Nova cepa do coronavírus já chegou ao Maranhão, afirma pesquisador

A população maranhense deve ficar em alerta, pois o epidemiologista Jesem Orellana, pesquisador do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), que tem estudado a variante encontrada em Manaus, afirma que a nova cepa do coronavírus já chegou ao Maranhão e em todos os estados brasileiros.

Para o cientista, a cepa está presente em diversos Estados brasileiros, apesar de ainda não haver confirmações oficiais. “Com certeza já está circulando por todo o Brasil. Não é possível que tenham achado em outros continentes e não tenha chegado a outros Estados“, afirma.

O Maranhão recebeu quase 40 pacientes vindos de Manaus, todos infectados por covid-19. Porém nenhum passou pelo teste até o presente momento se apresentam a nova variante do coronavírus.

No país, quem tem feito o sequenciamento genético para identificar a nova variante é o Instituto Adolfo Lutz para confirmar que se tratava da nova variante. (Via Blog do Diego Emir)

Prefeituras têm até julho para instituir taxas de lixo

Prefeituras de todo o país têm até julho para implementar tarifas ou taxas de serviço de lixo. Esta normatização está estabelecida pelo novo Marco Legal do Saneamento Básico, que foi sancionado pelo Governo Federal em julho de 2020.

No entanto, de acordo com o último levantamento do Diagnóstico do Manejo de Resíduos Urbanos, realizado a respeito do tema, somente 47% dos municípios brasileiros já fazem a cobrança. Além disso, segundo o documento, o valor arrecadado pelas prefeituras cobre apenas 54,3% dos custos do manejo de resíduos sólidos.

A nova taxa tem por finalidade garantir a eficiência econômica na prestação do serviço de coleta e manejo dos resíduos sólidos urbanos. A responsabilidade em fixar os critérios de cobrança da tarifa esta a cargo da Agência Nacional da Águas (ANA).

A Política Nacional de Resíduos Sólidos, foi criada pelo Governo Federal, em 2010, o plano tem várias metas, sendo que a principal era o fim dos lixões até 2014, porém este prazo foi adiado com a sanção do marco legal do saneamento básico que fixou como novo prazo para os fim dos lixões nas capitais e regiões metropolitanas a data de 2 de agosto de 2021; os municípios com mais de 100 mil habitantes têm até agosto de 2022. Cidades com população entre 50 e 100 mil habitantes têm até 2023 para acabar com os lixões e municípios com menos de 50 mil habitantes têm até 2024.

MP já apura 15 casos de ‘fura filas’ da vacinação contra Covid-19 no MA

O Ministério Público do Maranhão informou em nota que até esta terça-feira (26) já foram registrados 15 procedimentos que tratam do tema fiscalização da vacinação em vários municípios do estado. Para resguardar os processos investigatórios, ainda não serão divulgados maiores detalhes das ocorrências.

Google

Além da atuação dos promotores de justiça nas comarcas, acompanhando a vacinação para que não haja irregularidades, a Ouvidoria do MPMA também começou a receber pedidos de informações e denúncias sobre a campanha de imunização nos municípios.

Após o recebimento das demandas, a Assessoria Jurídica da Ouvidoria realiza uma primeira triagem, encaminhando as denúncias às Promotorias responsáveis. Caso seja comprovada a vacinação fora da ordem de prioridade, todos os envolvidos podem ser punidos, inclusive criminalmente, após a instauração regular de processo judicial.

Para dar suporte à atuação dos promotores de justiça nas comarcas, o Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde (Caop-Saúde) emitiu ofício, no dia 20 deste mês, orientando que sejam notificados os secretários municipais de Saúde para que seja obedecida a fila de prioridade na vacinação contra a Covid-19. (Via Blog do Gilberto Leda).

AVL abre diálogo com Prefeitura de Viana para futuras parcerias culturais

Em reunião realizada na manhã desta quarta-feira (26), a Academia Vianense de Letras (AVL) e a Prefeitura de Viana deram início a uma série de agendas que devem originar convênios e parcerias para resgatar a agenda cultural do município.

Nélio Júnior, Chefe de Gabinete da Prefeitura de Viana, Acadêmico Costa Júnior, Fátima Travassos, Presidente da AVL, Acadêmico Luiz Antonio Morais, e Acadêmico Joaquim Gomes

Ciceroneada pela presidente da AVL, Fátima Travassos – reeleita para o segundo mandato no biênio 2021/2023 -, a reunião contou ainda com as presenças do Chefe de Gabinete da Prefeitura de Viana, Nélio Júnior, representando o prefeito Carrinho Cidreira, e dos Acadêmicos Costa Júnior, Joaquim Gomes e Luiz Antonio Morais.

Na oportunidade, a presidente entregou cópias de documentos oficiais, entre eles o Regimento Interno da Academia, aprovado em 14 de dezembro de 2020, o Plano de Gestão da AVL, e do Diário Oficial do Município, edição de 9 de julho de 2019, no qual foi publicada a Lei Municipal de n 446, de 06 de julho de 2019, que institui  o Dia da Bandeira de Viana, além do Decreto que consta o Termo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura de Viana e a AVL.

Segundo Fátima Travassos, “nós queremos reabrir e manter essa cooperação porque é muito benéfica para os dois lados, pois com a inauguração da nova sede da AVL, as políticas públicas e os eventos da academia podem se utilizar e caminhar juntas. Nossa instituição é apartidária e deseja formalizar parcerias duradouras e amigáveis para contribuir com o desenvolvimento cultural e educacional de Viana,” afirmou.

O Chefe de Gabinete, Nélio Júnior, reiterou que o prefeito Carrinho Cidreira (PL), deseja fomentar a cultura vianense. Nélio destacou que é preciso manter a aproximação da AVL com a sociedade vianense, com as escolas e redefinir uma agenda cultural que resgate as nossas tradições. “A Secretaria de Cultura não pode se comportar como nos últimos 4 anos, sendo uma mera contratante de bandas de forró. Nosso município, com 263 anos, precisa dignificar sua história, sua importância na Baixada, sua cultura e estender o seu leque de alcance cultural com as instituições”, declarou.

Entre os assuntos tratados, também foram debatidos abertura de parceria do AVL com o Fórum em Defesa da Baixada Maranhense (FDBM), e o resgate do Acordo de Geminação com a cidade de Viana do Castelo – Portugal, que pode reacender os laços amigáveis e de trocas culturais entre as duas cidades.

O próximo passo será uma visita oficial dos Acadêmicos da AVL à Prefeitura, no início de fevereiro, de forma a oficializar um novo Termo de Cooperação Técnica, dentre outros assuntos do interesse de Viana.

Após aumento nas internações, governo suspende eventos e anuncia novos leitos para Covid-19 no Maranhão

Taxa de ocupação de leitos de UTI na Grande Ilha de São Luís chegou a 81,08% nas últimas 24 horas. Medidas anunciadas nesta segunda-feira (25), entram em vigor a partir de terça-feira (26) em todo o Maranhão.

Arquivo Google

O governo do Maranhão divulgou, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (25), a adoção de novas medidas para conter o avanço da pandemia de Covid-19 no estado. A anúncio foi feito devido ao aumento do número de internações em leitos destinados para pacientes com a doença em São Luís, Santa Inês, Pinheiro, Balsas e Imperatriz.

No domingo (25), a Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa) chegou a 81,08% da ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 73,33% de enfermaria para pacientes com Covid-19. Em Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão, a taxa de ocupação de leitos de UTI é de 90,63%.

Entre as medidas anunciadas nesta segunda-feira, estão:

O aumento da oferta de leitos em hospitais de referência do estado para pacientes com Covid-19;

Suspensão, por 14 dias, de eventos de pequeno porte em todo o Maranhão;

Suspensão, por duas semanas, até 50% da capacidade, as cirurgias e consultas eletivas na rede estadual de saúde.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a suspensão dos eventos de pequeno porte acontece a partir de terça-feira (26). A decisão, entretanto, não suspende ou limita o funcionamento de bares e restaurantes em todo o estado. Em 14 dias, as medidas adotadas serão reavaliadas, para saber se elas continuam suspensas ou vão ser mantidas.

Secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, anuncia novas medidas para conter avanço da Covid-19 no Maranhão. — Foto: Adriano Soares/Grupo Mirante

“A partir de amanhã, não está mais permitido aniversários, festas de pequeno porte, casamentos, batizados e aqueles eventos que a gente havia autorizado com até 150 pessoas. Eles estão suspensos por 14 dias em todo o Maranhão”, disse Carlos Lula.

Aumento de leitos

Por conta do aumento no número de internações em enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTI), serão implementados novos leitos para pacientes com Covid-19 em hospitais de referência para a doença em São Luís e em municípios do interior do estado.

Carlos Lula explicou que o aumento no número de leitos é resultado do crescimento elevado nas taxas de ocupação. Segundo o secretário, os números registrado nos últimos dias no estado, é semelhante aos que foram notificados durante o mês de junho de 2020, período crítico da pandemia no Maranhão. (Por G1-MA).

CONTINUE LENDO.

Mais de 46 mil doses da vacina de Oxford chegam ao Maranhão; pacientes em tratamento hospitalar poderão ser vacinados

Voo que trouxe lotes da vacina chegou por volta das 13h38, no Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado, em São Luís. Segundo o secretário de Saúde, imunizante só será distribuído após aplicação de 70% da doses da CoronaVac no estado.

Lote com 46.500 doses da vacina de Oxford/AstraZeneca chegam em São Luís (MA) na tarde deste domingo (24). — Foto: Karlos Geromy/Governo do Maranhão

O Maranhão recebeu neste domingo (24), as 48.500 doses da vacina contra a Covid-19, desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, na Inglaterra. O voo que trouxe os lotes do imunizante, chegou por volta das 13h38, no Aeroporto Internacional Marechal Hugo da Cunha Machado, em São Luís.

Após o recebimento das doses, elas seguiram sob escolta da Polícia Federal até a Rede de Frio do Estado, em São Luís, onde devem ficar armazenadas, até que sejam distribuídas para os 217 municípios maranhenses.

Por meio de uma rede social, o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, explicou as doses de Oxford/AstraZeneca só devem começar a serem distribuídas quando 70% das doses da CoronaVac, tiverem sido aplicadas no Maranhão. Ao todo, o estado recebeu 164.240 doses do imunizante desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo.

“Vai começar a distribuição da AstraZeneca depois de, pelo menos, 70% de doses aplicadas da CoronaVac, a ideia é que não haja duas vacinas no mesmo local. Ninguém vai ter a opção de escolher a vacina”, afirmou Carlos Lula.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou, por meio de uma rede social, que as doses que chegaram ao estado neste domingo, serão destinadas aos profissionais de saúde e poderão ser aplicadas pacientes em tratamento com radioterapia, quimioterapia e hemodiálise. Segundo Dino, o decisão foi tomada por se tratar de pacientes que estão expostos à rotinas hospitalares.

“Vacinas que chegarão hoje ao Maranhão poderão ser destinadas a profissionais de saúde e também para pacientes que estejam em tratamento com radioterapia, quimioterapia e hemodiálise. Levamos em conta a situação desses pacientes e o fato de estarem expostos em rotinas hospitalares”, disse o governador.

O Maranhão foi o quarto estado do Nordeste a receber a maior quantidade de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca. Os dois milhões do imunizante, que foi produzido no Instituto Serum, na Índia, chegaram ao Brasil na sexta-feira (22). Por G1 MA — São Luís, MA

CONTINUE LENDO.

Prefeito de Viana participa da posse do Fórum Regional de Políticas Públicas da Juventude da Baixada

Discutir ações conjuntas para o progresso e a qualidade de vida dos jovens da baixada maranhense foi o tema central do Fórum Regional de Políticas Públicas da Juventude da Baixada que ocorreu nesta sexta-feira (22). O evento foi realizado no Sindicato Agro pesqueiro dos pescadores profissionais, artesanais e trabalhadores em regime de economia familiar do município de Viana -MA.

Participaram do ato de abertura do evento o professor Itaan de Jesus Pastor Santos, representando a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA); Josef Figueiredo, Secretario de Juventude de São João Batista; Adjerson Paulo, que foi o primeiro presidente do Fórum; Jane Carla, vice presidente; Júlio Mendonça, presidente da AGERP; Vereador de Viana, Merval Castro; Conceição Cutrim, prefeita de Olinda Nova e o prefeito de Viana, Carrinho Cidreira.

Para o presidente da Agerp, Júlio Mendonça, o desenvolvimento da baixada passa pelo resgate da juventude. “Fizemos questão de estar aqui neste momento porque acreditamos que o desenvolvimento passa pela juventude e devemos pensar na saúde, no mercado de trabalho e principalmente na educação. Acredito que não existe outra forma de libertação senão a educação”, disse Júlio Mendonça.

O prefeito Carrinho Cidreira (PL) participou expondo seus pontos de vista a fim de debater propostas e ações para melhorar o desenvolvimento do jovem na cidade e região. “ Precisamos nos reunir com as Universidades para discutir um projeto alternativo de potencialização e desenvolvimento da baixada para fazer uma inserção da juventude no mercado de trabalho e assim garantir um futuro melhor aos jovens”, afirmou Carrinho.