Seria a Curacanga? Bola de fogo persegue motoqueiro no Maranhão e policiais ainda avistaram o fenômeno

Por volta das 4h da madrugada de hoje, um motoqueiro de nome Rivelino chegou aflito no destacamento da PM de Presidente Médici e com um semblante de medo e desespero. Ele disse que, numa estrada vicinal, estava sendo perseguido por uma bola de fogo. Os policiais foram até ao local e ainda olharam a bola flutuando e se afastando.

Rivelino contou que, a princípio, imaginou que eram assaltantes em uma moto, mas logo depois percebeu que era mesmo uma bola enorme de fogo na estrada vicinal que liga o povoado Nova Esperança à BR 316. Quando mais ele acelerava a moto, mas a bola ia se aproximando.

Após ouvirem o relato, o sargento Joan e o soldado Amilson foram até a estrada e olharam a bola a 1km de distância flutuando em meio aos pastos das fazendas e quanto mais eles tentaram se aproximar, mais a bola ia se distanciando e diminuindo de tamanho. (Via luis Cardoso)

SAIBA MAIS

Curacanga: De acordo com a definição de José Jorge Leite Soares, escritor pinheirense e autor da obra intitulada “Curacanga – Crônicas”, a curacanga é uma assombração representada por uma bola de fogo que vagueia pelos campos da Baixada e que, consoante a crença popular, persegue viajantes, canoeiros e vaqueiros. Diz a lenda que quando uma mulher tem sete filhas, a última delas vira curacanga, a cabeça sai do corpo e, à noite, assume a forma de uma bola de fogo, que sai girando à toa amedrontando quem encontra. Segundo os cientistas, trata-se do fenômeno conhecido como fogo-fátuo (combustão espontânea de gases), isto é, uma reação química proveniente da queima do gás metano, que se inflama em contato com o oxigênio. O gás é produzido pela decomposição de substâncias orgânicas depositadas nos campos, como fezes de gado, animais mortos, vegetação seca etc. (Por Flávio Braga)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *