Candidato a prefeito derrotado de Cajari é vítima de tentativa de homicídio

Mais uma suspeita de tentativa de assassinato por motivação política. No último sábado, próximo a cidade de Viana, o candidato derrotado ao cargo de prefeito em Cajari, Padre Paulo, foi vítima de dois disparos de arma de fogo, por sorte nenhum acertou. De acordo com o Boletim de Ocorrência que o blog teve acesso, o Padre Paulo disse que viu dois homens na beira da estrada ao lado de um carro vermelho e logo em seguida dois disparos foram feitos em sua direção.

Padre Paulo move uma ação na Justiça Eleitoral contra a prefeita eleita Dra Camyla (PSDB). De acordo com o processo que tramita no TRE-MA, a prefeita usou de meios ilícitos para alcançar sua vitória, os adversários reuniram provas concretas, com fotos, áudios, e vídeos, o que torna a situação da gestora muito delicada perante a Justiça.

O Ministério Público Estadual já emitiu parecer favorável à cassação da Dra Camyla, o que gera um clima de expectativa, e de tensão em Cajari, enquanto aguardam julgamento do processo no TRE-MA. O marido da prefeita então teria dito de acordo com informações repassadas por aliados do Padre Paulo, que ninguém assumiria no lugar da sua mulher e que se fosse necessário até morte teria no município para evitar uma possível ascensão ao cargo de prefeito de Padre Paulo.

Por não ter alcançado os 50% dos votos válidos em caso de cassação da Dra Camula, quem assumiria o segundo mais votado seria o Padre Paulo, que perdeu por uma diferença de 457 votos. A legislação eleitoral garante que o segundo mais votado assuma em caso do primeiro não obter mais de 50% mais um dos votos válidos.

Curiosamente, Padre Paulo teria declarado apoio a ex-governador Roseana Sarney (PMDB), na semana passada…

(Via blog do Diego Emir)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *