Sistema SAF e MST apresentam primeira farinha com o “Selo Gosto do Maranhão”

A farinha de mandioca é um item indispensável na mesa do maranhense. E a farinha produzida no Assentamento Cristina Alves, em Itapecuru-Mirim, recebeu o primeiro Selo da Agricultura Familiar “Gosto do Maranhão.”

O produto foi apresentado nesta sexta-feira (06), no Solar Cultural Maria Firmina dos Reis, em São Luís, numa parceria entre o Governo do Estado, por meio do Sistema da Agricultura Familiar (SAF, Agerp e Iterma), e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

No Solar, a apresentação contou com a presença do secretário da SAF, Júlio César Mendonça, o coordenador do MST, Elias Araújo, o deputado Estadual, Adelmo Soares, representantes da Sedihpop, Sagrima/Sepab, Seir, equipe do Sistema SAF (SAF, Agerp e Iterma), lideranças do MST, agricultores familiares da Coopevi e Associação Irmã Dorothy de Itapecuru e gestor da Agerp de Itapecuru, Jerónimo.

O selo “Gosto do Maranhão” tem por finalidade o fortalecimento das identidades sociais e produtivas dos vários segmentos do setor perante os consumidores e o público em geral. Com a utilização do selo, os produtos da agricultura familiar serão identificados nos supermercados, feiras e pontos de venda, como sinônimo de origem do campo.

#SistemaSAFEmFoco

#GovernoDeTodosNós

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *