Empresa piauiense contratada para concurso em Viana já foi alvo de investigações do MP

A prefeitura de Viana divulgou a contratação da empresa que será responsável pela realização de um concurso público no município para preenchimento de vagas em cadastro reserva. O anúncio foi feito no Diário Oficial do Município, de ontem (18). Porém, o tão esperado certame será realizada por uma empresa que, apesar de ser do Piauí, costuma vencer muitas licitações em algumas prefeituras maranhenses.

A Crescer Consultoria não tem sido exatamente aprovada em seus procedimentos. Contratada pelo Município de São João Batista, foi alvo de ação do Ministério Público do Estado do Maranhão (MP-MA). Após a anulação do Processo Seletivo Simplificado para Contratação Temporária de Pessoal, a empresa anunciou a devolução dos valores referentes a taxa de inscrição dos interessados, sem que houvesse a efetiva restituição do dinheiro dos concurseiros no prazo anunciado.

O escândalo mais conhecido, envolvendo a empresa contratada por Magrado Barros para o concurso público em Viana, ocorreu no município de Araguanã, região oeste do Maranhão. As provas do certame foram realizadas em novembro de 2017. Mais de três mil candidatos prestaram o exame organizado pela empresa Crescer Consultoria. Após o resultado, dos 174 aprovados na seleção, 5 eram parentes ou amigos do prefeito Valmir Amorim (PR), entre eles a irmã do prefeito, Francisca Lucia Amorim Muniz, aprovada em primeiro lugar o cargo de professor das séries iniciais do 1° ao 5° ano. Uma Ação Popular alegou vícios na realização do concurso, além da  contratação da empresa sem licitação.

Alô, MP de Viana! De olho no exame!

 

Secretário Júlio dialoga com diretoria da Ceasa para incentivar a comercialização da agricultura familiar maranhense

Com o objetivo de estreitar parcerias para a agricultura familiar do Maranhão, o secretário de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Júlio César Mendonça, recebeu nesta sexta-feira (19), o presidente da Central de Abastecimento da Central do Maranhão (Ceasa), Milton Gadelha, e o diretor Francisco Estrela.

O secretário da SAF, Júlio César Mendonça, ressaltou a conversa com a diretoria da Ceasa como importante para fortalecer este canal de comercialização.

“Precisamos estreitar e organizar um espaço para a comercialização dos agricultores familiares na Ceasa, que já existe, mas nós queremos fortalecer esse espaço para garantir aos agricultores familiares do Maranhão mais condições de comercialização de produtos evitando a figura do atravessador, agregando com isso renda e emprego aos produtores,” disse Mendonça.

Uma preocupação constante do Sistema da Agricultura Familiar, do qual a SAF compõe, é a valorização da produção dos agricultores familiares no mercado maranhense, principalmente na Ceasa. Segundo o secretário, “infelizmente, ainda temos um quadro de mais de 80% dos alimentos da Ceasa que são de outros estados, deixando assim, de fortalecer a agricultura familiar do Maranhão. Esse diálogo com a diretoria da Central é justamente para traçarmos um caminho em busca de soluções em relação à valorização da produção da agricultura familiar maranhense,” completou.

Para o presidente da Ceasa, Milton Gadelha, “esse primeiro contato com a SAF foi muito bom pra gente, primeiro pela filosofia da Ceasa que é privilegiar a agricultura familiar, essa visita foi extremamente importante, foi uma semente plantada para discutirmos a produção da agricultura familiar.”

Participaram da reunião também, os secretários Adjuntos da SAF, Luciene Dias e Francisco Sales, e o coordenador da SAF, Osvaldo Albuquerque.