ESCÂNDALO – Denúncia de distribuição de dinheiro pelo prefeito de Viana repercute em todo o Maranhão

O prefeito de Viana, Magrado Barros (DEM), protagonizou uma cena que deverá entrar para a história do município como uma das mais patéticas, ao arrepio da legislação eleitoral e debaixo do nariz dos órgãos de justiça do Estado.

Com o pretexto de realizar vários eventos em comemoração pelo dia do aniversário da cidade, ontem (8), Magrado – candidato à reeleição – resolveu promover uma carreata, como se já estivesse em plena vigência do período determinado pela lei para as campanhas eleitorais. Nos grupos de whatsapp da cidade, houve uma enxurrada de comentários de que carros e motos estariam recebendo combustível para participar do movimento e que alguns bares estariam distribuindo bebidas, com a conta já paga com recursos de origem ignorada.

Assista ao vídeo:

 

Como se não bastasse promover aglomeração, reunindo populares na rua, sem máscaras, passível de responder criminalmente por colocar pessoas em risco de contaminação por covid-19, o prefeito de Viana foi flagrado distribuindo dinheiro em filmagens de celulares, enquanto muitos se humilhavam caindo para pegar as cédulas no chão. Em uma nota de esclarecimento, ele tentou justificar que eram cupons para sorteio de brindes e classificou a denúncia como “tentativa de ofuscar o brilho do evento”.

Indignação popular

A administração Magrado Barros amarga hoje os piores índices de popularidade. O episódio causou revolta na população, que se manifestou nas redes sociais. “Não foi carreata, foi uma festa que com certeza foi bancada pelo nosso dinheiro, dinheiro esse que devia ser aplicado para melhorias na cidade”, reclamou a internauta Karol Castro. A vianense Marise Castro comentou em uma rede social: “muito triste essa realidade e nada a comemorar senhor prefeito a sua gestão é uma lástima, ruas intransitáveis, cidade suja e nada a comemorar e sim a chorar de ver tanta falta de competência sua e de seus liderados”. “Prefeito irresponsável, em plena pandemia fazendo propaganda política”, protestou Fábia Regina.

O município hoje se encontra em estado de calamidade, com ruas esburacadas, falta d’água constante, com iluminação pública deficiente e sem postos de saúde funcionamento na maioria dos povoados da zona rural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *