ESCÂNDALO – Prefeito de Viana humilha moradores de comunidade ao distribuir banana e coco  

Uma humilhação jamais vivida pelos moradores de Campo Novo, localidade próxima à entrada do município de Viana. Após as denúncias divulgadas por este blog de que os cofres da Prefeitura já haviam recebido do Governo Federal a quantia de R$ 681 mil, 571 reais, referente ao apoio à alimentação escolar na Educação Básica, do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), mesmo sem aulas e sem alimentos chegando a alunos e familiares, a comunidade foi avisada de que o próprio prefeito, Magrado Barros (DEM) iria fazer uma distribuição de cestas básicas.

Ao ser surpreendida com conteúdo entregue em sacolas plásticas, bananas verdes, cajus e cocos secos, a população se revoltou e quase expulsou a pontapés o chefe do Executivo municipal.

“Eles passaram aqui ontem, avisando que prefeito iria dar hoje cesta básica e quando chega lá é banana verde com coco seco e caju. Pensando que alguém é miserável aqui? Ninguém quis! Todo mundo queria era matar Magrado”, relata uma morada cuja identidade foi preservada para evitar perseguições. 

Assista:

Cesta sem básico – Após a denúncia de que mais de meio milhão de reais para alimentação escolar já caíram nas contas do município, há dois meses, somente agora uma escola do povoado Santeiro recebeu cestas básicas. Mas, com um detalhe: apenas 7 itens fazem parte dos “kits de merenda escolar”, assim denominados pela administração Magrado Barros. Vianenses denunciam que as cestas, com o básico do básico, podem estar sendo divididas para que o recurso não seja gasto totalmente.

Assista:

Além dos recursos extras recebidos pela Prefeitura de Viana para o combate ao coronavírus, de quase 1 milhão de reais, as transferências obrigatórias pela Constituição continuam sendo depositadas nos cofres municipais, como para a Educação, que já recebeu mais de 4 milhões de reais em cinco meses, mesmo com as aulas suspensas. No município, a revolta é grande diante de tantos recursos e poucas ações. Até mesmo uma simples distribuição de cestas para matar a fome de pessoas em condições de absoluta vulnerabilidade termina em revolta e indignação.

“Mas a melhor parte foi quando Magrado saiu todo poderoso, de dentro da Hilux, e o povo cobriram em cima dele quando olharam quatro bananinhas verde ainda, dentro da sacola. E só não mataram ele porque Seu Rosa escondeu lá dentro da casa dele”, conta uma outra moradora de Campo Novo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *