Nasce mais um poeta vianense

Já foi dito que: Ser Médico é…aliviar sofrimentos e penetrar fundo nos tormentos da humanidade…

Talvez, por assumirem essa nobre missão, muito médicos por viverem imersos nos sentimentos, também se revelam natos poetas da compreensão do fundo da alma humana.

Segundo Mário Quintana…

“Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto;
alimentam-se um instante em cada
par de mãos e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti…

O jovem vianense, Fernando de Alencar Coelho, 22, estudante do sexto período de Medicina, filho do Diretor Geral da Rádio Maracu AM e TV Maracu, Benito Filho e sobrinho da escritora Laurinete Costa Coelho, acadêmica da Academia Vianense de Letras – AVL,  também foi alçado a sonhar alto e revelar por meio das palavras aquilo que o coração sente, quase sempre, na solidão do exercício para ser futuro médico.

O estudante já coleciona dezenas de poesias e sonha lançar um livro, no próximo ano.

A Rádio Maracu AM, de Viana, criou este mês um espaço exclusivo no seu site, para a divulgação de poetas regionais. É uma boa iniciativa para os baixadeiros mostrarem os seus talentos por meio das letras.

ABAIXO UM DOS POEMAS DO FUTURO MÉDICO VIANENSE:

 

“Sobre a sala de medicação”

 

Sou um doente

nesse mar de gente,

sinto muita solidão

até nesta multidão.

 

Estou acompanhado nessa sala,

mas não por quem queria estar,

me sinto sozinho nesta ala

por não poder conversar.

 

Tenho acompanhante,

mas ficou lá fora

e isso não é o bastante

por já ter passado da hora.

 

Creio que uma companhia

já muito me ajudaria,

melhoraria minha mente

em minha estadia como paciente.

 

Fernando de Alencar Coelho

@breveguia

Forum da Comarca de Viana realiza eventos que marcaram o Outubro Rosa e Novembro Azul 2018.

Por iniciativa da Diretora do Fórum da Comarca de Viana, Juíza Odete Maria Pessoa Mota Trovão e servidores da 1ª. e 2ª. Vara Judicial, várias atividades foram realizadas para chamar a atenção da população daquela cidade para a importância da prevenção do Câncer de mama e da Próstata.

Para o Outubro Rosa foi organizada uma caminhada, que aconteceu no dia 27/10, pela Avenida Luís de Almeida Couto, que contou com a participação dos servidores e de representantes do grupo de corredores “Os Bravos”; sendo que no dia 31/10 foi realizado pelos servidores nas dependências do Forum, plantio de sementes de Ipê Rosa, que serão doados ou plantados pelos servidores em área pública, em Outubro de 2019.

Já o Novembro Azul teve um calendário de atividades que aconteceram no dia 27/11, durante todo o dia, e contou com o apoio do Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Maranhão – SINDJUS, e serviço de divulgação através dos veículos de comunicação TV Maracu e Rádio Maracu AM 630.

Das 08 às 12 horas, na sala de audiência da 2ª. Vara foi realizada verificação de glicemia e pressão arterial dos servidores e de pessoas da comunidade que ali compareceram. Esta atividade contou com o apoio de profissionais do Hospital Estadual José Murad e da Farmácia Pague Menos/Viana. Foram realizados 55 atendimentos.

A partir das 15 horas, aconteceu uma roda de conversa sobre o câncer de próstata com o Médico Emanuel Travassos e logo após, uma outra, denominada “Alimentação Saudável” com a nutricionista Evania Abreu, que contou com a participação dos servidores e pessoas da comunidade.

Por último, às 18 horas aconteceu mais uma caminhada, desta feita com a participação de servidores do Forum, membros da Defensoria Pública, Advogados, representante do grupo de corredores “Os Bravos” e pessoas da comunidade, compreendendo aproximadamente 60 pessoas, culminando com um lanche servido a todos os participantes, guardas municipais e policiais militares que prestaram total apoio e segurança em relação ao trânsito durante todo o trajeto.

A Diretora do Forum da Comarca de Viana, Juíza Odete Maria, destacou a participação coletiva e entusiasmadas dos servidores da Justiça, que em ambos os eventos se mobilizaram e contribuíram com frutas, doces, sucos e salgados na composição do lanche. Disse ainda, que: “sempre foi de minha vontade realizar atividades em datas comemorativas que tenham relação direta com a comunidade e envolver a população. O tempo é curto e a sobrecarga de trabalho me paralisam, mas com a ajuda de todos fica mais fácil”. Aproveitou o momento para transmitir a mensagem da Juíza Carolina de Sousa Castro, atualmente licenciada do cargo de titular da 2ª. Vara Judicial, parabenizando a todos os funcionários pelo engajamento e participação coletiva nos eventos, e reafirmando o espírito de cidadania externado em todas as atividades desenvolvidas.

VEJA MAIS MOMENTOS DO EVENTO:

Texto e fotos enviados por Nonato Moraes

Lixão em Paço do Lumiar está com os dias contados

O lixão localizado na comunidade do Iguaiba em Paço do Lumiar será fechado, definitivamente, pela Prefeitura no final deste mês. Com isso, os resíduos sólidos do município passam a ser direcionados para o Aterro Sanitário Titara, localizado em Rosário, e que já serve como destino final do lixo de São Luís, Raposa, São José de Ribamar e da própria cidade de Rosário.

O fechamento segue uma determinação que foi reforçada pelo prefeito Domingos Dutra, durante uma audiência ocorrida mês passado na Vara de Interesses Difusos e Coletivos, localizada no Fórum Desembargador Sarney Costa, em São Luís, presidida pelo juiz Douglas Melo Martins. A decisão, por sua vez, obedece às determinações da Política Nacional de Resíduos Sólidos, sancionada em agosto de 2010, que definiu as diretrizes gerais para a gestão dos resíduos. “O problema dos lixões é algo que atinge todo o Brasil e sempre se configurou como um problema de difícil solução. A adoção de um aterro sanitário, no caso o Titara, é fundamental para sanar esta questão”, afirmou o presidente da Agência Executiva Metropolitana (AGEM), Lívio Jonas Mendonça Corrêa.

O fechamento do lixão provoca o surgimento de uma demanda por parte dos catadores, profissionais que tiram no lixo sua fonte de renda. Com isso, a Agência Executiva Metropolitana (AGEM) disponibilizou galpões para esses profissionais, visando melhorias e dando suporte.

Os galpões, localizados na MA-202 (próximo ao Val Paraíso), já estão disponíveis e adaptados para utilização por parte dos catadores. “Com isso, esses trabalhadores poderão ser incluídos no novo processo de tratamento dos resíduos sólidos da Região Metropolitana da Grande São Luís”, acrescenta o presidente da AGEM. 

Ministério da Saúde oferece três vagas para médicos em Viana, S. J. Batista; vejam as vagas em Cajapió, Olinda, Matinha, São Vicente e São Bento

O Ministério da Saúde publicou no “Diário Oficial da União” desta terça-feira (20) o edital com cerca de 8,5 mil vagas para o programa Mais Médicos. As vagas, abertas para substituir médicos cubanos, são para profissionais brasileiros e estrangeiros que tenham registro no CRM do Brasil. Entre a lista de município, estão alguns da Baixada Maranhense e ao todo, o estado receberá mais 469 médicos.

Ilustrativa (arquivo)

 

A publicação do novo edital faz parte de uma medida emergencial do governo brasileiro após o anúncio da saída de Cuba do programa, na semana passada. Nesta segunda-feira (19), o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, disse que presidente Michel Temer determinou que o país tenha o menor impacto possível com a saída de médicos cubanos do programa.

Serão 8.517 vagas e no primeiro edital, todas as vagas serão ofertadas aos médicos (brasileiros e estrangeiros) com registro no CRM do Brasil. As inscrições estarão abertas a partir das 8h de 21 de novembro até as 23h59 de 25 de novembro, e deverão ser feitas pelo site maismedicos.gov.br.  No ato de inscrição, o profissional escolherá o município disponível para a atuação;

Os médicos devem iniciar as atividades nos municípios a partir de 3 de dezembro; a data-limite é 7 de dezembro. Se houver vagas remanescentes, um segundo edital será lançado em 27 de novembro com vagas para brasileiros formados no exterior e estrangeiros. Para atuar no Mais Médicos, os profissionais sem CRM não precisarão fazer o Revalida. Eles poderão fazer o Revalida caso queiram exercer atividade também fora do programa.

Vejam a lista de municípios e a quantidade de vagas disponíveis.

 

Viana – 02 vagas

 

São João Batista – 03 vagas

 

Cajapió – 01 vaga

 

Matinha – 02 vagas

 

São Bento – 02 vagas

 

Pinheiro – 09 vagas

 

São Vicente Ferrer – 02 vagas

 

Olinda Nova do Maranhão – 01

 

Via Folha de SJB

Do jornalismo tendencioso à indústria da mentira: Constituição completa 30 anos e mantem travada a legislação sobre comunicação

Três décadas após a promulgação da Constituição Brasileira de 1988, a comunicação, um dos temas fundamentais para consolidar os sentidos de República e democracia, permanece quase inalterado e até mutilado.

Na Carta Magna os eixos sobre comunicação ainda não foram sequer regulamentados.  Dois exemplos são gritantes. O artigo 220 proíbe as práticas de monopólio e oligopólio. Já o artigo 221 manda as emissoras de rádio e TV darem preferência a finalidades artísticas, informativas, educativas e culturais, além de valorizar a produção regional e independente.

Deputados federais e senadores proprietários de emissoras de rádio e TV, os coronéis da mídia, operam em causa própria dentro do Congresso Nacional para que a legislação garanta os seus privilégios no uso e abuso dos meios de comunicação para fins empresariais e eleitorais.

O coronelismo eletrônico atropela a própria Constituição e estende-se mesmo às pequenas rádios comunitárias, impedidas por legislação complementar (nº 9.612/98) de fazer proselitismo político ou religioso, mas controladas por grupos políticos municipais e igrejas evangélicas, salvo as honrosas exceções.

O Brasil ainda é o país onde vigora a concentração empresarial e o uso de verba pública para conduzir apoio político-eleitoral aos mandatários municipais, estaduais e ao federal.

Nem nos governos do PT este vício foi alterado. Lula e Dillma seguiram a mesma cartilha dos tucanos e seus antecessores, privilegiando as Organizações Globo na fruição do dinheiro público.

O mais primitivo de todos, José Sarney, abusou da distribuição das concessões de rádio e TV para negociar o mandato presidencial de cinco anos.

Jair Bolsonaro, por sua vez, faz ameaças explícitas aos meios de comunicação e até insinua usar o controle das verbas publicitárias para coagir linhas editoriais.

Nesses 30 anos, bons ventos sopraram quando da realização da I Conferência Nacional de Comunicação, em 2009, reunindo quase 1500 delegados e delegadas dos segmentos empresarial, estatal e os movimentos sociais para debater, entre outros temas, a regulamentação dos temas da comunicação na Constituição de 1988.

Depois de quatro dias de debate e quase 600 proposições aprovadas, quase nada efetivou-se. Até mesmo o Conselho de Comunicação Social foi apropriado pela burguesia radiodifusora.

O país perdeu o time de sistematizar regras minimamente democráticas e republicanas para as comunicações. Agora está tomado pela indústria da mentira deslavada solapando o jornalismo tendencioso.

Nosso problema civilizatório nem é mais a força das Organizações Globo, mas o império das fake news decidindo a eleição para o cargo mais importante da República.

Imagem: reprodução / capturada neste site

Pesquisa comprova relação entre baixo investimento em saneamento e problemas de saúde

Segundo a CNI, no Maranhão, apenas 30% da população tem saneamento básico, e mesmo onde o serviço chega a qualidade não é garantida.

Arquivo

Uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou que os municípios com baixo investimento público em saneamento básico têm altos índices de doenças relacionadas a deficiência no serviço de água e esgoto. Segundo o relatório, a situação melhora em municípios que recebem investimento privado. A matéria foi destaque no Bom Dia Brasil desta quarta-feira (7).

De acordo com a CNI, entre os anos de 2014 e 2016, foram investidos pouco mais de R$ 60 em saneamento por habitante. No topo desse ranking negativo estão os estados de Rondônia que investiu apenas R$ 25,40 por pessoa, Amapá com R$ 30,44, seguido do Amazonas com R$ 38,74, Piauí com R$ 43,08, Pará com R$ 47,81 e o Maranhão com R$ 55,13.

Se o investimento é baixo, o serviço não chega. No Pará e em Rondônia, por exemplo, menos de 10% da população tem acesso à rede de esgoto. No Maranhão, apenas 30% da população tem saneamento básico, e mesmo onde o serviço chega a qualidade não é garantida.

No Maranhão apenas 30% da população tem saneamento básico, diz CNI — Foto: Reprodução/TV Globo

Em uma das áreas mais valorizadas de São Luís o problema do esgoto é crônico. Nos últimos anos foram sendo construídos prédios e mais prédios e o sistema não comportou, e o resultado são ruas alagadas, com água suja e que cheira mal. O problema é tão grave que no ano de 2017 a Justiça determinou que nenhuma nova edificação pode ser erguida na região, até que a rede de esgoto seja ampliada.

O empresário Pablo Munin diz que a falta de saneamento prejudica a imagem de São Luís, que é considerada uma cidade turística. “Nós estamos diante de um bairro que o metro quadrado é mais caro da ilha de São Luís e aí a gente não ter esgoto é um absurdo para uma capital, para uma cidade turística”, reclamou.

Três cidades do Maranhão privatizaram o serviço de saneamento básico, de acordo com estudo da CNI — Foto: Reprodução/TV Globo

De acordo com o estudo da CNI, nos municípios que terceirizaram o saneamento o investimento aumentou. No Maranhão três cidades privatizaram o serviço. Em Paço do Lumiar, na Região Metropolitana da capital, o investimento aumentou em 36 vezes depois da terceirização. O fornecimento de água que atendia 43% da população passou para 60%. O de esgoto ainda não foi informado.

Os dados mostram ainda uma relação direta entre o baixo investimento e as doenças causadas pela falta de saneamento. Para o sanitarista Lúcio Macedo a falta de infraestrutura aumenta o surto de doenças como a dengue, a chicungunya e a zika. “Afeta nossa população eminentemente carente de infraestrutura sanitária, principalmente, com as verminoses em primeiro plano e as diarréias. Segue-se a dengue, a chicungunya e a zika”, finalizou.

Falta de infraestrutura aumenta o surto de doenças como a dengue, chicungunya e a zika, diz sanitarista Lúcio Macedo — Foto: Reprodução/TV Globo Falta de infraestrutura aumenta o surto de doenças como a dengue, chicungunya e a zika, diz sanitarista Lúcio Macedo — Foto: Reprodução/TV Globo

Por Alex Barbosa, G1 MA — São Luís

Vejam as datas do Mutirão do Glaucoma em Viana, São Vicente, Olinda, São Bento, Matinha, Penalva, S. J. Batista e Cajapió

Moradores de 30 municípios das Regionais de Viana, Balsas e Presidente Dutra participam do atendimento do Mutirão do Glaucoma, ação que busca detectar e tratar casos da doença no estado e promover qualidade de vida à população.

Ilustrativa – Google

Os atendimentos começaram nesta segunda-feira (5), no Hospital Municipal de Carolina, no município de Carolina; e no Espaço Aquarela, município de Riachão. Nesta terça-feira (6), a população de Feira Nova do Maranhão e Balsas serão beneficiadas com a ação que acontece na Unidade Mista Luso Rocha e no Hospital Regional de Balsas.

As cidades de Alto Parnaíba e Tasso Fragoso serão assistidas na quarta-feira (7); e Fortaleza dos Nogueiras, Nova Colinas, São Pedro dos Crentes, Cajari e Penalva recebem a ação na quinta-feira (8). Na sexta-feira (9) é a vez das cidades de Formosa da Serra Negra, São Raimundo das Mangabeiras, Viana, São Vicente de Ferrer, Olinda Nova do Maranhão, Matinha, Senador Alexandre Costa e Governador Eugenio Barros.

Moradores das cidades de Sambaíba, Loreto, São Bento, Bacurituba, Cajari, Olinda Nova do Maranhão, Matinha, São João Batista, Cajapió, Palmeirândia, Govenador Archer, Dom Pedro, Gonçalves Dias e Capinzal do Norte também terão atendimento no fim de semana. Em todas estas localidades, além de consultas e exames específicos, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) realiza a distribuição de medicação gratuita, quando necessário, e encaminhamento para tratamento. Os casos diagnosticados em edições anteriores são acompanhados.

Quem tem parentes portadores de glaucoma, indivíduos com mais de 40 anos, pacientes com alto grau de miopia e diabéticos devem estar ainda mais atentos e procurar o especialista durante um dos mutirões para consulta. De caráter preventivo e assistencial, a busca ativa também detecta e trata outras patologias da visão, como catarata.Ao se apresentar para consulta, o paciente precisa levar cópia de documento de identidade, cartão do SUS e comprovante de endereço.

Locais do mutirão do glaucoma

Dia 6

Manhã

Feira Nova do Maranhão – Unidade Mista Luso Rocha Rua Tocantins, s/n, Centro.

Tarde

Balsas – Hospital Regional

 

Dia 7

Manhã

Alto Parnaíba – Hospital Municipal de Alto Parnaíba, Avenida Governador José Sarney.

Tarde

Tasso Fragoso – Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Rua Rui Barbosa.

 

Dia 8

Manhã

Fortaleza dos Nogueiras – Centro de Saúde Gilnean Chaves Ribeiro, bairro Nova Fortaleza.

Nova Colinas – Posto de saúde Cândida da Silva Rego, Avenida José Sarney.

Tarde

São Pedro dos Crentes – Centro de Saúde Maria Libânia, Rua Jerusalém, s/n, Praça da Independência.

Penalva – Unidade Básica de Saúde da Piçarreira, próximo estádio de futebol.

Cajari – Escola Municipal Cirene Abreu Serra, Rua Jose Bonifácio Mendes, Centro (em frente à Câmara Municipal de Cajari).

 

Dia 9

Manhã

Formosa da Serra Negra – Ubs Cademiel/Caps, Bairro Vila Viana

Viana – Centro de Saúde José Bonifácio Pacífico Serra, Avenida Jorge Abraão Duailibe, s/n, Citel.

Olinda Nova do Maranhão – Caps, Rua Capitão Antônio Serra Freire, s/n, Centro

Senador Alexandre Costa – Unidade de Saúde da Sede, Entrada da Cidade

Tarde

São Raimundo das Mangabeiras – Ubs Alice Farias, Vila Cardoso

São Vicente de Ferrer –  Centro de Saúde Ana Campos, Rua Dom Pedro II

Matinha – Hospital PSF – Hospital Velho, Avenida Major Heráclito, s/n, Centro

Governador Eugênio Barros – Centro de Saúde Pedro Cunha e Silva

 

Dia 10

Manhã

Sambaíba – Unidade de Saúde Josefa Brito (Hospital), Bairro Vila Tião

São Bento – Ubs Mutirão

São João Batista – posto de saúde da sede, Praça da Matriz, s/n, Sede Próximo à Prefeitura

Cajapió – a informar

Governador Archer – Ubs Governador Archer 1

Tarde

Dom Pedro – centro de saúde dr. Alarico Pacheco, Rua Eng. Rui Mesquita, sn, Centro.

Bacurituba – centro de saúde de Bacurituba, Rua Benjamim Constant, 1107, Centro.

Loreto – Secretaria Municipal de Saúde, Praça Barão do Rio Branco, s/n, Centro.

Palmeirândia – Secretaria Municipal de Saúde – Ubs São Carlos, Praça Santo Antônio, s/n, Centro.

 

Dia 11

Manhã

Gonçalves Dias – Secretaria Municipal de Saúde, Rua Santa Terezinha, s/n, Centro.

Tarde

Capinzal do Norte – Caps Capinzal do Norte, ao lado do Hospital São José Avenida Lindolfo Flório, s/n, Centro.

Via Folha de SJB