Agora lascou. Prefeito de Penalva desafia Ministério Público e diz que não vai empossar os concursados

Ronildo Campos nega e diz que enviará cronograma ao MP até esta sexta-feira, 13. Aprovados dizem que foram humilhados na residência do gestor penalvense.

Segundo informa o Blog do Jaílson Mendes, diversos aprovados no Concurso Público disseram que foram humilhados ontem, 11, durante uma reunião com o prefeito do município, Ronildo Campos. Pelo menos cinco aprovados disseram serem, inclusive, ameaçados na casa do gestor e acusaram o irmão do prefeito de intimidação.

O caso aconteceu na manhã de ontem, quando diversos aprovados no Concurso Público de 2017 fizeram um ato de reivindicação para forçar o prefeito de Penalva a empossar os que passaram no certame. Além de passeatas, uma comissão foi até a casa de Ronildo Campos para conversar com ele e falar sobre a posse, que deveria ser realizada em janeiro deste ano.

“Sou um dos aprovados do concurso de Penalva e reitero tudo o que já foi dito pelos meus colegas de grupo e da comissão que foram em busca de informações sobre o nosso concurso e foram recebidos de forma grosseira e desordeira pela comitiva do prefeito e do próprio gestor da cidade de Penalva que afirma em bom e alto tom que não tem intenção de nos convocar para assumirmos nossos cargos que foram adquiridos de forma correta”, relatou.

“O Protesto dos aprovados do concurso público de Penalva aconteceu hoje. O prefeito entraria em acordo com os aprovados desde que seria na sua própria residência, entretanto chegando lá, o prefeito não cumpriu com o combinado e disse que não chamaria os professores e o restante dos cargos somente 30%, insatisfeito os aprovados seguiram para a promotoria e foram bem recebidos. Com a situação o promotor presente achou um absurdo os argumentos do gestor municipal e deu prazo de 10 dias para empossar os aprovados”, comentou outro.

Eles também acusaram Ronildo de querer atrasar ainda mais a posse e disseram que ele se mostrou contra a posse dos mais de 200 aprovados no certame, realizado pelo Instituto Machado de Assis.

Segundo informa ainda a matéria, o prefeito negou que tenha tratado alguém mal e que, inclusive ele ficou de enviar um cronograma de posse até sexta-feira próxima ao Ministério Público.

“Na minha casa não aconteceu nada disso. Recebi não só a comissão, como todas as pessoas que estavam na manifestação; esclareci todas as dúvidas e informei que o cronograma de posse estaria sexta-feira no Ministério Público. Quanto a serem expulsos da minha casa, esse rapaz falta com a verdade, inclusive muitos aprovados após a ida desses integrantes da comissão permaneceram na minha residência, onde esticamos o bate papo por amanhã a fora”, disse o gestor.

Resta aguardar até esta sexta-feira, 13, e confirmar se o gestor de Penalva honra sua palavra ou mais uma vez vai enrolar centenas de pessoas que gastaram tempo e dinheiro para ingressarem na Prefeitura pelo meio legítimo do concurso público. Estamos de olho!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *