“A Fazenda Bacazinho”, de Nonato Reis, é a atração da Feira do Livro de São Luís no próximo sábado

O jornalista e escritor Nonato Reis lança nesta sábado, 19, às 19h30, na  XIII Feira do Livro de São Luís, “A Fazenda Bacazinho”, livro que marca a estreia do autor no gênero da crônica e do conto. Ele já possui dois livros publicados, os romances “Lipe e Juliana” (2017) e “A Saga de Amaralinda” (2018), ambos com edições esgotadas.

A Fazenda Bacazinho reúne 60 textos ambientados em uma velha fazenda do povoado de Ibacazinho, município de Viana, que pertenceu à Igreja Católica, e fala de lendas, mistérios e tradições do lugar, com destaque para aparição de espíritos e figuras alegóricas da cultura da Baixada. O livro, segundo o autor, presta também homenagem a personagens que fizeram a história do povoado, no espaço temporal de 100 anos, a partir do final do século XIX. (Via Blog do Genivaldo Abreu).

MPF diz que União é ‘omissa’ sobre manchas de óleo no Nordeste e pede adoção de plano de emergência

A Advocacia-Geral da União ainda não se posicionou sobre o assunto. Os pedidos da ação judicial, que é conjunta, abrange todo o litoral nordestino.

25 de setembro – Manchas de óleo são vistas em pedras no litoral do estado de Sergipe — Foto: Governo de Sergipe via AP/Arquivo

Por G1 SE

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou, nesta sexta-feira (18), uma ação coletiva entre os noves estados nordestinos atingidos pelas manchas de óleo. O processo pede que a Justiça Federal adote, em 24h, um plano de emergência sobre a situação.

Ao todo, as manchas já atingiram 187 localidades da região, atingiu, ao menos, 12 unidades de conservação do país, afeta o turismo e as comunidades pesqueiras.

Para o MPF, a União está sendo omissa ao protelar medidas protetivas e não atuar de forma articulada no Nordeste, dada a gravidade do acidente e dos danos causados ao meio ambiente.

A medida de emergência seria o acionamento do Plano Nacional de Contingência para Incidentes de Poluição por Óleo em Águas, que prepara o país para casos justamente como o que afeta a costa do Nordeste.

O documento destaca a responsabilidade, diretrizes e procedimentos para o governo responder a vazamentos de petróleo como foco em “minimizar danos ambientais e evitar prejuízos para a saúde pública”. A multa diária pedida, em caso de descumprimento, é de R$ 1 milhão.

A Advocacia-Geral da União (AGU) não se posicionou sobre o assunto até a publicação desta reportagem.

“Tudo o que se apurou é que a União não está adotando as medidas adequadas em relação a esse desastre ambiental que já chegou a 2,1 mil quilômetros dos nove estados das regiões e é considerado o maior da história no litoral brasileiro em termos de extensão”, disse o procurador da República em Sergipe, Ramiro Rockenbach.

A ação foi assinada pelos procuradores Ramiro Rockenbach e Lívia Tinôco (Sergipe), Raquel de Melo Teixeira (Alagoas), Vanessa Cristina Gomes Previtera Vicente (Bahia), Nilce Cunha Rodrigues (Ceará), Hilton Araújo de Melo (Maranhão), Antônio Edílio Magalhães Teixeira (Paraíba), Edson Virgínio Cavalcante Júnior (Pernambuco), Saulo Linhares da Rocha (Piauí) e Victor Mariz (Rio Grande do Norte).

A AGU se pronunciou através da assessoria de comunicação e informou que a União ainda não foi notificada. Quando for, analisará as medidas a serem adotadas e disse que continua acompanhando e dando suporte jurídico aos órgãos federais da advocacia.

Continue ledo AQUI.

Secretário Julio reúne-se com deputados e senador em Brasília

Nesta semana, em Brasília, o Sistema da Agricultura Familiar cumpriu agenda em prol da agricultura familiar do Maranhão. O secretário da SAF, Júlio César Mendonça, e a presidenta da Agerp, Loroana Santana, estiveram reunidos com parlamentares para apresentar as ações que estão em desenvolvimento no estado e tratar de emendas parlamentares destinadas visando incentivar a produção dos trabalhadores e trabalhadoras rurais.

Os gestores do Sistema SAF dialogaram com os deputados Federais: Márcio Jerry, Zé Carlos, Bira do Pindaré, Juscelino Filho, Pedro Lucas e o ex deputado Junior Marreca, além do senador Weverton Rocha.