Viana recebe Farol do Saber Josefina Cordeiro Cutrim totalmente revitalizado

Divulgação – Seduc

Na próxima quinta-feira (26/04), o município de Viana receberá o Farol do Saber totalmente revitalizado. O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur) e da Educação (Seduc)  investiu nesta obra o valor de R$ 294.318.97, parte do programa de requalificação dos 118 faróis maranhenses.

Josefina Cordeiro Cutrim

Por solicitação do desembargador Lourival Serejo – membro da Academia Vianense de Letras (AVL), o Farol será denominado Professora Josefina Cordeiro Cutrim, ex-professora, e também ex-diretora do antigo Antônio Lopes entre 1977 a 1993, deixando naquela escola a marca de sua competência e seriedade profissionais. Também ensinou na Escola Normal N. S. da Conceição e no extinto Ginásio Bandeirante, tornando-se diretora também deste último por quatro anos (1972/1976).  Leia mais AQUI.

Os Faróis dos Saberes integram o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Maranhão, sancionado pela Lei nº 10.613, de 05 de julho de 2017. Fazem parte do Sistema todas as bibliotecas municipais, que hoje somam 158 municípios, além dos 118 faróis dos saberes e bibliotecas comunitárias.

SOBRE A OBRA:

Farol do Saber Josefina Cordeiro Cutrim

Município: Viana

Valor investido: R$ 294.318.97

Tempo da obra: 3 meses

Doação de Acervo: 500 títulos

DESCRITIVO DO SERVIÇO REALIZADO:

– Limpeza e retirada de materiais

– Reforço estrutural dos pilares, laje e marquises

– Retirada de piso cerâmico existente

– Retirada e recomposição de revestimento primário

– Retirada e recomposição de esquadrias com defeitos

– Reforço na estrutura da marquise

– Reforma do banheiro e do piso de todos os pavimentos

– Reformada a escada e corrimão, com adição de escada ao topo do farol

– Retirada, revisão e troca da estrutura da cobertura e Telhas

– Forro de PVC

– Pintura de todo Farol do Saber

– Troca de todas as esquadrias devido ao alto nível de degradação

– Instalação Hidrosanitária Refeita

– Executado todas as instalações elétricas – Iluminação e tomadas internas e externas

– Execução de paisagismo ao redor do Farol

– Instalação de novos corrimãos e restauração de pontos de corrosão

– Recuperação das Estantes de Livros

– Instalação de ar-condicionado

– Recursos de acessibilidade

(Com informações da Seduc –MA)

Governo convida população dos Campos e Lagos para Escutas Territoriais em Viana

A edição 2018 das Escutas Territoriais teve início na última semana e mobilizou milhares de pessoas nos municípios de Caxias, Grajaú, Imperatriz e Pedreiras. A atividade promovida pelo Governo do Maranhão, por meio das secretarias de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e Planejamento e Orçamento (Seplan), está convidando a população a atuar na administração pública, indicando as prioridades para aplicação dos recursos públicos do Estado nos 15 Territórios maranhenses.

No Território Campos e Lagos as Escutas acontecem na próxima sexta-feira (13), no município de Viana, a partir das 7h30. A plenária acontecerá no Fórum Desembargador Manoel Lopes da Cunha, o evento é gratuito. Formado pelos municípios de Arari, Cajari, Matinha, Olinda Nova do Maranhão, Palmeirândia, Pedro do Rosário, Penalva, São Bento, São João Batista, São Vicente Ferrer, Viana e Vitória do Mearim, o Território Campos e Lagos recebeu quase R$ 20 milhões de reais para investimento em propostas apontadas pela população, durante as Escutas Territoriais realizadas presencialmente na região e eleitas de forma online, por meio da plataforma digital participa.ma.

Em vigor desde 2015, O Orçamento Participativo (OP) tem se apresentado como uma ferramenta importante de atuação popular, que nos permite propor soluções para problemas da nossa região de forma coletiva. Nas escutas territoriais dos anos de 2015 a 2017, a população indicou como prioridade investimentos nas áreas de saúde, educação superior e infraestrutura, que está garantindo a execução de obras de grande importância para esses municípios, como a construção do Campus da Universidade Estadual do Maranhão no município de São Bento, a construção de um hospital de alta complexidade de 50 leitos em Viana e em breve a construção da estrada que liga Viana à Pedro do Rosário, aprovada como proposta para execução no Orçamento Estadual deste ano.

De acordo com o secretário de Estados dos Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, as escutas têm como objetivo democratizar o uso dos recursos públicos do Estado. “A votação do Orçamento Participativo é uma ação de Governo que garante à população o poder de decisão, de acompanhar a gestão, o uso dos recursos públicos e garantir a melhoria e o desenvolvimento solidário, com ações que não privilegiam apenas um grupo de pessoas, mas todas as micro e macrorregiões do Maranhão”, explicou.

Além de Viana, as escutas acontecem também nos municípios de Bacabal (Território Vale do Mearim), Governador Nunes Freire (Território Turi Gurupi), Pinheiro (Território Baixada Ocidental), Itapecuru-Mirim (Território Vale do Itapecuru) e Pindaré-Mirim (Território Vale do Pindaré). A programação completa você encontra no site: www.sedihpop.ma.gov.br ou nas redes sociais: @dhmaranhao no instragram, facebook e twitter.

Bita do Barão revela que já começaram as rezas para que Roseana seja eleita governadora

O macumbeiro mais famoso do Maranhão foi destaque na Revista Veja desta semana. Bita do Barão foi entrevistado e revelou que já iniciou os “trabalhos” para eleger Roseana Sarney (MDB), governadora pela quinta vez. No entanto, a ex-governadora diz que mantém sua fé no catolicismo ao responder o repórter que a questionou sobre a possibilidade de ser mandingueira.

Veja Online

Na reportagem é revelado que os senadores João Alberto (MDB) e Edison Lobão (MDB), também mantém relação com o Bruxo de Codó.

Veja – Encontrar o equilíbrio espiritual, trazer um amor perdido de volta, ter sucesso nos negócios e atrapalhar a vida de um inimigo são alguns dos pedidos mais comuns feitos aos pais de santo. Para Bita do Barão, um dos mais celebrados feiticeiros do Maranhão, a cartela de serviços oferecidos vai além de questões tão terrenas, tão prosaicas. Ele ficou famoso por atrair políticos em busca de uma única e singela encomenda: vencer as eleições. Seus principais clientes são José Sarney e sua filha, Roseana, pilares do clã do MDB que por décadas manda e desmanda no estado. Os dois recorrem ao babalorixá há pelo menos quarenta anos, seja em véspera de pleitos, seja por questões de saúde. Roseana se consultou com Bita para enfrentar um câncer no pulmão, outro na face e um aneurisma cerebral.

Natural de Codó, cidade de 120 000 habitantes a 305 quilômetros de São Luís, Bita é adepto do terecô, liturgia que reúne danças com vigorosas batidas do tambor. O terecô nasceu nas florestas de cocais no Maranhão. Mistura técnicas de umbanda, magia negra e rituais indígenas. “Já fiquei incorporado por sete dias seguidos, sempre dançando”, diz ele. A cidade é conhecida por ser a “esquina espiritual do Brasil”, com mais de 200 terreiros. Tal qual um coronel, ele recebe a visita de vereadores, prefeitos e juízes em seu centro, que ocupa todo um quarteirão. O religioso usa vestimentas feitas de renda francesa, coleciona porcelanas chinesas e paga do próprio bolso viagens de familiares para destinos como Dubai, Israel e Itália. Incorpora divindades para públicos que vão de mais de 1 000 pessoas a, eventualmente, um único cidadão, sempre paramentado com colares, pulseiras e anéis de ouro genuíno. Como nada cai do céu de graça, todo esse luxo se deve ao retorno financeiro trazido por seus “trabalhos”. “Sou conhecido por curar tudo quanto é tipo de doença, inclusive já levantei defunto de dentro do caixão”, jura. A consulta custa 1 000 reais (em espécie; as entidades não aceitam cartão). Quando avalia que o caso requer um serviço extra, os valores podem saltar para 5 000 reais — além dos gastos com os animais usados nos sacrifícios. Bita é dono de cinco fazendas, um hotel e um posto de gasolina, entre outros negócios. Ele diz que é especializado em trabalhar o lado “direito”, do bem, a favor de objetivos positivos e sem o uso de bichos. “Não gosto de trabalhar com o Satanás, para prejudicar, mas as pessoas me pedem por achar que sou bruxo”, afirma.

Roseana Sarney e o bruxo se encontram com frequência, na residência dela em São Luís ou no terreiro dele, em Codó. Ele conta que já começaram as rezas e os banhos no Rio Itapecuru para que Roseana seja eleita e exerça seu quinto mandato como governadora do Maranhão. “Minha canela e joelho vão arder até a minha comadre ganhar”, diz. Comadre de fato. Ela batizou Maria Eduarda, uma das três netas do pai de santo.

A filha de Sarney não percorre as estradas esburacadas que ligam São Luís a Codó. Viaja de helicóptero até a cidade, cujo Índice de Desenvolvimento Humano é 0,595 (equivalente ao da República do Congo e ao da Guiné Equatorial). Roseana desce no aeroporto privado do empresário Francisco Carlos de Oliveira, pai do prefeito da cidade, Francisco Nagib de Oliveira. A frequência assídua lhe garantiu um quarto dentro da casa de Bita. Por meio da assessoria de imprensa, Roseana diz não ser mandingueira e reforça suas crenças católicas. “Todos que conhecem a minha história sabem da minha extrema fé em Deus”, diz.

Bita atrai milhares de turistas do Brasil e do exterior às oferendas coletivas para orixás como Ogum e Oxalá, todo mês de agosto. “Há mais de vinte anos não perco um festejo”, afirma o senador maranhense João Alberto Souza (MDB). Assim como Roseana, ele se hospeda na casa de Bita, que distribui alimentos para a população carente nessa época do ano. Gente de todas as camadas sociais vara a madrugada vendo Bita receber entidades. O ritual muda do campo espiritual para o mundano ao ganhar ares de palanque. “Às 4 da manhã, no ápice do acontecimento, eu tomo o microfone para fazer um discurso”, diz o senador Souza.

Nascido Wilson Nonato de Souza, o nome religioso do pai de santo surgiu de uma mistura: bita é o apelido local de cabrito e barão se deve ao fato de o religioso incorporar uma entidade chamada barão do Guaré. Seus pais não aceitaram seu dom mediúnico na infância. Estudou até os 10 anos e trabalhou em uma tecelagem até encarar seus dotes como uma missão divina. Como estratégia para demonstrar vitalidade, mente a idade sem se ruborizar. Às vezes afirma ter 80 anos, outras vezes, 103. Mostrar o documento de identidade para tirar a dúvida está fora de cogitação. A pele lisa, jura por Iemanjá, ele diz ser força de seu DNA — e não do Botox. Quando não está no terreiro, parece um senhor discreto, adepto de ternos bem cortados e de cores sóbrias. É assim, aliás, que vai dar passes em José Sarney em Brasília. Mantê-lo por perto faz parte de uma tradição dos clientes. No mês passado, o senador Edison Lobão (MDB) pisou em falso na saída de um restaurante. O acidente resultou numa fratura no fêmur. “Olha só o que me foi acontecer, não fico mais um ano sem ir ao terreiro do Bita”, brinca Lobão. Viúvo há 36 anos, o religioso tem uma única filha, Janaína, que considera sua herdeira espiritual nos negócios de terecô. Embora afirme trabalhar quinze horas por dia, ele encontra tempo para a namorada, Iolanda, também mãe de santo. “Mas não temos relações, já não consigo”, avisa, com um sorriso. Alguns trabalhos parecem ser mais difíceis que outros.

Vianense assumirá presidência da Agência Metropolitana de São Luís, no governo Flávio Dino

 

O engenheiro agrônomo vianense, Lívio Correa, será nomeado nesta Segunda-feira (02/04), para ocupar a presidência da Agência Metropolitana de São Luís –  órgão do estado que tem a importante missão de resolver os problemas da Ilha e dos municípios do entorno, entre eles, Alcântara, Axixá, Bacabeira, Cachoeira Grande, Icatu, Morros, Presidente Juscelino, Paço do Lumiar, Raposa, Rosário, Santa Rita e São José de Ribamar.

Os principais desafios da Agência Metropolitana são a mobilidade, a gestão dos resíduos sólidos, além de criar o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado na sua área de atuação.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira pelo próprio governado Flávio Dino (PC do B) através do seu twitter.

Lívio substitui o vereador Pedro Lucas (PTB), atual presidente, que deverá disputar  vaga na Câmara Federal.

A solenidade de Posse dos novos Secretários e Presidentes de Órgãos, será realizada na capital, no dia 2 de abril (segunda-feira), no Palácio Henrique de La Rocque, com a presença do governador Flavio Dino, familiares e convidados.

O editor do Blog Vianensidades deseja sorte e sucesso ao competente amigo Lívio Correa, nessa sua nova missão.

IFMA oferece pré-vestibular para indígenas em Viana

Atividade de extensão faz parte de um projeto que também busca beneficiar jovens de comunidades quilombolas.

 

Dos 15 alunos da turma, oito eram indígenas

Indígenas da comunidade Itaquaitiua, em Viana, são beneficiados com um curso preparatório pré-vestibular oferecido Instituto Federal do Maranhão (IFMA). A atividade faz parte de um projeto de extensão que busca facilitar o acesso de membros de comunidades afrodescendentes e indígenas ao ensino superior.

Em fevereiro e março, foi realizada a primeira edição do projeto, com aulas preparatórias para o vestibular de Educação a Distância (EaD) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). A prova foi aplicada no dia 11 de março. O curso foi aberto à comunidade, porém foi solicitado pelos indígenas Gamella. Dos 15 alunos participantes das aulas, oito eram indígenas.

O projeto, intitulado “Biologia para concursos I”, é coordenado pela professora de Biologia do IFMA Campus Viana, Isabel Sousa, mestre em Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRG). “A intenção é que os alunos dessas comunidades se sintam mais aptos a participar de processos seletivos”, explicou a professora. Também participam do projeto quatro estudantes do IFMA, dos cursos técnicos em Administração e Desenvolvimento de Sistemas.

Para Isabel Sousa, o acesso dos membros das comunidades tradicionais quilombolas e indígenas à educação formal de nível superior especialmente na modalidade licenciatura, possibilita uma esperança de melhores condições de vida para estas comunidades. “Logo, deve ser realizado um esforço coletivo multidisciplinar para que estas pessoas adentrem e permaneçam no mundo acadêmico, como uma forma de possibilitar a essas comunidades a possibilidade de uma nova realidade”, acredita.

Com informações do Campus Viana

Alegria alheia

Semana passada fui visitar um amigo. Pessoa do tipo “gente boa”, honesta, do tipo fácil de se gostar. Ou talvez não? Eu o ouvi me contar que estava feliz, pois havia sido promovido na empresa que trabalha, mas que, por outro lado, estava triste, pois alguns colegas do seu setor estavam tratando-o de uma forma fria e estranha. Perguntei se alguma coisa diferente havia acontecido em seu trabalho e ele me respondeu: “Não sei, a única coisa que mudou é que fui promovido a um cargo melhor”.

Quase todos sabem que a competição, a injustiça e a desigualdade, frutos do nosso sistema econômico em que estamos inseridos, contribuem muito para a inveja dos companheiros de trabalho do meu amigo. Mas me pergunto até onde podemos culpar e jogar todos os nossos pecados capitais nas costas da sociedade.

Gosto da citação do escritor  Alexandre Robles “A alegria há de ser mais discreta que o sofrimento, pois não é este, mas aquele que suscita inveja. Só quem nos ama suporta nossa alegria”.

Cada vez mais vemos pessoas infelizes com a alegria do outro. A alegria alheia não me contagia, pelo contrário, me deprime. Há os que não suportam o progresso do outro, tramando coisas que até Deus duvida para de algum jeito, prejudicar o invejado. Existem também aqueles que temem em deixar explícito as qualidades de suas esposas, esposos, filhos, empregos, podendo causar inveja e mal estar nos outros. Psicanaliticamente falando, estamos ficando persecutórios.

Poder se alegrar com algum indivíduo simplesmente porque ele é um ser humano, isto é, um ser igual a você, é um grande passo para a maturidade. É claro que temos mais facilidade de ficar alegres com as conquistas e progressos de quem amamos, mas e das pessoas que não temos aquele contato mais próximo? Do padeiro da esquina, do porteiro do seu prédio, da vizinha, do empresário, do pedreiro?

Acredito que quem sente menos inveja, mais valor acha dentro de si mesmo e na sua vida. Se não começarmos a refletir e lutar contra essa inveja que destrói por dentro e por fora, chegará um tempo em que todos serão considerados nossos inimigos, nossos concorrentes, será cada um por si. Sobrará quase nada de alegria no mundo e nos relacionamentos. É um futuro cinza. Ultimamente, nos meus momentos de tristeza, tenho preferido me contagiar com as cores da alegria alheia, mesmo das pessoas que não conheço. Quem tem alegria dentro de si, talvez tenha mais facilidade de reconhecer a alegria do outro.

Dênis Athanázio | By Óbvius

Emap lança concurso com 42 vagas – salários de até R$ 8.586,00.

Ilustrativa

A Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) lançou, nesta terça-feira (27), o edital do concurso público que visa peencher 42 vagas de níveis superior e médio.

Os salários variam de R$ 2.250 a R$ 8.586,00. As inscrições começam dia 9 de abril e se encerram em 9 de maio. As taxas de inscrição sã de R$ 127.00 para cargos de nível superior e R$ 84.00 para nível médio.

As provas objetivas e a prova discursiva para os cargos de nível superior terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas na data provável de 24 de junho de 2018, no turno da manhã.

As provas objetivas e a prova discursiva para o cargo de nível médio terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas na data provável de 24 de junho de 2018, no turno da tarde.

Edital de Abertura

Fonte: Jornal Pequeno