Eleições 2018: Estaria Roseana Sarney apostando num acordão com Flávio Dino?

Já se escuta pelos bastidores políticos que Weverton Rocha e Waldir Maranhão  andam de orelhas em pé com a possibilidade da chapa comunista ao Senado ser Sarney Filho e Zé Reinaldo com Roseana Sarney candidata a deputada estadual.

Blog do Robert Lobato

Intitulado “Agora são três”, a coluna Estado Maior, da edição desta terça-feira, 27, faz a contatação de que até agora, além do governador Flávio Dino (PCdoB), estão na disputa pelo governo do Maranhão apenas o senador Roberto Rocha (PSB) e a ex-prefeito de Lago da Pedra Maura Jorge (Podemos).

Diz trecho da prestigiada coluna:

Incluindo o próprio governador Flávio Dino (PCdoB), que é candidato natural à sua sucessão, agora já são três os nomes postos oficialmente como pré-candidatos a governador do Maranhão em 2018. Após diversas idas e vindas, recuos e acenos em direção ao próprio Flávio Dino e ao grupo Sarney, o senador Roberto Rocha finalmente admitiu, sexta-feira, em entrevista a uma emissora de rádio de Balsas, que será mesmo candidato a governador (…) Também seria possível incluir a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) nesta lista, mas ela própria prefere não afirmar-se candidata.”

É curioso como o jornal dos Sarney vinha insistindo em hipotéticas “idas e vindas”, “aceno” e “recuos” de Roberto Rocha em relação ao governador Flávio Dino, mas sem nunca ter citado um caso concreto de tais posturas do socialista e sem levantar a hipótese dos comunista também acenarem para o senador eleito junto com Dino em 2014.

Ora, se levarmos em conta a lógica da análise miranteana então pode-se afirmar que a eterna indecisão de Roseana Sarney de ser ou não candidata ao governo em 2018 é apenas um estratégia para ganhar tempo na esperança de fazer um acordão com o Palácio dos Leões na perspectiva de Sarney Filho (PV) ser candidato a senador na chapa do atual governador e ela ser candidata a deputada estadual no compromisso de ser presidente da Assembleia. Aliás, não é por acaso que já se escuta nos bastidores políticos que Weverton Rocha e Waldir Maranhão, pré-candidato a senador pelo campo dinista, já andam de orelhas em pé com a possibilidade da chapa comunista ao Senado ser Sarney Filho e Zé Reinaldo.

Estaria Roseana Sarney apostando num acordão  com Flávio Dino? Seria esse o motivo de Roseana Sarney ainda estar nesta brincadeira de “esconde-esconde” se é ou não candidata à governadora em 2018?

É aguardar e conferir o que dirá a qualquer momento a coluna Estado Maior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *