Entrega da Indústria de Babaçu em Viana

O mês de julho contou com importantes inaugurações para as famílias rurais do Maranhão. E a comunidade Taquaritiua, em Viana, recebeu do #SistemaSaf uma Agroindústria de Beneficiamento de Azeite, Mesocarpo e derivados do Babaçu.

Confira no nosso canal do Youtube.

https://bit.ly/2YzZtXI

Não esqueça de curtir, comentar e compartilhar os vídeos com as principais ações em prol da #AgriculturaFamiliar.

Prefeitura de Viana recebeu quase 7 milhões em julho; confira os repasses para outras cidades da Baixada

A prefeitura de São Bento, administrada pelo prefeito Luizinho Barros, recebeu quase 7 milhões de reais em julho deste ano. A informação faz parte de um levantamento mensal feito pelo Blog do Jailson Mendes em consulta aos extratos do Banco do Brasil.

FPM e Fundeb receberam os maiores recursos

Os municípios de Viana e Penalva seguem na lista, entre 5 e 6 milhões recebidos pelo Governo Federal, cada uma das cidades, administradas pelos prefeitos Magrado Barros e Ronildo Campos, respectivamente.

Destaque para Cajapió, que, em relação ao mês de junho, as receitas caíram. Os municípios de Vitória do Mearim e Arari recebem já os recursos dos royalties da mineração e cada um deles, além de outros 21 municípios do Maranhão, recebem um pouco mais de 200 mil a mais por mês.

Os fundos que mais caíram dinheiro foi o Fundeb e o FPM e aqui está o valor bruto, ou seja, sem os descontos referentes a precatórios e dívidas da previdência. Vejam os números…

 

Viana R$ 6.742.978,24 C

 

São Bento R$ 5.954.369,79 C

 

Penalva R$ 5.477.389,23 C

 

Vitória do Mearim R$ 5.316.210,48 C

 

Arari R$ 5.057.686,52 C

 

Matinha R$ 3.568.832,74 C

 

São João Batista R$ 3.359.231,17 C

 

Cajari R$ 3.294.770,82 C

 

São Vicente Ferrer R$ 3.194.528,22 C

 

Olinda Nova do Maranhão R$ 2.545.720,73 C

 

Cajapió R$ 2.006.393,17 C

 

(Com informações do Blog do Jailson Mendes)

 

 

Viana – “Teteu” é preso depois de tentativa de assassinato

João Batista Pinto Pereira, vulgo  ‘Teteu’, foi preso na noite desta segunda-feira(29), suspeito de tentativa de homicídio. Segundo informações da Polícia Militar, João Batista desferiu um golpe de faca no lado esquerdo superior do tórax da vítima, Claudeir Mendonça dos Santos, conhecido como ‘Caiô’.

Suspeito foi preso em Viana

De acordo com informações da PM, o fato aconteceu no Bairro Citel, próximo ao depósito de bebidas HJC. Já a prisão do suspeito aconteceu próximo a feira da Barra do Sol.

A vítima foi levada ao Hospital José Murad e o suspeito após receber atendimento médico por causa de um ferimento decorrente da briga com a vítima, foi apresentado na Delegacia de Polícia local, para as devidas providências.

A polícia apreendeu com João Batista Pinto, 01(um) facão e 01(uma) faca e R$ 1,05 em moedas. (Com informações da TV Maracu)

Cada dia pior! Prefeito de Viana é vaiado por populares

A situação do prefeito de Viana, Magrado Aroucha Barros (DEM), é cada dia pior diante das sucessivas manifestações de hostilidades por parte de populares indignados com a situação do município. Sondagens pré-eleitorais já realizadas na cidade atestam que a desaprovação da administração do prefeito supera os 80%, com índices de classificação de “ruim” ou “péssima” acima de 70%. Consequentemente, Magrado é também o alvo preferido dos memes e chacotas nas redes sociais e aplicativos de mensagens dos vianenses, que reagem com humor e revolta à gestão desastrosa. No início do ano, estudantes foram às ruas com faixas, cartazes e a palavra de ordem: fora Magrado!

O desgaste de prefeitos municipais, às vésperas de suas reeleições, não é novidade no país que vive um dos momentos políticos mais acirrados da história recente. O problema é que Magrado Barros é um meme de si mesmo, ou seja, uma imitação ruim, que já provoca reações espontaneamente.

Eleito com o hoje desgastado e esvaziado discurso da mudança, notabilizou-se pelas promessas populistas e pelo uso da alcunha de “macho velho” ou  “macho véio” como costuma se apresentar publicamente, de forma caricata. Prometeu água de qualidade durante as eleições, mas em quase quatro anos de mandato nunca resolveu o problema que sacrifica a vida de milhares de cidadãos.

Viana enfrenta ainda problemas de infraestrutura precária, falta de estradas ligando os povoados da zona rural e graves falhas na saúde pública. A eventual falta de pagamento de fornecedores e terceirizados da Prefeitura só desagrada ainda mais a população do município.

No último final de semana, a onda de insatisfeitos resolveu se manifestar publicamente. Acompanhado de comitiva, o prefeito de Viana foi solenemente vaiado na festa de Santaninha do Aguiar. Diante de um clube lotado, com pessoas de vários povoados vizinhos e da sede, Magrado não teve outra opção senão silenciar, evitando um pronunciamento que poderia exaltar ainda mais os ânimos.

Assista ao vídeo:

O apresentador fazia esforços para acalmar os presentes com frases como: “Eu não vou dizer que vocês estão errados, é a opinião de todos”. Mas não houve quem calasse o coro dos descontentes que – ao contrário do cordão dos puxa-sacos – cada dia aumenta mais.

 

 

Maranhão é o estado do Nordeste com o maior número de feminicídio: 28 em sete meses

O Maranhão acaba de entrar no calendário negativo do pais com o maior número de crimes de feminicídio do Nordeste. O mês encerra amanhã, mas já temos 28 casos registrados em sete meses, o que daria em média quatro por mês e um a cada semana. Crimes de mortes contra mulheres aumentam no Brasil todo.

Apesar dos avanços, como a Lei Maria da Penha, das prisões de muitos agressores, mas a violência contra as mulheres cresce assustadoramente e mostra a cara da crueldade. As mulheres viraram saco de pancadas e vítimas de estupros.

E para piorar a situação, as mortes. Como se estivéssemos voltando para a idade da pedra em que o homem arrastava a mulher pelos cabelos ou regredido para a era da submissão quando todo o poder de casa e fora dela era dado ao homem.

As mulheres fizeram conquistas ao longo dos tempos, tais como o direito ao trabalho, formação acadêmica, participação em cargos eletivos, nas forças policiais armadas, práticas esportivas e até ir à lua.

Mas nada disso fez o homem frear seu impulso possessivo e desumano. Eles, quando recusados, agem de forma cruel, tirando a vida de quem já foi sua companheira um dia. O problema é sério e precisa ser discutido com seriedade.

A questão deve tomar assento nos parlamentos, na OAB, nas igrejas, nos tribunais e nas nossas vidas. É necessário que se faça alguma coisa, que providências sejam tomadas e a violência e mortes contra mulheres coibidas. (Via Blog do Luis Cardoso)

Sistema SAF inaugura agroindústria de babaçu em Viana

Após uma semana de intenso trabalho e inaugurações, o #SistemaSaf com a presença do secretario da SAF Julio Cesar Mendonca, entregou nesta sexta-feira (26), na comunidade Taquaritiua, em Viana, mais uma Agroindústria de Beneficiamento de Azeite, Mesocarpo e derivados do Babaçu.

Com recursos do Governo do Estado, por meio de Chamada Pública, foram destinados R$ 384.000,00 para adequação da agroindústria comunitária e ampliação, com a construção de um espaço de panificação para a diversificação de produtos oriundos do aproveitamento do mesocarpo e azeite do babaçu.

No comando da agroindústria estarão dezoito mulheres quebradeiras de coco, que vão garantir renda, emprego e qualidade de vida para suas famílias.

A atividade integra um conjunto de ações desenvolvidas pela Cadeia Agroextrativista do Babaçu, coordenada pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), que contempla sete municípios e investimentos que totalizam mais de R$ 1 milhão, destinados aos produtores que exercem a agricultura tradicional e a extração de produtos do babaçu.

Em parceria com o Movimento Interestadual de Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB) e Cooperativa Interestadual das Mulheres Quebradeiras de Coco Babaçu (CIMQCB), a festa contou com a apresentação de mística e um grande almoço no final.

Presentes no evento, o secretário da SAF, Júlio César Mendonça; a secretaria adjunta da SAF, Luciene Dias Figueiredo; o diretor da Agerp, José Malheiros; a gestora da Agerp de Viana, Janaíra Sá, acompanhada da equipe técnica da regional; a deputada estadual Mical Damasceno; o prefeito de Viana, Magrado Barros; a assessora interestadual do MIQCB, Flávia Azeredo; representantes do CIMQCB; CRAS; FETAEMA; STTR de Viana; Banco do Nordeste; SEBRAE; lideranças indígenas; vereadores e secretários municipais.

Viana: uma cidade tratada como lixo

As imagens desta postagem são autoexplicativas. Ou seja, a Prefeitura de Viana está despejando lixo em ruas da periferia, periodicamente castigadas pelas fortes chuvas. De um lado, uma cidade administrada com negligência, sem o cumprimento dos deveres mais básicos. Do outro, moradores suplicando por melhorias e protestando com os recursos que dispõem. Papeis de cadernos ou folhas de bananeira, tudo serve para expressar a indignação do vianense. Pesquisas indicam que cerca de 80% da população vianense rejeitam a desastrosa gestão municipal.

O município, castigado por uma variedade de problemas, também sofre com a falta de eficiência nos serviços de coleta e destinação do lixo. De acordo com um panorama dos resíduos sólidos, elaborado pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), a coleta do lixo chega a 89,6% das residências brasileiras. Entre os estados, o Maranhão possui o menor índice de coleta: 59%. Já os outros 41% vão para rios, terrenos baldios e ruas. Com a ausência de aterro sanitário no município – e debaixo do nariz do Ministério Público – a Prefeitura de Viana parece ter encontrado o pior destino, porém perigoso para o descarte do lixo. Longe de resolver seus problemas urbanos, está devolvendo às comunidades, resíduos que podem estar contaminados e causar doenças, principalmente nas crianças. O descarte do lixo pelo poder público é feito em ruas da periferia, diante dos olhos indignados da população.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos foi aprovada em 2010 e previa que gestores que não cumprissem metas poderiam ser punidos. O município de Viana dispõe de um Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, definido pela Lei Municipal 336/13, de 26 de dezembro de 2013, aprovada pela Câmara de Vereadores. Mas basta caminhar pelos bairros da cidade para perceber que a lei não é cumprida. Despejar lixo em vias públicas é também infringir outra lei, a Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, que dispõe sobre os crimes ambientais, que colocam em risco toda a fauna, flora e recursos hídricos de um município rico em recursos naturais. É assim que Magrado trata Viana.