Prefeitura de Viana chama moradores de “mordedores” e mente nas redes sociais ao afirmar que “calçou todas as ruas” da Vila Zizi

A informação de que a gestão do prefeito Magrado Barros (DEM) possui hoje uma das piores avaliações de toda a história administrativa de Viana já é de conhecimento público. Mas transformar mentira em fato, no desespero de convencer a população de que algo foi realizado, é atestado de má fé e de uma conduta, no mínimo, desrespeitosa para com a inteligência dos vianenses.

Nesta quinta-feira (16), a equipe de Comunicação da Prefeitura de Viana cometeu uma falha monumental, classificada entre notícia falsa (fake news) e falta de ética profissional. Ao postagem de um vídeo de propaganda no perfil oficial da prefeitura trazia o texto: A Vila Zizi deu adeus a lameira e a dificuldade de trafegar pelas ruas. A Prefeitura de Viana calçou todas as ruas com bloquetes e os mordedores agora só tem o que comemorar”. Além dos atentados à língua portuguesa, tais como falta de crase e acento diferencial, a redação sofrível ainda confundiu moradores com “mordedores”. Afirmar que “todas” as ruas da Vila Zizi foram calçadas é uma mentira descarada.

Por falar em mordedores, quem anda mordendo gordos recursos é a administração Magrado, com uma generosa quantidade de verbas recebidas. Um exemplo recente foi o convênio com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF) para receber recursos do Governo Federal à recuperação de estradas vicinais. Os convênios foram assinados em dezembro do ano passado. Os cofres públicos da Prefeitura de Viana, cujas chaves estão nas mãos do prefeito Magrado Barros, receberão pouco mais de 3 milhões de reais para tal finalidade.

E a situação de quem vive na Vila Zizi… ó! É bem diferente da propaganda de Magrado. As imagens falam por si só.

 

Governo do Estado recebe delegação do MST Nacional e Estadual

O secretário da SAF, Júlio César Mendonça, o governador Flávio Dino e secretários do Governo, receberam nesta quinta-feira (16), a Coordenação Estadual e Nacional do MST.

Na ocasião, discutiram sobre as políticas voltadas para a agricultura familiar, reforma agrária, escolas do campo e o desenvolvimento do Estado.

Participaram também, os secretários Felipe Camarão (Seduc), Chico Gonçalves (Sedihpop), representantes do MST: Elias Araújo, André, Gilvan, Jonas, Alexandre, Divina e Milton.

#SistemaSAFEmFoco

#GovenroDeTodosNós

Vianenses, irmãs gêmeas, filhas de quilombolas, estampam a capa da Marie Claire

 

Irmãs gêmeas, filhas de quilombolas do Maranhão, estampam a capa da Marie Claire

Yaci e Yara. Pode guardar esses nomes. As duas irmãs gêmeas estão conquistando o mundo da moda e surpreendendo com a trajetória pessoal desde a infância.

Filhas de uma agente penitenciária e costureira, Yaci e Yara Sá tem origem quilombola em Viana, no Maranhão. E é justamente da ancestralidade que as duas ‘justificam’ a beleza e o sucesso.

As irmã gêmeas Yara e Yaci (Foto: Reprodução/Instagram)

Confira aqui o perfil das gêmeas

Os traços fortes e a cor de pele retinta destacam não apenas as duas nas passarelas e nas capas, mas também traz a representatividade para o mundo da moda. Em setembro, Yaci e Yara foram a capa da Marie Claire, e abordaram sobre esse tema, além da vida como modelos.

Foi apenas após se formarem em Ciências Contábeis na Universidade Federal do Maranhão que, aos 30 anos, Yaci e Yara arriscaram modelar.

Sendo a primeira geração a entrar e se formar em um curso superior, as possibilidades duplicaram para as irmãs; deixando cada vez mais distante a adolescência marcada pelo trabalho e a infância pobre. Vale a penar ‘ficar de olho’ no trabalho das duas, desfilam beleza e força de dentro para fora.

Fonte: Net10