Viana – Caso Marcus Carvalho. Será que a Secretaria de Segurança vai ser a última a saber?

Neste domingo (12) completam 23 dias do brutal assassinato do agrônomo e professor Marcus Vinícius Carvalho, o Marcus de Dulcídio, ocorrido à luz do dia, na porta da garagem dos seus pais, no bairro Matriz, em Viana-MA. (Reveja).

Em que pese à presença do Secretário Estadual de Segurança, Jefferson Portela no município, poucos dias depois do crime –  a promessa em entrevistas que iria elucidar o caso – e a análise de imagens de câmeras com a fuga dos supostos criminosos, pela Polícia Civil, nenhuma posição foi divulgada ou comunicada à família. (Reveja)

 O caso parou na falta de comprovação da autoria intelectual, da motivação e do autor dos disparos que vitimaram o professor.

No último sábado (4), amigos e familiares percorreram as ruas de Viana e seguiram até o Fórum da cidade, na Av. Luis Couto, onde proferiram palavras de ordem e cobrança por justiça. Reveja Aqui e aqui. No entanto, o mistério permanece:

– QUEM MANDOU; QUAL A MOTIVAÇÃO E QUEM MATOU MARCOS DE DULCÍDIO?

Especulações (?)

Nos últimos dias, grupos das redes sociais do município têm sido municiados com dezenas de especulações sobre as reais motivações do assassinato.

Por mera relação de causa e consequência, se isto se dá, essa morosidade beneficia, pela lógica, o assassino (e os mandantes) com possibilidade estendida de se eliminar provas, agravado pela perda da memória circunstancial da população da cidade e do Estado sobre o bárbaro assassinato.

Enquanto setores da política de Viana, principalmente grande parte dos vereadores, que está mais é preocupada em agradar o chefe, seus desmandos e suas decisões monocráticas para se safar da lei e dos humores do eleitorado nas eleições vindouras, interpõe-se um silêncio ensurdecedor no Sistema Estadual de Segurança e na própria gestão municipal, em defender um cidadão de bem, educador estadual, agrônomo, e que não mereceu sequer um luto oficial pelo seu covarde assassinato.

Algo que, de pronto, já exigiria da Secretaria Estadual de Segurança e, principalmente dos vereadores de Viana – alguns tão ativos na defesa do prefeito-, a exercer o mesmo ativismo na cobrança da elucidação do assassinato de Marcus Carvalho, do qual se omitem escandalosamente. Até quando?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *