NOTA DE FALECIMENTO – JOSÉ RAIMUNDO SANTOS

José Raimundo Santos

* Viana: 25/11/1951

+ São Luís: 02/10/2019

A Academia Vianense de Letras – AVL, com muito pesar, vem comunicar o falecimento do Acadêmico José Raimundo Santos, ocorrido em São Luís, 02.10.2019, onde residia com a sua família.

O sepultamento será hoje, quinta-feira (03/10), no cemitério Jardim da Paz, localizado na Rodovia MA-201, Km 06 – Estrada de Ribamar – MA,  às 14h00min.

Zé Raimundo Santos, no mais recente Encontro Festivo do GAL 70, em janeiro passado, ao lado de Edilson, Carlito Mendes, Germano Soeiro e Zé Preto.

Biografia de José Raimundo Santos

José Raimundo Santos nasceu em 25/11/1951, no povoado vianense do Piraí, sendo o 4° dos sete filhos do casal Serafim Santos e Maria da Páscoa Silva. As primeiras letras lhe foram ensinadas na Escolinha do Piraí, sob a regência da professora Doracy Silva.

Em 1960, aos nove anos de idade, foi mandado para a sede do município, a fim de continuar os estudos fundamentais. Depois de passar pela extinta Escola Municipal São Benedito da Barreirinha foi transferido para a também extinta Escola Paroquial Dom José Delgado, onde estudou as três últimas séries do antigo primário.

Em 1967, ingressou no antigo Ginásio Professor Antônio Lopes, concluindo o curso quatro anos depois. Em 1971, iniciou o 2° grau no Liceu Maranhense, em São Luís. Após cursar até o 5° período de Engenharia Elétrica na UFMA, submeteu-se a outro vestibular, em 1982, na UEMA, para o curso de Engenharia Agronômica, graduando-se em dezembro de 1991.

Ingressou na Polícia Militar do Maranhão, onde alcançou o posto de Primeiro-Tenente do Quadro de Oficiais de Administração. Em 2006, já aposentado, engajou-se nos movimentos sociais em prol de sua cidade natal, Viana, através da Fundação Conceição do Maracu, sendo eleito o 1° presidente da entidade.

Admirador e pesquisador tenaz das obras dos irmãos Lopes da Cunha, conseguiu reunir toda a produção literária  produzida por Raimundo Lopes (entre artigos de jornais e revistas) junto à Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, acervo este que ganhou recentemente um projeto de reedição pelo Instituto GEIA.

Em maio de 2011, José Raimundo Santos tomou assento na Cadeira n° 2 da AVL, anteriormente ocupada pelo padre Eider Furtado da Silva.

Fonte: Portal da AVL.