Diretoria do Fórum da Baixada pede apoio do presidente do TJ/MA para projetos da região

O presidente do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense (FDBM), João Martins, acompanhado do deputado estadual Pará Figueiredo e de membros da diretoria do FDBM (Luís Figueiredo, Flávio Braga, Expedito Moraes, Ana Creusa Martins e Antônio Valente), participou de uma reunião, nesta sexta-feira (01, com o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ/MA), desembargador Joaquim Figueiredo.

A ideia é criar canais de interlocução com as esferas do Poder Público (estadual e federal), para apoio ao projeto de construção dos Diques da Baixada, anseio antigo dos habitantes da região.

O presidente do TJ/MA, desembargador Joaquim Figueiredo, baixadeiro, filho do município de São João Batista, garantiu que se juntará à luta pelo desenvolvimento da região.

A obra dia Diques da Baixada está sob a responsabilidade da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), que fará uma regulação das águas, impedindo a invasão da salinização nos campos da baixada. Com a construção dos diques o prejuízo dos ribeirinhos, pescadores, agricultores e famílias que se sustentam com a produção dos campos da baixada, serão transformados em lucratividades e riquezas.

O projeto prevê a construção de 72 quilômetros de diques, de dois metros de altura cada, beneficiando os municípios de Viana, Matinha, São João Batista, São Vicente Ferrer, Cajapió, São Bento e Bacurituba.

Também estão previstas a reconstrução da barragem da Maria Rita (beneficiando os municípios de São Bento, Palmeirândia, Peri-Mirim e Bequimão) e a construção da ponte sobre o rio Pericumã, ligando Bequimão ao Litoral Ocidental Maranhense. Com esses projetos, a Baixada ampliar seu potencial de geração de trabalho e renda à população da região.

Segundo João Martins, entre as prioridades solicitadas pelo FDBM, estão a pavimentação da Estrada do Peixe (povoado Itans a Matinha), recuperação da barragem do Rio Pericumã em Pinheiro, pavimentação da estrada de Pedro do Rosário a Zé Doca, pavimentação da estrada de Bacurituba a Cajapió, construção da barragem do Rio Maracu em Cajari, implantação do polo turístico da Região dos Lagos, implantação do Campus da UEMA em São Bento, pavimentação da estrada de São João Batista ao Porto da Raposa, reconstrução da barragem do Félix entre Bequimão e Peri Mirim.

Estão elencadas ainda como prioridades, para o desenvolvimento da Baixada Maranhense, a pavimentação da estrada do povoado Santeiro a Pedro do Rosário, remoção das cercas dos campos da Baixada, sobretudo as eletrificadas, regularização, por meio de licitação e concessão, do serviço de ferry boat, recuperação definitiva da MA-014 (Vitória do Mearim a Pinheiro), instalação de antenas de telefonia móvel no Porto de Cujupe, construção da estrada São João Batista-Anajatuba, recuperação das pontes entre São Bento e Bacurituba, disciplinamento da criação de búfalos nos campos da Baixada e construção da estrada de São João Batista a Cajapió.(Via Blog do Vandoval Rodrigues)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *