Paço do Lumiar – Avanços continuarão a ser uma realidade na saúde, diz secretário de saúde João Muricy.

Em 90 dias à frente da secretaria de Saúde de Paço do Lumiar, o atual secretário, João Muricy, já conseguiu dar um novo ânimo a projetos, reestruturar e implantar alguns serviços. Em entrevista ao blog, ele comentou estas ações, ações de enfretamento da pandemia de Covid-19 e reforçou metas para seguir na busca por uma saúde cada vez mais eficiente, inclusiva e acessível para os usuários

Secretário Municipal de Saúde, João Muricy

Blog – O senhor era subsecretário de saúde, agora como secretário podemos dizer que é uma continuação ou há uma mudança na gestão da pasta?

João Muricy Apesar de ter ocupados outros cargos dentro da área da saúde, estar e contribuir na condição de subsecretário de Paço, foi de grande importância para apurar e refinar a visão macro da saúde no município. Mais do que melhorar e o que já vínhamos fazendo durante este tempo, podemos dizer que, estamos construindo uma nova saúde em Paço do Lumiar. Uma saúde mais inclusiva, acessível e humanizada.

Isso está à frente, e é o que nos move dentro da estrutura à qual estamos integrados hoje. Os avanços concretizados até aqui são parte de um trabalho sério e comprometido em fazer da saúde em paço, um modelo de saúde que atenda às necessidades e demandas de nossos usuários, da melhor forma possível e com o respeito que a coisa pública exige.   

Durante todo este tempo que integro a atual gestão, ou seja, meados de agosto de 2019, tive orgulho de contribuir com tudo que fizemos, inclua-se aí, reformar e modernizar algumas unidades. Neste período, foram reformadas 14 UBS’s: Safira, UBS Vila Nova Canaã, UBS da Vila São José, Vila Cafeteira, Tambaú, Paranã, Mojó, Iguaíba, Pirâmide, Nossa Senhora da Luz, Santa Rita de Cássia, Beira Rio, Pau Deitado, Itapera.

Blog – O senhor assumiu a secretaria em um período crítico. Em se falando da pandemia da Covid-19, como o senhor e a SEMUS tem tratado esta questão? 

João Muricy – Desde o início da pandemia em Paço do Lumiar, protocolos de biossegurança e dispensação de EPIS foram a rigor observados na rotina da saúde, e também no dia a dia dos nossos munícipes mediante ações de conscientização e fiscalização pelas ações da nossa Vigilâncias em Saúde e sanitária. Ao assumir, intensificamos protocolos e tomamos mais rígidas medidas consideradas de extrema importância para esta questão criando mecanismo para proteger profissionais e pessoas comuns.

O resultado disto apareceu no achatamento da curva de contágio, chegamos a apresentar inclusive a menor índice de casos entre os municípios brasileiros, segundo sites e jornal de âmbito nacional. Inclusive a taxa de apenas 5,7% foi um dos aspectos que nos credenciou para participar do inquérito sorológico do Governo do Estado.

Blog – Que exemplos práticos o senhor pode citar disto?

João Muricy – Os agendamentos de consultas por telefone, que permitiu redução no trânsito de pessoas na CEMARC, por exemplo, é apenas um destes vários mecanismos e adequações práticas feitas pela SEMUS, em relação a pandemia durante todo este tempo.  Basta ver também que intensificamos nas unidades o cuidado da limpeza e da sanitização, feita por empresa especializada, visando proteger profissionais e usuários da infecção por Covid-19.

Blog – O senhor defende uma saúde mais eficiente e inclusiva, que ações estão sendo feitas neste sentido?

 João Muricy – Com auxílio de secretarias parceiras, a exemplo da Semdes, as ações de saúde nas comunidades vão continuar sendo uma realidade e prioridade da saúde. Elas encurtam distâncias, antecipam o atendimento, ajudam a melhorar não somente a saúde, mais a qualidade de vida das pessoas. Além do mais, levando e ofertando o serviço como as consultas e tratamento de agravos aos usuários reflete em benefícios lá na ponta, ou seja, em nossos consultórios, onde estes serviços também estão sendo prestados a outras pessoas.

Este mesmo trabalho, cuja carga social é enorme, também tem sido destinado a casas de apoio e entidades terapêuticas que acolhem, em Paço do Lumiar, pessoas em situações de dependência química e outras vulnerabilidades.

Blog – Em se tratando de ampliação e da oferta destes serviços, que ações ou obras estão sendo feitas ou planejadas com este objetivo? Isto inclui obras?

João Muricy –  A uma série de ações para enumerar, mas, em se tratando de obras especificamente. Alinhadas a gestão municipal, já foram iniciadas recentemente, obras da UBS da Pindoba, no Centro de Exames e Diagnósticos do Município-CED, e no Centro de Especialidades Médicas do Maiobão, onde também funcionam a Cemarc e a administração da SEMUS, para cumprir esta nossa obsessão de ofertar ao usuário aquilo que merece e tem direito, atendimento público de qualidade, digno e eficiente.

Também, há em curso obras adiantadas de implantação de 4 novas UBS’s (Novo Horizonte, Nova Vida, UBS Copacabana e UBS Mercês), adaptando e dando serventia a prédios que estavam ociosos desde gestões municipais passadas, e que após concluídas as reformas e implantações, passarão a atender moradores não apenas da área e adjacências onde estão localizadas, mas, também a qualquer outro cidadão que precisar dos serviços médicos ali disponíveis.

Blog – Qual o balanço que o senhor faz então, destes três meses de trabalho como secretário?

João Muricy – A SEMUS tem trabalhado muito e em todas as frentes para cumprir com todas as suas obrigações. Grande parte destas realizações está atrelada a uma condução assertiva e aos profissionais que se empenham no âmbito de suas funções e campanhas. A vigilância tem cumprido seu papel de fiscalizar, a atenção primária tem seguido determinações e procedimentos exigidos, e nós, como gestores, temos dado e recebido suporte e apoio necessário para que a saúde avance, passo a passo, na direção certa.

Neste caminho está um gama de projetos que já estão sendo concretizados, quer seja nas mobilizações de obras já citadas, quer seja cumprindo exigências normativas, processos legais para licitações importantes, ou no âmbito documental junto aos órgãos reguladores e gestão federal para que todos eles se tornem realidade.

Para exemplificar isso, como ocorreu com a UPA de Paço do Lumiar, a partir de diretrizes da gestão municipal, estamos buscando apoio e parceria do Estado e Ministério da Saúde, para que paço do Lumiar conte em breve com um Centro de Parto, o que trará acolhimento e reconhecimento natural às mães e crianças nascidas aqui futuros cidadãos do município.   

Somadas a isso, há ainda projetos futuros de um Centro de Enfermagem e Diagnóstico no Paranã, 6 novas UBS’s, um Centro de Referência ao Idoso, Caps Infantil (I), e vários outros. Sintetizou o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *