Viana, o “Natal reciclado” e a “praga” de Papai Noel

Como o Blog havia previsto, o Natal da Cidade dos Lagos foi tão desconfortável quanto as suas ruas esburacadas, tão ineficiente quando a saúde, desastroso como os nossos ônibus escolares e tão atrasado como os salários dos servidores.

Estado de muitas ruas em Viana, em pleno período natalino

Vejam bem, Macho Velho e sua “brilhante” equipe, desta vez, conseguiram uma verdadeira proeza, ou seja, reciclaram aquilo que já havia sido reciclado. Explicando: pegaram os adereços utilizados na gestão anterior, em 2015, há três anos, quando foi realizada a terceira edição do “Natal dos Lagos” – cidade iluminada, cores, brilho, árvores de Natal, cantatas natalinas, desfiles, presépios nas praças, decoração nas igrejas, casa do Papai Noel e, a surpreendente chegada do bom velhinho, de helicóptero, encantando as crianças e as famílias.

Foi o maior e mais belo Natal da Baixada Maranhense.

No entanto, depois das reclamações, a prefeitura tentou fazer remendo novo em pano velho. Pegaram as velas confeccionadas em garrafas pet (recicladas), a mesma estrutura de uma das árvores de Natal (dos Lagos), um desfile sem graça, saindo da Praça da Bíblia, até à Praça de São Benedito e uma foguetada que não atraiu nem os seus correligionários mais devotos. Uma lástima!!!

Tudo isso somente no dia 23 de dezembro. Para piorar, no dia 24, véspera de Natal, um velho e conhecido problema: faltou água em toda a cidade. Aí já viu: Papai Noel não iria sair por aí catingando e sem tomar banho, para entregar seus presentes à criançada.

Se o povo de Viana fizer um verdadeiro pedido, justo e necessário, suplicaria ao bom velhinho que, pelo amor de Deus, não deixe isso mais acontecer a partir de 2020, quando teremos novas eleições municipais.

Praga pega – principalmente “praga” de Papai Noel!

Só assim, o castigado povo vianense poderia sair mais uma vez às ruas, com suas famílias e confraternizar um Natal Feliz para todos.

Vamos sonhar e acreditar!

Feliz Natal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *