Moradora de Penalva ganha uma moto na promoção do BEBECO Supermercados

A dona de casa Dona Celeste,  moradora bairro Trizidela em Penalva, na Baixada maranhense, foi a grande ganhadora de moto CG 160 Start,  no sorteio da superpromoção do BEBECO Supermercados – O Filho do Rei.

O sorteio foi realizado na última sexta-feira (25), ao vivo na TV Cidade em Viana, com a presença dos diretores da rede, Gilberto Nunes e João Rafael.

A campanha, que começou no mês de junho, serviu para incentivar os clientes às compras quando a empresa programava sua expansão para a vizinha Penalva e se prepara para inaugurar uma nova loja em Matinha, municípios da Baixada Maranhense.

“Estamos muito felizes e satisfeitos com a receptividade e o sucesso da nossa promoção. Nossos clientes podem aguardar porque já estamos preparando novas ações e, agora com a participação de três lojas, com a nova filial de Matinha. Quero parabenizar a dona Celeste e toda a população de Penalva, que, assim como nossos clientes de Viana, tem aproveitado nossos preços baixos e ainda tem oportunidade de levar um bem durável pra casa, por meio de sorteio”, afirmou João Rafael.

Os campos altos de Viana. Produção e proteção ambiental.

Por Chico Gomes*

Os campos altos de Viana, região dos tesos,  são formados por dois ecossistemas que devem ser protegidos ambientalmente. O ecossistema de água doce e ecossistema de água salgada do mar.

Arquivo google

Através dos ciclos das marés, o mar está invadindo quilômetros de campos de água doce,  salinizando e destruindo a vegetação e o habitat de diversas espécies de aves, peixes e outros animais e até as moradias das famílias como aconteceu no povoado de Coivaras tragado pelas marés.

O ecossistema de água salgada formado pelos manguezais,  abriga um berçário de vida, devendo ser intocável e preservado. Aí encontramos o habitat de caranguejos, siris, camarão,  diversas espécies de peixes, aves migratórias que fazem alí a sua reprodução, abelhas silvestres e, milagrosamente,  a florada do mangue branco onde abelhas nativas buscam o nécta das flores para produção de mel em suas colmeias,  uma verdadeira riqueza. Calcula -se atualmente  uma produção de cem toneladas de mel por safra.

Para recuperar quilômetros de campos salinizados temos que buscar o equilíbrio entre os dois ecossistemas identificando as intervenções necessárias para promover tal equilíbrio.

Conhecedor desses campos desde a minha adolescência,  considero indispensável a construção de diques de proteção e de barragens nas interfaces, iniciando-se logo abaixo de Coivaras, fechando um profundo fosso aberto pelo mar, por onde as marés penetram salinizando os campos de água doce.

Fechado esse fosso, as barragens devem partir desse dique com quilômetros de extensão,  sempre construídas na interface entre os dois ecossistemas , promovendo-se assim o equilíbrio almejado.

Assim poderemos pensar num projeto para promover em nossos campos um verdadeiro  celeiro de produção de alimentos,  explorando equilibradamente os dois ecossistemas e melhorando significativamente a renda de todas as famílias que habitam nestes campos.

Viana, setembro de 2020

*Francisco de Assis Castro Gomes (Chico Gomes)

Ex-deputado Estadual | Ex-Prefeito Viana-MA