Carrinho divulga carta histórica explicando porque é pré-candidato a prefeito de Viana.

O Partido Liberal (PL) realiza neste sábado (30), às 19h, na Avenida Luís Couto, o lançamento da pré-candidatura de Carrinho Cidreira a prefeito de Viana. O evento promete ser uma das maiores manifestações já organizadas no município, exatamente pelo caráter de protesto contra os graves problemas enfrentados pela população, penalizada sem a oferta de serviços públicos com eficiência.

Além de discursos a serem proferidos por líderes políticos ligados ao ex-vice-prefeito e ao PL, de parlamentares e outros ocupantes de cargos públicos, durante o pré-lançamento haverá a distribuição de um carta assinada por Carrinho, contendo as razões de sua pré-candidatura. Cidreira considera o texto um documento que antecede os compromissos a serem firmados por ele para resgatar Viana do atraso.

Entre os trechos mais impactantes, em tom pessoal, sobre a trajetória do economista, destaca-se: “São mais de 20 anos de vida política, sem nenhuma mácula que desabone a minha conduta. Sei que posso fazer mais por nossa cidade, esse belo lugar onde estão fincadas nossas raízes afetivas e familiares, nossas referências culturais e históricas. Como pré-candidato a prefeito de nossa cidade e, sobretudo, como cidadão, acredito na política como uma poderosa ferramenta de transformação social. Nossa terra há de receber seu justo e merecido destino com desenvolvimento humano, econômico e social.” Leia, na íntegra, a carta:

POR QUE SOU PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DE VIANA?

Há mais de duas décadas tenho dedicado minha vida a lutar por dignidade e dias melhores aos meus conterrâneos de Viana. Sempre sonhei com um município que fosse modelo de educação, saúde, qualidade de vida e oportunidades de crescimento para todos. Afinal, somos detentores de um rico patrimônio ambiental, formado por rios, lagos e planícies inundáveis, integramos um acordo internacional de conservação e uso racional das zonas úmidas. Somos um povo trabalhador, inteligente, culto. Não é à toa que há tantos vianenses ocupando cargos e exercendo seus talentos em diferentes áreas de atuação em nosso Estado.

Porém, em pleno século XXI, quando gestores públicos discutem modelos de Cidades Inteligentes, é constrangedor ainda assistir em Viana a cenas de pessoas doentes sendo transportadas em redes, em busca de assistência médica, e de donas de casa carregando lata d’água na cabeça. Somos cerca de 55 mil habitantes, todos sonhando com uma vida digna para si e seus familiares. Apesar de pequena, a cidade enfrenta graves problemas. Mais da metade da população (53%) possui rendimento mensal per capta de até meio salário mínimo e apenas 4,5% têm ocupação (IBGE/2017). Os problemas variam desde a ausência de políticas públicas elementares, ao déficit de saneamento, água encanada e à precária urbanização das vias públicas. Municípios pequenos costumam ser excelentes laboratórios para a implantação de iniciativas inovadores. Mas aqui não temos sequer os mais básicos serviços públicos oferecidos com eficiência.

Fui vereador, vice-prefeito, secretário de Saúde, de Educação e conheço cada bairro, cada povoado de nosso município como a palma da minha mão. Posso falar de Viana com autoridade moral porque dei minha contribuição para a implantação de políticas públicas que melhoraram diversos setores da administração municipal. São mais de 20 anos de vida política, sem nenhuma mácula que desabone a minha conduta. Sei que posso fazer mais por nossa cidade, esse belo lugar onde estão fincadas nossas raízes afetivas e familiares, nossas referências culturais e históricas.  Como pré-candidato a prefeito de nossa cidade e, sobretudo, como cidadão, acredito na política como uma poderosa ferramenta de transformação social.

Nossa terra há de receber seu justo e merecido destino com desenvolvimento humano, econômico e social!

Um grande abraço a todos e a todas.

CARRINHO

Secretário Júlio participa do Fórum de Governadores Brasil Central

Na manhã desta sexta-feira (29), o secretário da SAF,  Júlio César Mendonça participou do 21º Fórum de Governadores do Consórcio Interestadual para Desenvolvimento do Brasil Central, na sede da Emap, no Porto do Itaqui, e que teve a presença do governador Flávio Dino.

Por meio dos consórcios, os estados têm a possibilidade de adquirir, por exemplo, medicamentos e equipamentos compartilhados com preços mais acessíveis, desenvolvendo o agronegócio, crédito rural, turismo e a economia em geral. Integram o Consórcio os estados do Maranhão, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Tocantins e do Distrito Federal.

Os mandatos da presidência do Consórcio são anuais. Atualmente, o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, ocupa a cadeira da presidência da autarquia.

A síntese do encontro foi abordada pelos governadores nesta sexta-feira durante coletiva de imprensa no auditório da Emap. Os governadores conheceram o local, um dos portos que mais crescem no Brasil.

Presentes no evento também, a presidenta da Agerp Loroana Santana, a presidenta da Aged, Fabíola Everton, o secretário da Sedes Márcio Honaiser.

#GovernoDeTodosNós

Ministério da Saúde: 135 mil convivem com HIV no país e não sabem

Às vésperas do Dia Mundial de Luta Contra a Aids, celebrado no domingo (1) o Ministério da Saúde fez um alerta: 135 mil pessoas no Brasil convivem com o vírus HIV e não sabem.

Na avaliação do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, houve ganhos importantes nos últimos anos, mas ainda há uma série de desafios. ”Temos uma epidemia estabilizada em torno de 900 mil pessoas com casos de Aids, e podemos observar uma epidemia, principalmente em homens jovens, na faixa etária de 25 a 39 anos. É com essa população que precisamos trabalhar prioritariamente”, disse.

De acordo com os dados apresentados hoje (29), das 900 mil pessoas com HIV, 766 mil foram diagnosticadas, 594 mil fazem tratamento com antirretroviral e 554 mil não transmitem o HIV.

O balanço aponta ainda que o número de contaminados continua subindo no país: há um ano, eram 866 mil pessoas. Somente no ano passado, foram notificados 43,9 mil novos casos.

Ao ressaltar que o Brasil oferece acesso universal ao tratamento, não só de Aids, mas também HIV, o ministro da Saúde comemorou a redução nos casos e, também, na mortandade causada pela doença. Foram evitados quase 12 mil registros de Aids entre 2014 e 2018, e houve queda de mortalidade em 22,8% no período de cinco anos. “Encerrando o ano de 2019, veremos uma diferença ainda maior. Não podemos ter casos de morte com aids”, disse.

Campanha

A nova campanha do Ministério é direcionada à população jovem, onde a contaminação está crescendo. O foco é reforçar a importância da prevenção, testagem e tratamento: “Se a dúvida acaba, a vida continua. Precisamos incentivar o diagnóstico precoce para salvar vidas. O maior problema ainda é o medo. É importante esse incentivo para fazer o teste. Temos que atingir metas internacionais, como algumas cidades já estão fazendo. E o Brasil, da forma como está indo, ainda precisa testar 90% da população”, disse o diretor do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do HIV/Aids, Gerson Pereira.

Até o fim do ano, o governo estima que serão distribuídos 462 milhões de preservativos, que segundo o Ministério é a forma mais eficaz de prevenção. HIV e Aids têm diferença. A primeira situação é quando a pessoa é portadora do vírus. Na segunda, o infectado já desenvolveu a doença.

Transmissão vertical

Mandetta também comemorou a informação de que o município de São Paulo receberá certificação pela erradicação vertical do HIV, quando o vírus é transmitido durante a gestação, parto e amamentação. No Paraná, as cidades de Curitiba e Umuarama foram as primeiras a serem certificadas em 2017 e 2019, respectivamente.

(Agência Brasil)

O secretário da SAF, Júlio César Mendonça, recebeu nesta quinta-feira (28), uma visita da equipe do Colégio Marista.

O orientador Educacional, João Soares, o produtor Ricardo Fernnades e Cariolando Maia, convidaram o secretário para participar da Festa Ex Marista Nunca, que acontecerá próximo dia 30 e que vai reunir ex alunos da escola.

Na oportunidade, o secretário Júlio recebeu a camisa do evento e destacou que “é uma honra ser convidado para prestigiar essa festa e poder relembrar bons momentos vividos no Marista”.

#SistemaSAFEmFoco

#GovernoDeTodosNós

Viana – Descaso, imundice e falta de coleta de lixo levam feirantes a bloquear avenida

Feirantes e moradores bloquearam a Avenida Walber Dualibe, na Barra do Sol, principal via de comércio da cidade, onde fica localizado o centro de distribuição de alimentos do município.

O motivo é a falta de coleta de lixo por parte da Prefeitura Municipal e, segundo relatos, está impossível trabalhar no local, devido a presença de urubus, ratos e todo tipo se sujeira.

Avenida foi bloqueada por feirantes

Vídeos e fotos encaminhados ao Blog mostram relatos dos feirantes, que disseram não aguentar mais o cheiro no local. Eles colocaram as caixas usadas na feira no meio da avenida e os veículos estão sendo obrigados a desviar o percurso.

“Nós estamos com a nossa mercadoria e vai se estragar, sem poder trabalhar”, diz um feirante durante um vídeo gravado e divulgado pelos próprios feirantes.

Recentemente, a reforma da feira da Barra do Sol foi entregue através de uma parceria da prefeitura com o Banco do Brasil e o prefeito da cidade mandou divulgar amplamente na mídia alinhada ao governo, pregando que a feira havia sido totalmente revitalizada.

Também recentemente a feira foi alvo de críticas e após um escândalo de humilhação contra um peixeiro, que sofreu várias humilhações públicas e ainda foi detido na Delegacia.

Dias depois, 10 Guardas Municipais que faziam ronda no local foram presos, acusados de formação de milícia. (Com informações do Blog do Jailson Mendes)

ASSISTA AOS VÍDEOS:

Assassino do jornalista Décio Sá é levado a júri popular no Maranhão

Jhonatan de Sousa Silva vai ser levado a júri popular nesta quinta-feira (28) no Fórum de Justiça de Santa Inês.

Por G1 MA — São Luís

O assassino confesso do jornalista Décio Sá, o pistoleiro Jhonatan de Sousa Silva vai ser levado a júri popular nesta quinta-feira (28) no Fórum de Justiça de Santa Inês, a 250 km de São Luís, por um crime que ele cometeu em 2010.

No julgamento desta quinta, Jhonatan de Sousa vai ser julgado por um crime ocorrido no dia 12 de outubro de 2010. Ele é acusado de ter executado a tiros dois homens que jogavam sinuca com ele em um bar na zona rural de Santa Inês depois de uma discussão por causa de uma aposta no valor de R$ 5.

As vítimas Antônio Pereira Lima e Geraldo Araújo Pereira foram baleadas na cabeça. Na época Jhonatan usava um nome falso de Leandro da Silva Conceição.

Ele chegou a ser capturado pela Polícia Militar (PM) pouco depois do crime em um balneário na zona rural da cidade Pindaré, mas conseguiu escapar do flagrante porque na delegacia as pessoas que estavam com ele no bar foram arroladas no inquérito como testemunhas e não como cúmplices.

Só depois foi que Jhonatan matou o jornalista Décio Sá em abril de 2012 foi que a polícia descobriu que era ele quem tinha cometido o duplo homicídio em Santa Inês

Esta é a segunda vez este ano que Jhonatan de Sousa Silva senta no banco dos réus. Em setembro deste ano ele foi julgado pelo assassinato de um preso dentro do presídio de Pedrinhas, na capital, mas foi absolvido.

Os jurados aceitaram a tese da legítima defesa. Ele confessou ter matado o detento Alan Kardec Dias Mota em janeiro do ano de 2018 porque estava sendo ameaçado por ele.