IRONIA DO DESTINO! Em vídeo antigo, Magrado acusa prefeitura de Viana  de incompetente por não realizar concurso público

A Justiça suspendeu o concurso público que seria realizado pela Prefeitura de Viana, por meio da empresa Crescer Consultorias. A suspensão do certame foi determinada ontem (17), pela juíza Odete Maria Pessoa Mota Trovão, atendendo a pedido do Ministério Público, que encontrou diversas irregularidades, entre elas a de que a empresa vencedora da licitação “pode ter sido beneficiada por direcionamento do concurso” e “não possui qualificação técnica suficiente para o cumprimento do contrato e que essas condutas lesivas ao erário, ofendem os princípios regentes da Administração Pública, como legalidade, impessoalidade e moralidade”.

“Organização Criminosa”

A juíza ainda bloqueou contas da prefeitura para devolução de inscrições e determinou que as partes, no caso a Prefeitura e a empresa, juntem aos autos, no prazo de 15 dias, a lista de inscrições totais e de inscrições pagantes, sob pena de multa diária no valor de R$ 1.000,00 em caso de descumprimento.

A pedido, o Ministério Público relatou a existência de possível organização criminosa envolvendo a empresa CRESCER CONSULTORIAS LTDA, sendo a situação objeto de investigação pela Polícia Civil do Estado do Piauí, com a expedição, pelo Juízo de Direito da Comarca de Cocal, de mandados de busca e apreensão, bem como a imposição de medidas cautelares diversas da prisão em face dos sócios, empregados e prestadores de serviços das empresas Instituto Machado de Assis e Crescer Consultorias.

Eleito sob fortes críticas à administração do ex-prefeito Chico Gomes, o prefeito Magrado Barros (DEM) encerra o penúltimo ano de seu mandato sem conseguir realizar o sonhado concurso  público para o município. Magrado chegou a ser filmado afirmando que o certame não era realizado porque “o gestor era incompetente ou sem compromisso com a população”. “O que vocês acham?”, dizia o então candidato. A pergunta permanece atual.

ASSISTA AO VÍDEO:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *