Bairro Liberdade comemora 101 anos com vasta programação, apoiada pelo vereador Cézar Bombeiro

Uma vasta programação religiosa, esportiva, artística e cultural marcará o aniversário de 101 anos da Liberdade. A data será comemorada sábado (25) e domingo (26) e deverá mobilizar toda a comunidade, com apoio do sempre presente vereador Cézar Bombeiro (PSD), antigo morador do bairro.

Vereador Cézar Bombeiro e o irmão Cleinaldo Bil na comemoração do centenário do bairro Liberdade, ano passado

A festa em homenagem ao bairro secular terá culto ecumênico, corrida rústica, apresentações de bumba meu boi, tambor de crioula, cacuriá, forró pé de serra, bloco afro, seresta, samba, pagode e reggae.

Um dos líderes da comunidade que está à frente da comemoração, Cézar Bombeiro convida não só os moradores da Liberdade, mas toda a população de São Luís a participar do evento festivo, que promete ser marcante.

Confira a programação:

Escândalo! Prefeitura de Viana gasta meio milhão de reais com propaganda. De quê mesmo?

Se os vianenses já tinham motivo de sobra para se revoltar com o sofrimento decorrente da falta de infraestrutura, água  potável, saúde e educação de qualidade, agora é que vão repudiar a prioridade dada pelo prefeito Magrado Barros (PSDB) na hora de decidir  em que devem ser gastos os recursos públicos. Enquanto a população dos povoados agoniza sem estradas, com pessoas morrendo sem conseguir chegar ao hospital municipal, sem pagamento em dia dos professores contratados, a Prefeitura de Viana celebrou um contrato no valor de 527 mil e 900 reais com a empresa Vídeo Zoom Produtora, a serem gastos somente até dezembro deste ano.

O contrato de prestação de serviços n0. 033/2019, com a firma de razão social P.R. Araújo Pinheiro, prevê setenta e cinco (75) filmes de dois minutos de duração ao preço de R$ 3.500,00 (3 mil e quinhentos reais cada um e setenta e cinco); setenta e cinco (75) mensagens em vídeo, com duração de até dois minutos, em um total de R$ 251.200,00 (251 mil e 200 reais), ao preço unitário de R$ 1.350,00 (mil, trezentos e cinquenta reais), que poderiam ser feitas até com o celular do prefeito Magrado. Há ainda quem questione: o que teria tanto para falar à população de Viana em 75 pronunciamentos em vídeo? Responder às críticas? Anunciar que vai resolver o problema da falta d’água agora já quase no final o mandato?

A verba será também destinada à produção de 60 diárias para captação de imagens em drone, em um total de 55 mil e 800 reais. Serão ainda gastos dos cofres da Prefeitura mais R$ 46.000,00 (quarenta e seis mil reais) em textos de matérias para jornal e internet e R$ 73.600,00 (setenta e três mil e seiscentos reais) para oitenta (80) áudios para rádio e carros de som.

Magrado debocha da cara da população de Viana. Quantos professores em Viana ganham 3 mil e quinhentos reais? É este o preço pago por um único vídeo, de dois minutos, da propaganda de uma administração que desrespeita famílias inteiras e rouba a dignidade de tantos cidadãos de bem. Qualquer criança sabe responder: o que é mais importante? A propaganda de uma gestão que não tem sequer o que mostrar, em quase quatro anos de mandato? Ou as obras que poderia trazer uma vida melhor aos vianenses?

Desembargador Lourival Serejo lança livro de crônicas

O lançamento acontece nesta quinta-feira (23), às 18h, na Academia Maranhense de Letras

A capa expõe tela do pintor maranhense Jesus Santos. (Foto: Ribamar Pinheiro)

“Mistérios de uma cidade invisível”, o título da crônica que dá nome ao livro do escritor, poeta e jurista, membro da Academia Maranhense de Letras, desembargador Lourival Serejo, remete aos 400 anos de histórias, lendas e mistérios da cidade de São Luís.

O livro reúne noventa crônicas que foram publicadas nos jornais O Estado do Maranhão, O Imparcial e o Jornal do Maranhão (da arquidiocese), no período de outubro de 2011 a dezembro de 2017. “A escolha do título desta compilação é uma homenagem à cidade de São Luís, onde resido desde 1969”, explica o autor, natural de Viana (MA). A capa do livro expõe tela do pintor maranhense Jesus Santos.

Com a premissa de que “ver o invisível é privilégio de poetas”, o escritor mostra nuances de uma cidade onde pairam trajetórias de pessoas ilustres, enigmas e histórias secretas, construídas e vivenciadas durante séculos e gerações. A crônica faz alusão a grandes poetas maranhenses como Ferreira Gullar, José Chagas, Nauro Machado, Bandeira Tribuzzi e Luiz Augusto Cassas e seus olhares perante a cidade.

O autor também desafia o leitor para ver o invisível dessa cidade rica em detalhes e segredos. “Se nos dispusermos a buscar para além da linha de visibilidade, veremos que outra cidade desponta, distinta desta com a qual convivemos”, incita Serejo. O autor aconselha, ainda, que “é preciso ter calma e espírito desimpedido dos tormentos diários para procurar a beleza do invisível”.

“Tanto as realidades como os mistérios de uma cidade – invisíveis ou reais – ficam ao nosso alcance quando um autor possui o dom das duas: o da poesia e o da crônica ao mesmo tempo, caso específico de Lourival Serejo”, afirma o escritor e membro da Academia Maranhense de Letras, José Ewerton Neto, autor do prefácio do livro.

O AUTOR E SUAS OBRAS

O desembargador Lourival Serejo ocupa a cadeira nº. 35 da Academia Maranhense de Letras e é membro fundador da Academia Maranhense de Letras Jurídicas, da Academia Imperatrizense de Letras e da Academia Vianense de Letras.

Lourival Serejo publicou mais 22 obras, são elas: Rua do Porto (1997), O Presépio Queimado (1998), Contribuições ao Estudo do Direito (1998), Do Alto da Matriz (2001), O Baile de São Gonçalo (2002), Do Alto da Matriz, 2ª Edição (2004), Direito Constitucional da Família, 2ª Edição (2004), As Provas Ilícitas no Direito de Família (2004), Na Casa de Antônio Lobo (2006), Na Casa de Clóvis Bevilácqua (2007), A Família Partida ao Meio (2007), Da Aldeia de Maracu à Vila de Viana (2007), A Ética como Paradigma de Ativo Judicial (2010), Formação do Juiz, anotações de uma experiência (2010), Temas e Temáticas Jurídicas (2011), Entre Viana e Viena, 100 crônicas escolhidas (2012), Pescador de Memórias (2013), Aluísio Azevedo Sempre (2013), Novos Diálogos de Direito de Família (2014), Direito Constitucional da Família, 3ª Edição (2014), Direito Eleitoral (2016) e Casablanca (2016).

Dia de Campo sobre a Mandioca Tabuleiros de São Bernardo

O secretário da SAF  Julio Cesar Mendonça, esteve nesta quarta-feira (20), em Magalhães de Almeida, onde foi realizado o Dia de Campo da Cultura da Mandioca promovido pelo Governo do Estado, por meio do Sistema SAF, juntamente com a  Cooperativa dos Produtores Rurais do Tabuleiros do São Bernardo,  Prefeitura de Magalhães de Almeida e Sebrae.

O evento teve o objetivo de transferir conhecimento aos produtores sobre cultivo, controle de pragas (ministradas pela Agerp) e características de fabricação da cerveja,  ministrada por profissionais da AmBev.

A atividade reuniu dezenas de trabalhadores e trabalhadoras rurais de municípios da região, como Magalhães de Almeida, Araioses, São Bernardo, Santa Quitéria, Água Doce, Buriti, Tutoia, Brejo, Urbano Santos, Anapurus, Afonso Cunha, Santana, Barreirinhas.

O Sistema SAF esteve representado pelo secretário da SAF, Júlio César Mendonça; a presidenta da Agerp, Loroana Santana; equipe técnica da SAF e Agerp; representantes do DNOCS, Sebrae, STTRs, Embrapa Cocais e Meio Norte; Ambev, secretários municipais de agricultura, prefeito de São Bernardo, João Igor.

Viana – Agora lascou! Moradores reclamam que a água do SAAE está causando “curuba” na pele

Sabe aquela coceirinha chata, que às vezes nos tira do sério? Ela pode ser sintoma de uma doença de pele. É exatamente isso que a população de Viana está reclamando por meio das redes sociais.

Arquivo

Segundo os prints dos moradores, as coceiras estão aparecendo logo após tomarem banho com a água do Serviço Autônomo de Água e Esgoto-SAAE, pois sentem na pele o que conhecemos como sarna, pereba, curuba, pira ou outras micoses.

Durante a campanha eleitoral, o prefeito Magrado Barros prometeu “água mineral” para a população. Recentemente, tem posado para selfies e mais selfies com membros do governo do estado, se comprometendo a resolver o crônico problema da falta d´água no município.

Seria bom o Ministério Público de Viana investigar o caso, e verificar se a água está sendo tratada conforme as normas de saúde, pois, com o líquido distribuído no momento, a “curuba” que dá em pobre também pode pegar nos abastados.

A não ser que tomem banho com água mineral!

Presos quatro suspeitos de envolvimento no assassinato de vaqueiro em Viana

As Policias Civil e Militar prenderam, na tarde de domingo (19), quatro suspeitos de envolvimento no assassinato do vaqueiro Augusto Belfort, conhecido como ‘Gudinho’, de 63 anos.

A operação foi deflagrada para cumprimento de mandados de prisão, busca e apreensão domiciliar, e com o objetivo de prender integrantes de uma organização criminosa especializada no furto de gado e suspeitos de envolvimento na morte do vaqueiro.

Os presos foram identificados como:

– Junior Sousa Pinheiro, conhecido como “Júnior de Batata”;

– Willian de Jesus Pinheiro Penha, conhecido como “Barbudinho”;

– Nilton Cesar dos Santos Frazão, conhecido como “Bojico”; e

– Sebastião Jorge Nogueira Amaral Frazão, conhecido como “Jorge de Bojico”.

Com eles, foram apreendidos uma espingarda “bate bucha” e uma motocicleta Honda Bros, sem placa.

Os presos foram conduzidos e apresentados na Delegacia Regional de Viana para que fossem adotadas as medidas cabíveis.

O assassinato do vaqueiro

O vaqueiro Augusto Belfort, conhecido como “Gudinho”, foi encontrado morto no dia 05 de fevereiro deste ano, 24 horas depois de sair da sede da Fazenda Pantanal, às margens da MA-014, em Viana, onde trabalhava.

Segundo informações da Polícia Civil, o exame cadavérico apontou que o vaqueiro foi encontrado com uma perfuração de arma de fogo, reforçando a tese de assassinato.

(Com informações do Blog do Jailson Mendes)

Peixadas – notas rápidas

Do Pão e Circo…

Não se fala outra coisa em Viana. Macho Velho já disse e provou que é o melhor prefeito do mundo pra fazer festa. Isso mesmo! Pão e Circo para o povo, gastando a pólvora alheia, ou seja, o meu, o seu, o nosso dinheiro dos impostos, que deveria ser usado para tapar os milhares de buracos da Cidade dos Lagos, conservar as estradas vicinais, preservar as nossas poucas e combalidas praças, ou revitalizar o Parque Dilú Melo, que está um lixo, literalmente falando de imundices e do som automotivo que afasta e irrita os visitantes da nossa única área de lazer e convivência.

…ao Pão com Ovo!

E, para acabar de lascar, Macho Velho também se apegou à trupe do Pão com Ovo, de São Luís, apresentado pela gestão anterior à plateia vianense. Quer dizer, gostam de copiar quase tudo: falta-lhes ideias, plano de governo e vontade de trabalhar! Sobre o circo, é notório que uma população sem políticas públicas de lazer, esporte, cultura ou outros afazeres, vai todo o rebanho na mesma direção do riso fácil e grátis. Porém, uma pesquisa a qual o gestor já teve conhecimento, indica que quase 80% dos vianenses rejeitam esse mandato: sem obras, sem ações e sem esperança nenhuma!

Pelo beiço!

Macho Velho, depois que a luz amarela acendeu no casarão azul, na Praça Ozimo de Carvalho, também resolveu testar a “barriga” e a “dignidade” até daqueles que não votaram em sua chapa. Está chamando para tomar café da manhã ou almoçar na famosa mesa de madeira da sua varanda, onde a vitima pode ser aliciada por um salário mensal ou até a promessa de um bom pé de meia, de forma que o “vencido” aceite participar e fazer fotos ao lado do alcaide onde quer que ele apareça, para formar a claque de bajuladores. É O FAMOSO “BEIJO DO MACHO VELHO”!!!

Vem pro papai!

Outra atitude – quase desesperadora -, anunciada por Macho Velho é de receber diariamente os vianenses para lhes relatar seus problemas, carências e, tentar tirar algo do gestor, coisa impossível há dois anos e meio, mesmo a Prefeitura nadando em recursos. E, pra comédia ficar completa, os senhores secretários que nunca apitaram nada, também serão recepcionados às sextas-feiras, talvez com um coofee break caprichado, afinal, faz dois anos que estão abandonados, entregues a própria sorte, e, no entanto, agora serão valorizados e atendidos em seus pleitos. O QUE UMA REJEIÇÃO DE 80% NÃO FAZ!!!

Remendos

Em quase três anos de mandato, nenhuma rua nova, nenhuma praça ou qualquer puxadinho mereceu uma placa de obras. Mas, parece que agora vai! Um pequeno grupo de trabalhadores, sem uniformes, sem luvas ou qualquer identificação, ganharam a honra de espalhar pequenas quantidades de massa de cimento, entulhos, entre outros apetrechos para disfarçar a buraqueira da cidade. Faltou explicar é que estávamos às vésperas de receber o novo bispo de Viana, Dom Evaldo Carvalho dos Santos, que atraiu centenas de autoridades, inclusive o vice-governador, Carlos Brandão, Bispos, padres e ovelhas católicas de toda a Baixada. Aí já viu, o jeito foi fazer remendo novo em pano velho. NEM PRECISA DIZER QUE A EMENDA SAIU PIOR QUE O SONETO!

Outras pesquisas

Outras pesquisas já estão a caminho do solo vianense, e devem comprovar o que é quase uma unanimidade. Um morador indignado com a lama e os buracos de sua rua se saiu com esta pérola: – “ele pode até pintar a nossa rua de ouro, mas não ganha mais o nosso voto”! Os políticos da oposição começam a bater as asinhas e também a acreditar que o eleitor vianense vai deixar de ser “MULHER DE MALANDRO”! A conferir!

Dados surpreendentes

Segundo um político local, que teve acesso à última pesquisa eleitoral, realizada no mês de abril, em Viana, dois personagem surpreendem por ter maior votação e menos rejeição (longe mesmo) do atual prefeito Magrado. O vereador João de Marcos e a vice-prefeita, Lucimar Gonçalves. São dados do momento, e não necessariamente servem como catalizador do viés eleitoral para 2020. Porém, mostra cientificamente, o amadurecimento e a consciência do público entrevistado. PARA O BOM ENTENDEDOR…

Mães sem festas!

A situação das estradas vicinais é tão crítica que quase todos os eventos comemorativos à Rainha do Lar, tradicionalmente realizados na Zona Rural foram cancelados.

Até tratores com tração avantajada em relação aos outros veículos têm dificuldade para trafegar diante do lamaçal que se formou com as fortes chuvas que caíram na Baixada. E, claro, os moradores estão procurando algum “filho da mãe” para por a culpa! QUEM SERÁ?

Águas de maio

Quem aproveitou, aproveitou! Com a chegada de maio, as águas que formam lagos de água doce na Baixada Maranhense começam a baixar, deixando um misto de saudade e desalento. Como pode a natureza ser tão generosa e depois nos privar de tantas belezas naturais?

Arquivo

No lugar do nosso tesouro líquido, surgem campos verdejantes ou áreas esturricadas, pobres de beleza, sem plantações e sem peixes. As aves migram para outras paisagens mais verdes e abundantes em água e alimentos. Agora, perdura o sol escaldante, o calor, o abandono e a ansiedade pelo próximo inverno. Poderia ser diferente. DIQUES DA BAIXADA JÁ!