Ana Rosa ganha eleição e se torna a nova presidente do STTR de Penalva

Ana Rosa e Baico

“Com a nossa vitória, quem ganhou foi o trabalhador rural de Penalva”. Com essa frase, Ana Rosa sintetizou a sua acachapante vitória na eleição que elegeu a nova presidente do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores e Agricultoras Rurais de Penalva. A eleição foi realizada no último dia 20 de abril. O pleito aconteceu em 10 locais de votação e 13 urnas: na sede e nos povoados Jacaré, Ouro, Igarapé Grande, Centro do Meio, Caminho Novo, São Joaquim, Goiabal, Tabocas e Santo Antônio, esta última foi impugnada por irregularidades encontradas nos formulários de assinaturas do eleitor. Votaram 1.096 associados devidamente habilitados e votar de um total de 1.370.

Participaram da disputa eleitoral duas chapas: a Chapa 1, que foi encabeçada pelo Sr. Raimundo Reis (candidato da atual presidente); e a Chapa 2, encabeçada por Ana Rosa, composta por dissidentes da atual diretoria. A posse da chapa vencedora acontecerá no dia 14 de junho, na sede do Sindicato. A nova presidente comandará o sindicato pelos próximos 4 anos. Segundo a nova presidente, essa foi uma eleição marcada por episódios lamentáveis, no ponto de vista ético e democrático, como é para ser toda disputa eleitoral.

“Antes mesmo do dia de votação, os nossos adversários tentaram desqualificar a nossa candidatura, com a divulgação pública, através de carro de som e redes sociais de que a nossa chapa (Chapa 2) teria sido impugnada pela Comissão Eleitoral. Como se não bastasse, ainda teve interferências externas, através de uma vereadora e de um empresário local. Enfim, a vitória do nosso grupo foi maiúscula, devido às dificuldades enfrentadas pela nossa chapa. Foi a vitória de “Davi contra Golias”. Vencemos com uma vantagem de mais de 100 votos de diferença. Quero agradecer a toda nossa equipe que lutou por esta bela vitória e aos eleitores que votaram e confiaram na Chapa 2 para representá-los”, enfatizou Ana Rosa.

A reportagem apurou que a vereadora em questão seria Rosinha Lancheira (PR), que teria conseguido, através de um deputado estadual, dinheiro para ser usado na compra de votos a favor da Chapa 1 (algo que ela mesma fez questão de divulgar), além de ter tentado corromper o presidente da comissão eleitoral, que foi eleito em assembleia, indicado pela Chapa 2. O mesmo presidente também foi alvo de uma tentativa de suborno por parte do empresário local Caçula Net. Outro fato que causou estranheza nessa eleição foi a impugnação da Urna do Povoado Santo Antônio, uma vez que era do conhecimento de todos, que naquela região a Chapa 2 tinha o seu melhor coeficiente eleitoral.

Já o vice-presidente eleito, Maurinho Pereira, mais conhecido como Baico, vislumbra um novo tempo, de novas conquistas para o trabalhador rural de Penalva. “Estamos felizes com a nossa vitória, mas, principalmente porque venceu a melhor chapa. Esse é o grupo que vai mudar para melhor as políticas públicas voltadas para o trabalhador rural do nosso Município”, profetizou. Para Mundica – integrante da chapa vitoriosa -, essa foi uma eleição muito difícil, devido a interferências de pessoas que não fazem parte do nosso Sindicato. “Nossa vitória só foi possível graças aos trabalhadores rurais que queriam mudanças na direção do sindicato e também acreditaram nas nossas propostas, que têm como principal foco desenvolver uma política voltada para o desenvolvimento da classe, através de um atendimento mais efetivo e qualificado. Enfim, o nosso sindicato respira novos ares”, acrescentou.

De acordo com o trabalhador rural Luis Carlos Moreira, ex-presidente da Casa, a presidente eleita Ana Rosa é uma grande defensora da classe e representa um novo momento de esperança para o trabalhador rural. “Estamos muito felizes com a vitória da Chapa 2, pois sabemos que agora o nosso sindicato será tratado com mais responsabilidade e dedicação”, finalizou.

Por Marinildo Serejo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *