Magrado decepciona autoridades sem público na inauguração de obra do governo

Não adiantou a propaganda da Prefeitura, com agência contratada por meio milhão de reais, tentar divulgar a inauguração de uma fábrica de bloquetes, nesta quinta (29), às 9h, como se fosse obra municipal. A população não deu ouvidos a mais um “feito” anunciado pelo Executivo municipal.

A cerimônia foi um fiasco. O prefeito de Viana, Magrado Barros (DEM), passou por enorme constrangimento diante de autoridades do Governo Flávio Dino, que vieram pessoalmente a Viana para o evento, entre eles o secretário-chefe da Casa Civil e aliado, Marcelo Tavares (PSB) e o secretário de Estado da Administração Penitenciária, Murilo Andrande.

Na falta de grandes obras a serem anunciadas, Magrado tem feito contorcionismo na sua assessoria de comunicação para mostrar ao povo vianense algo que de sua administração. A “fábrica” – assim como a Feira da Barra do Sol – não é uma obra com recursos próprios do município. Além disso, apenas representa o cumprimento da Lei de Execução Penal 7210/ 84, criada para que o apenado cumpra a pena a ele imposta por meio do trabalho, com reinserção no mercado, objetivando também dar resposta à sociedade ao colocar o preso em situação de trabalho produtivo.

O Maranhão já tinha três fábricas como esta. Agora são quatro. Os blocos de concreto serão produzidos por internos do Sistema Penitenciário, no caso, detentos da APAC, e essa produção será usados para pavimentar ruas de bairros da cidade. Viana, como se sabe, tem a pior taxa de urbanização do Maranhão, segundo o IBGE, apenas 0,5%. Os buracos na cidade já causaram este ano até a morte de um motoqueiro.

Insalubridade – Além da falta de público presente ao evento, um detalhe chamou atenção de curiosos que foram até o local. Os equipamentos expostos pela Prefeitura para o início das atividades na fábrica apresentavam ferrugem e gambiarras: um risco à saúde dos presos. Houve quem fizesse até piada de que a data de fabricação das máquinas era do tempo em que Sarney foi governador.

Durante a inauguração, nenhuma das autoridade presentes anunciou quando o problema da falta d’água em Viana será resolvido. A promessa já tem quase o tempo de mandato do prefeito. Magrado se diz “macho”, mas “velhos” são os problemas do município.