3.390 mil uniformes escolares. “As instalações são maiores, não vai ter lotação, tem ar condicionado, laboratório”, afirma a aluna Isabelle Lopes.

As entregas continuaram na sexta-feira (23), com mais uma unidade escolar reformada em Peritoró. O Centro de Ensino João Mohana recebeu ventiladores novos, sala de leitura, secretaria, diretoria, pátio e outros espaços revitalizados, em benefício a 680 alunos.

No sábado (24), foram inauguradas duas unidades construídas em Aldeias Altas: a Escola Municipal Dioclesiana de Morais Silva e Escola Municipal Antonio Gonçalves Dias. No mesmo dia, foi entregue em São João do Sóter a Escola Municipal Rogério da Silva Mota, também construída em substituição a unidade de taipa.

Acadêmico lança novo Retrato de Viana

O acadêmico João Mendonça Cordeiro, membro da Academia Vianense de Letras (AVL), lança no próximo dia 16, das 19h às 20:30h, no Espaço Amei, no São Luís Shopping, em São Luís, o livro “Retrato de Viana-Ma/1683 a 2013″.

Segundo o autor, sem pretender comparar-se ao inigualável “Retrato de um Município” de Ozimo de Carvalho, este novo trabalho faz um apanhado geral e sucinto sobre a geografia, a economia, a história e a cultura do município de Viana, nos últimos quatro séculos (1683 a 2013).

A obra foi lançada também, em Viana, durante as comemorações do 15º aniversário da Academia Vianense de Letras, no mês passado.

Professor aposentado da UFMA, João Mendonça Cordeiro é titular da Cadeira n° 3 da AVL e membro do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão. Possui vários livros publicados, como Zoomorfismo Literário (2002), 70 anos (2004) e O Impeachment do governador Achiles Lisboa e 10 anos da Academia Vianense de Letras (ambos em 2012).

Com informações da AVL

Academia Vianense de Letras comemora 15 anos de contribuição literária, histórica e cultural

A centenária Biblioteca Pública Municipal Ozimo de Carvalho – totalmente reformada, ampliada e climatizada pela gestão do ex-prefeito Chico Gomes -, foi o palco da solenidade matinal em comemoração aos 15 anos da Academia Vianense de Letras (AVL), no último sábado (27).

Confrades e confreiras da AVL, além da comunidade em geral, comemoraram a data especial em momentos distintos: pela manhã, os destaques foram o descerramento da placa comemorativa aos 15 anos da AVL e os lançamentos das seguintes obras literárias: “A Família Piedade em Viana”, de Heitor Piedade; “Um Retrato de Viana”, de João Cordeiro; “A Caçadora”, de Aldir Ferreira; “Maria da Tempestade”, de João Mohana; “O Torrão Maranhense”, de Raimundo Lopes da Cunha; “O Baile de São Gonçalo”, de Lourival Serejo e “Púcaro Literário”, organizado por Jucey Santos de Santana e João Carlos Pimentel Cantanhede, da Academia Itapecuruense de Ciências, Letras e Artes – AICLA.

Descerramento da placa comemorativa aos 15 anos da AVL

 

O presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp-MA), Júlio César Mendonça (Dr Julinho), representando o Gov. Flávio Dino, Fátima Travassos, presidente da AVL e o prefeito de Viana, Magrado Barros

A solenidade contou com as presenças do prefeito Municipal, Magrado Barros, secretários municipais, vereadores e a comunidade em geral.

Homenagens

A presidente da AVL entre os homenageados da noite

A segunda solenidade, à noite, aconteceu no Salão de Convenções CUNACU’S, com homenagens e entrega de Diploma de Honra ao Mérito Vianense à personalidades vianenses e da região,  assinatura de Convênio de Cooperação Técnica entre a AVL e a Prefeitura Municipal de Viana/Secretaria Municipal de Educação.

Na ocasião, também foram apresentados os regulamentos Academia Vianense de Letras Juvenil – AVLJ e o lançamento do Troféu Professora Edith Nair. Foram homenageadas as seguintes personalidades: o ex-Prefeito Batista Luzardo Pinheiro Barros; o médico Dr. Emanuel Rodrigues Travassos; o médico Dr. Edvaldo Franco Amorim; o escritor Manoel Santana Câmara Alves; o bispo diocesano Dom Sebastião Lima Duarte; a professora Ovídia Araújo Pinheiro; o empresário Benito Coelho Filho; o farmacêutico José Ribamar Serejo Sousa; o pecuarista Belarmino Pereira Gomes; o esportista José Ribamar Vieira; o cantor e compositor Antônio Bernardino Rabelo Filho; o músico Antônio Tarcísio Santos; e a caixeira Raimunda Nonata Dias. 

Ao final, foi realizado um sarau poético e musical com artistas e poetas vianenses.

Uma sede para a AVL

Durante a solenidade, solicitado para discursar aos homenageados, o ex-prefeito Benito Filho sugeriu a doação do terreno do antigo casarão do Canto Grande, onde funcionou a residência e a farmácia do notável vianense Ozimo de Carvalho, inclusive doando um projeto de reconstrução nos moldes originais do imóvel. A atitude foi bastante aplaudida, fazendo com que o prefeito Magrado Barros quebrasse o protocolo e anunciasse aos presentes que o terreno – de propriedade da Prefeitura de Viana-, será doado para a edificação da futura sede da Academia Vianense Letras.

Benito Filho solicitou a doação do terreno para a sede da AVL

O momento histórico vem coroar os esforços dos membros fundadores da AVL, em especial o ex-presidente, jornalista, escritor e pesquisador Luiz Alexandre Raposo, que por quatro mandatos consecutivos, dedicou-se de corpo e alma a expandir os trabalhos e o alcance social da Academia Vianense. Luiz Alexandre Raposo é o titular da Cadeira nº 9 (patroneada por Dillú Mello), idealista e redator responsável pelo jornal O Renascer Vianense, órgão de divulgação da AVL.

Mais

Com o objetivo de resguardar e empenhar-se pela promoção da cultura, notadamente da literatura, do município de Viana e da Baixada Maranhense, a Academia Vianense de Letras foi fundada numa noite de sábado, dia 4 de maio de 2002.  A iniciativa concretizava, assim, uma antiga aspiração de vários intelectuais filhos da terra.

A cerimônia de instalação e posse dos 18 membros fundadores realizou-se na sede do Grêmio Cultural Recreativo Vianense e contou com as presenças do prefeito municipal, Messias Costa, do Gerente Regional de Viana, Daniel Gomes, do bispo da Diocese de Viana, Dom Xavier Gilles, do Secretário Municipal da Educação, Carlos Augusto Cidreira, e do vereador José Santos.

Coordenada pelo escritor e empresário Carlos Gaspar, a reunião que contou ainda com a presença expressiva da juventude local, na maioria estudantes do Centro de Ensino Professor Antonio Lopes, iniciou-se com a apresentação dos acadêmicos presentes, suas cadeiras e respectivos patronos.

O juiz de Direito, Lourival Serejo, escolhido para presidir a nova agremiação cultural, falou em nome de todos os membros fundadores ali reunidos, quando destacou a importância daquele momento para a história de um município detentor de tantas tradições culturais como Viana.

VEJA MAIS MOMENTOS DAS SOLENIDADES EM HOMENAGEM AOS 15 ANOS DA AVL:

Da redação com informações da AVL (Leia mais aqui).

Um olhar aprofundado sobre a nova geração

A agência de publicidade Talent Marcel lançou nesta quarta-feira (17), um estudo chamado “Mind The Gap” sobre o comportamento dos jovens, narrado pela apresentadora Didi Wagner. Este documentário pretende desmistificar o universo desta nova geração, além de também apresentar as novas possibilidades.

Essa expressão chamada de Mind The Gap significa “Cuidado com o vão”, ou seja, ela é uma advertência para o comboio de passageiros, pois por vezes há uma grande vala entre a porta e a plataforma. Ele foi introduzido em 1969 pelo Metro de Londres. A frase é tão associada ao metro que se vende camisetas com a frase imposta a um símbolo do transporte local.

Seja para ser, dizer ou fazer o que quiser, esse novo momento no qual estamos vivendo surgiu para que nós possamos questionar o qual futuro que queremos, além de perceber como será nossa vida daqui a 30 anos. A revolução da informação empoderou o indivíduo, permitiu aos blogs ganharem mais leitores frente a grandes jornais, youtubers sejam mais assistidos que estúdios milionários e aplicativos desbanquem indústrias inteiras. Essa revolução aumentou o poder de questionamento das pessoas, seja ela contra o governo, a mídia e as marcas. No fim das contas, a revolução da informação influencia também o conceito que o jovem tem sobre hierarquia, ou seja, quando um impõe algo e o outro obedece sem questionamento.

Ora, se por um lado essa nova geração precisa demonstrar a sua imagem positiva a qualquer custo, nem que para isto, precise fazer verdadeiros absurdos pela bandeira de um grupo, por outro, essa geração consegue ter acesso ao conhecimento, processar a informação e difundir com muito mais facilidade. O documentário feito em parceria com o Multishow reúne 54 horas de conversas com 21 especialistas, 90 jovens de todas as classes sociais, diferentes gêneros e idades pesquisados em profundidade e 500 jovens de todo Brasil em pesquisa quantitativa.

Fonte: Comunique9

Obras literárias serão lançadas pela AVL no dia 27 de maio, em Viana-MA

Para festejar o 15º aniversário da Academia Vianense de Letras, serão realizadas no próximo dia 27, duas Sessões Solenes Comemorativas, que contarão com uma vasta programação, iniciando às 10:00 horas, na Biblioteca Pública Municipal Ozimo de Carvalho, com a afixação da Placa Comemorativa dos 15 anos de fundação da AVL.

Na oportunidade, também serão lançadas as seguintes obras literárias: “A Família Piedade em Viana”, de Heitor Piedade; “Um Retrato de Viana”, de João Cordeiro; “A Caçadora”, de Aldir Ferreira; “Maria da Tempestade”, de João Mohana; “O Torrão Maranhense”, de Raimundo Lopes da Cunha; “O Baile de São Gonçalo”, de Lourival Serejo e “Púcaro Literário”, organizado por Jucey Santos de Santana e João Carlos Pimentel Cantanhede, da Academia Itapecuruense de Ciências, Letras e Artes – AICLA. Continue lendo AQUI.

Em Barreirinhas, Governador entrega mais duas Escolas Dignas

Com as inaugurações em Barreirinhas, governo do estado entregou 11 escolas dignas até o momento. Foto: Gilson Teieira/Secap

“Estudei nessa escola sentado pelo chão porque não tinha nenhum banco pra sentar, todo sujo de barro. Assim foi com meus filhos, meus netos e agora, só agora, isso vai mudar”. O relato comovente é do aposentado Alberto de Castro, 76 anos, que desde que nasceu mora no povoado de São José dos Viúvos, em Barreirinhas, onde foi entregue pelas mãos do governador Flávio Dino mais uma Escola Digna, nesta segunda-feira (22). Na mesma manhã, também em Barreirinhas, uma segunda unidade nova foi entregue pelo governador, no povoado de Mangas. São antigas e duras realidades sendo transformadas e o que parece pouco para alguns é, para gente como o seu Alberto e para os quase 200 estudantes beneficiados com as duas novas unidades, um sonho antigo, agora realizado.

O programa Escola Digna tem conseguido, segundo Flávio Dino, cumprir um objetivo fundamental da atual do Governo do Estado, levar desenvolvimento para quem foi historicamente negligenciado, garantido igualdade de chances e de oportunidades. “Os benefícios chegam para o povoado de Mangas e de São José dos Viúvos, para Barreirinhas e para o estado, porque estamos levando cidadania e direitos para uma parcela do nosso povo antes condenada à invisibilidade, a não ser visto e a não ser lembrado. E nós estamos mostrando que, de fato, a boa política, aquela que garante direito para todos é o que nós estamos praticando no Maranhão”, relatou o governador.

Com as inaugurações em Barreirinhas, governo do estado entregou 11 escolas dignas até o momento. Foto: Gilson Teieira/Secap

Mangas está a uma hora da sede de Barreirinhas e o acesso é difícil, de estrada carroçal e muita areia, onde mora há 63 anos seu Zé Pereira. “Nenhum governador nunca tinha vindo aqui, nem em período de eleição, nem de campanha política e agora a gente vê isso aqui. É um privilégio muito grande, ainda mais para inaugurar essa escola, que para o que conheço é um padrão de primeiro mundo, aqui no meio desse ‘matão’, como se diz, no meio desse ‘vai quem quer’ e eu não sei nem dizer como estou feliz”, contou o senhor, animado com o resultado e com a inédita presença de um chefe de estado no povoado tão distante do centro da cidade.

Lá foi construída a Escola Municipal Bom Pastor, com quatro salas, banheiros com acessibilidade, cantina e mobiliário, tudo bem diferente da antiga escola, beneficiando aproximadamente 140 estudantes do ensino fundamental, de 2 a 16 anos. Para viabilizar a obra, a Secretaria de Estados de Desenvolvimento Social (Sedes) construiu um poço de 56 metros de profundidade e vazão de oito metro cúbicos/hora. Com a nova infraestrutura, 120 famílias e 500 pessoas passam a ter acesso a água de qualidade. Uma grande transformação na vida de quem mora no local, como a lavradora Maria da Glória Rodrigues, 52 anos, que, de uma única vez, está ganhando uma escola de qualidade para o filho pequeno e água na torneira de casa. Ela contou que na casa havia dois grandes problemas: enquanto o filho, o pequeno Erlilson, de oito anos, estudava em escolas sem a menor infraestrutura, ela precisa se virar para conseguir água para os afazeres domésticos caminhando distâncias.

São José dos Viúvos

Com as inaugurações em Barreirinhas, governo do estado entregou 11 escolas dignas até o momento. Foto: Gilson Teieira/Secap

Já em São José dos Viúvos foi inaugurada a escola Epitácio Cafeteira, que atenderá 83 alunos. Entre eles está o Lucas Ferreira, que nos últimos três anos estudou em pequenas casas alugadas, sem a menor estrutura para ensino e aprendizagem, porque a unidade municipal estava completamente comprometida. “Agora estou muito feliz porque tem essa escola chique, aqui pertinho da minha casa e eu vou estudar à noite. Cheguei foi a passar vergonha, estudando na casa dos outros, alugada. Agora estou feliz da vida, escola nova, farda nova, tudo novo. Eu vou zelar e não vou deixar nada acontecer”, contou Lucas, que também comemorou a chegada de um poço e das instalações elétricas que beneficiarão 120 famílias do povoado.

 

A família da dona de casa Jeane Cardoso, 30 anos, também sentirá a transformação dos novos investimentos. Mãe de duas crianças, ela conta que os pequenos estudam há três anos em casas cedidas ou alugas. “Há muito tempo a gente pedia uma escola para o lugar, para estudar numa escola melhor, em que pudessem ter um estudo melhor”, conta.

Para a construção das duas unidades escolares, o Governo do Estado aplicou mais de R$ 1 milhão. Cada escola custou R$ 511.351,90. Os prédios possuem estrutura com quatro salas e também ganharam mobiliário novo, adequado para a aprendizagem dos alunos, como explica o secretário de Estado de Educação, Felipe Camarão. “Sempre uma grande emoção, estamos entregando mais duas Escolas Dignas, desta vez em Barreirinhas. É uma revolução da educação do Maranhão e a perspectiva é de mais 200 até o fim do ano e assim nós vamos transformando a vida das pessoas concretamente, programa Escola Digna é isso é a transformação, é a substituição das escolas de taipa e estrutura inadequada, por espaços bem diferentes”, destacou Felipe Camarão, que lidera a pasta que executa o programa.

Escola Digna

Promovido pelo Governo do Estado, o Programa Escola Digna está substituindo escolas de taipa e palha por prédios de alvenaria em todo o Maranhão. Até o momento foram entregues 11 unidades: Fortaleza dos Nogueiras (1), Parnarama (1), Turiaçu (1), São João do Sóter (1), Buriticupu (2), Barreirinhas (2) e Santa Filomena (3). Em outra frente do programa, unidades escolares precárias também estão sendo reconstruídas ou reformadas. A meta do governo estadual é entregar 300 novas Escolas Dignas até 2018. Além disso, até julho deste ano, serão 574 escolas reformadas ou reconstruídas.

Com as inaugurações em Barreirinhas, governo do estado entregou 11 escolas dignas até o momento. Foto: Gilson Teieira/Secap