Imoral! Prefeitura de Viana quer criar mais cargos em plena pandemia

Em plena pandemia de coronavírus, com 59 vianenses contaminados pela Covid-19  e 2 mortos, o prefeito de Viana, Magrado Barros (DEM), resolveu enviar dois projetos de lei à Câmara Municipal, não exatamente para tomar alguma providência no sentido de prevenir que a doença se alastre, mas para criar mais duas secretarias municipais e 19 novos cargos.

Lucimar e Magrado – Nem aí para a pandemia do Coronavírus

Os projetos de lei, enviados à Câmara de Vereadores, estabelecem o desmembramento da Secretaria de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente, criando a Secretaria de Meio Ambiente e cargos como o de Superintendente do Centro de Abastecimento Municipal  e Superintendente do Matadouro Municipal. Também é da vontade do prefeito que sejam criados mais 15 cargos comissionados de Assessor Sênior à Secretaria Municipal de Educação, Cultura Esporte e Lazer e 5 cargos comissionados de Assessor Júnior à Secretaria Municipal de Administração, Finanças e Planejamento.

Não se sabe qual teria sido o motivo para o aumento da demanda de trabalho nestas duas pastas, já que o município acompanha as recomendações de isolamento e de suspensão das aulas.  

Ou seja, devem ser criados mais cargos sem concurso público, por meio de projetos de lei, sem justificativa alguma apresentada ao parlamento municipal, inchando a folha de pagamento da Prefeitura que, inclusive, deverá constar os pagamentos com data retroativa a janeiro deste ano.

Magrado ignora os apelos da população por efetivas condições de funcionamento às unidades de saúde de Viana, por teste e respiradores que não foram adquiridos com a verba de mais de meio milhão de reais, recebida do Governo Federal, evitando assim que mais pessoas se contaminem ou, na pior das hipóteses, venham a falecer.

Além de ignorar a crise, o prefeito de Viana se omite diante da dor de tantas famílias e ainda desperdiça dinheiro público em um momento que afeta as economias do mundo inteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *