Viana – Caso Marcus Carvalho. Polícia prende segundo acusado de mandar matar o professor

O delegado regional de Viana, Jesimiel Alves, confirmou que a Polícia Civil acaba de prender o segundo acusado de mandar matar o professor Marcos Vinícius dos Santos Carvalho. O crime aconteceu em junho deste ano e chocou a população da região.

Fábio e Selma teriam tramado a morte de Marcus (ao centro)

De acordo com as informações, o preso foi identificado como Fábio Luis Almeida, que, de acordo com a polícia, tramou a morte do professor e engenheiro juntamente com Selma Mendes Carvalho, viúva da vítima. Selma foi presa no início de setembro, a pedido do delegado.

Já Fábio Luis foi preso a pedido do Ministério Público, que juntou provas suficientes para indicar a participação dele no crime. Há informações de que os dois, Selma e Fábio, tinham um caso amoroso. O delegado disse que o inquérito continua afim de investigar a participação de mais envolvidos e os suspeitos de cometerem o crime.

O crime

O professor Marcos Vinícius dos Santos Carvalho  foi vítima homicídio ocorrido no dia 19 de junho deste ano, na frente da casa de seu pai, em Viana. O assassinato foi cometido por dois homens, mediante disparos de arma de fogo, calibre 38.

Os homicidas teriam se utilizado de uma motocicleta Honda XRE 300, tanque na cor preta e a lateral prateada, sem placa, para a prática do crime. A vítima foi alvejada com dois disparos, falecendo no local, em função de feridas pérfuro-contusas penetrantes de tórax decorrentes projéteis de arma de fogo.

Momento da prisão realizada em Viana

(Com informações do Blog do Jaílson Mendes)

Diego Maradona morre aos 60 anos, após parada cardiorrespiratória

De acordo com informações do Clarín, astro da seleção argentina e do Boca Juniors não resistiu a parada cardiorrespiratória e morreu aos 60 anos

O jornal Clarín informou no começo da tarde desta quarta-feira que Diego Armando Maradona morreu após um mal súbito. O astro, que marcou época defendendo a seleção argentina e o Boca Juniors, não teria resistido a parada uma parada cardiorrespiratória, segundo a publicação. Outros veículos argentinos ainda não confirmam a morte.

Maradona já havia preocupado os fãs no começo do mês, quando foi internado às pressas, com sintomas de anemia. Na época, foi descoberta uma pequena hemorragia no cérebro, e o ex-jogador precisou passar por uma cirurgia para drená-la. Após mais de uma semana de internação, ele recebeu alta no dia 12 de novembro e teria ficado em casa no período.

Por Redação do ge — Buenos Aires