Viana-MA, na Baixada Maranhense, desperta para o turismo ecológico

Com um majestoso lago de água doce, um rico patrimônio histórico e inúmeras belezas naturais, a Cidade dos Lagos entra na rota do turismo sustentável.

ADEUS, VIANA

Adeus, Viana vou partir vou te deixar.

Comigo vai, a saudade em teu lugar.

Adeus, Viana, terra querida, eu hei de ti amar por toda vida.

Na partida um lenço branco acenava,

Como as águas do teu lago a balançar.

Viana, Viana eu hei de ti amar por toda vida.

Adeus, Viana vou partir vou te deixar

Comigo vai a saudade em teu lugar,

Adeus, Viana, terra querida, miragem dos teus olhos a rolar.

Autor: Carlos Nina Everton Cutrim

Viana – O crescimento populacional, a melhoria da infraestrutura viária, o aumento da rede hoteleira, de restaurantes e a conscientização dos próprios vianenses de que é preciso curtir, valorizar e manter esse rico patrimônio natural, está contribuindo para a descoberta pelos munícipes dessa modalidade de turismo, que protege a natureza, traz benefícios para a comunidade e ajuda a preservar sua cultura.

A Baixada é o maior conjunto de lagos e lagoas naturais do Nordeste, e, marca, junto ao Golfão Maranhense (Ilha de São Luís e municípios circunvizinhos), o encontro entre os ecossistemas amazônicos e a mata dos cocais ou de transição.

É nesse cenário que se situa a bela cidade histórica de Viana, que ostenta um casario colonial preservado, vielas e igrejas à beira do lago, e que tem despertado a rota turística estadual e nacional, cujos apreciadores estão encantados com o majestoso lago vianense.

O que se tratava apenas de válvula de escape para passeios lacustres ou pescarias de lazer, durante as cheias do Rosário de Lagos do Maracu, agora atraem visitantes de todo o país, com lanchas, motos aquáticas e, por conseguinte, a tímida, mas promissora profissionalização do setor turístico e de eventos.

Nos finais de semana, entre os meses de março até o final de maio, portanto, é possível observar dezenas de embarcações nas principais áreas de passeio, entre elas, o Lago do Aquirí, no Povoado Santaninha – Matinha-MA, e também em frente ao Morro do Mocoroca, com vista para a sede de Viana – um convite para um banho em suas águas limpas e transparentes.

A empresária vianense, Dirce Costa, produtora de eventos, recentemente montou uma empresa que pretende explorar esse filão logístico, que é organizar passeios no Lago de Viana, de forma sustentável, com treinamento e oferta de serviços mais atraentes à população local, visitantes e turistas.

“Viver esses momentos é simplesmente encantador, com tanta beleza que a nossa natureza nos proporciona gratuitamente. Mas, é necessário “empreender” no Turismo de Viana, para isso, precisamos oferecer uma prestação de serviços com qualidade, conforto, e segurança. Observando com olhos profissionais, resolvi abraçar a ideia de oferecer os meus trabalhos junto a Empresa DC turismo e eventos. Trabalhamos com três tipos de pacotes e estamos divulgando essas novidades ao nosso público alvo”, concluiu Dirce.

No último sábado (7), a Rádio Maracu AM, a TV Maracu, afilada a TV Meio Norte, realizou um longo passeio entre amigos, empresários e políticos vianenses. A troupe percorreu a imensidão dos campos alagados, protegidos por coletes, ao som da Banda Vadia (instrumental); enquanto eram servidos bebidas, quitutes e os visitantes trocavam impressões sobre as belezas naturais e colocavam o papo em dia.

O evento – produzido pela DC Eventos e Turismo-, foi uma iniciativa do empresário Benito Filho e do advogado Ezequiel Gomes, comandantes do Sistema de Comunicação, e contou com presenças ilustres, entre eles, os irmãos Carlos Gaspar – empresário e membro da Academia Vianense de Letras, Antonio Gaspar – empresário e ex-deputado federal, Raimundo Gaspar – empresário, Hélio Mendes, empresário, proprietário do Hospital São Domingos, em São Luís, Emanoel Travassos – médico e ex-prefeito de Matinha, dentre outros.

Pelo encantamento e pelos depoimentos abaixo, fica a certeza de que Viana e a Baixada Maranhense possuem todos os qualitativos para virar uma nova e surpreendente rota para o turismo ecológico, despertando o olhar do mundo para a preservação, contemplação e a geração de empregos e renda em uma das regiões mais carentes do Maranhão.

ASSISTA AO VÍDEO:

 

O PANTANAL MARANHENSE

Compreende a região chamada de Baixada Maranhense. A Baixada Maranhense é merecedora de fazer parte da seleta lista da Convenção sobre Zonas Úmidas (RAMSAR) como uma das áreas úmidas de relevância planetária.

Não é para menos, esta região fluvio-lacustre-marítima que reúne campos naturais, resquícios de  matas amazônicas e pré-amazônicas, mata dos cocais, cerrados,  babaçuais, lagos, rios, estuários e manguezais se espalha por vários municípios maranhenses e tem atrativos naturais sem igual como a pororoca do Rio Mearim (Arari), onde há campeonatos de surf; o Lago-Açu (Conceição do Lago Açu) – considerado um dos maiores lagos naturais de água doce do Brasil; a Reserva Florestal Paraíso (Monção) – uma mata amazônica remanescente de terra firme preservada com trilhas e lagos e as fantásticas Ilhas flutuantes do Lago Formoso (Penalva).

Os inúmeros lagos alimentados por rios e igarapés extravasam na época das chuvas e inundam boa parte dos campos naturais e matas, formando várzeas e igapós que se assemelham às da Bacia Amazônica, à Ilha do Marajó e ao Pantanal Mato-Grossense. (Com informações do portal http://www.maramazon.com).

 

 

BAIXADA MARANHENSE*

No paraíso ecológico da Baixada Maranhense, a riqueza da flora rivaliza com a da fauna, num maravilhoso ecossistema que por si só já é um louvor ao criador.

O luar se assemelha a um manto de prata, e o alvorecer é a ratificação do Gênese.

E nem se pode dizer o que é mais bonito, se o tapete azul do pajé florido, o rosado matinal das flores de algodão bravo ou o revoar das muitas coloridas aves.

Essa é a nossa Baixada do Maranhão, um lindo jardim onde Deus apresenta todo dia um recital ao amanhecer com sua orquestra de trinados.

E à tardinha, pinta em variadas e ricas nuances de dourado, vermelho, rosa, laranja e violeta, a sua enorme aquarela intitulada “Por do sol”.

Autora: *Gracilene Pinto (Extraído do livro Ecos da Baixada)

Fotos gentilmente cedidas por Dirce Costa, Eládio Pinheiro e Geraldo Costa

Um comentário em “Viana-MA, na Baixada Maranhense, desperta para o turismo ecológico

  1. Meu irmão, meus sinceros parabéns e agradecimento por postar essas imagens que despertam saudades e desejo de ver minha querida cidade desse ponto de vista. Realmente essas belezas naturais que quando na minha infância tanto apreciei, agora me alegro em reve-las e relembrar momentos inesquecíveis.
    Um abraço do seu amigo Edgar Mendonça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *