MÊS DA MULHER – Professora perseguida por prefeito de Viana denuncia: “a realidade é que Magrado não valoriza as mulheres”

“Isso é controverso com a realidade do nosso município”, descreve a professora Francinalva Serra, indignada diante de uma notícia sobre um evento promovido pela Prefeitura de Viana para homenagear as mulheres, com abordagem de diversos temas, entre eles: “igualdade de direitos e o combate à violência contra a mulher”.

“A realidade é que ele (Magrado) não valoriza as mulheres. Na semana da mulher, eu gostaria de mostrar que nós não devemos baixar a cabeça e, sim, corrermos atrás dos nossos sonhos, independente de qualquer coisa”, opinou a profissional do Magistério.

A professora, graduada em Pedagogia e pós-graduada em Educação Infantil, foi demitida por telefone após ter participado de um evento com o pré-candidato a prefeito, Carrinho Cidreira (PL). Ao posar com fotos ao lado de Carrinho, Francinalva teria despertado a ira do prefeito Magrado Barros (DEM) que, por sua vez, determinou a demissão da profissional, tanto da creche Sonho de Criança, da Rede Pública Municipal de Viana, quanto exigido o desligamento de uma emissora de rádio local. A direção da emissora negou que a demissão tenha sido perseguição política.

Além de ficar sem dois empregos, ela não recebeu o último mês que trabalhou e nem o abono salarial, pago a todos os contratados. Há oito anos a professora prestava serviço para o município. Sem dó nem piedade, Magrado demitiu Francinalva. Além deixá-la em dificuldades financeiras, tirando-lhe os sustendo, revelou-se um perseguidor implacável com sérias dificuldades em respeitar a liberdade de escolha das pessoas e a própria democracia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *