Viana-MA – Carrinho sofre ataques de página fake que usa nome de Magrado

O desespero parece ter tomado conta, definitivamente, do grupo liderado pelo prefeito de Viana, Magrado Barros (DEM). Há mais de um ano das eleições municipais, as redes sociais já começam a ser utilizadas para atacar aquele que deverá ser o principal adversário de Magrado nas eleições municipais de 2020, o ex-vice-prefeito e ex-secretário de Educação, Carlos Augusto Cidreira, o Carrinho.

Os ataques se intensificaram logo após o resultado de diversas pesquisas realizadas no município, apontando uma larga vantagem em favor de sua candidatura a prefeito. Segundo fontes ligadas ao blog, o atual prefeito de Viana estaria com 20 a 30 pontos percentuais a menos do que Carrinho. Não é toa que a maioria das postagens da página fake com o nome “Magrado Sincero” apenas se referem ao empresário. São críticas infantis e montagens com sem apelo algum e com insignificante número de curtidas. A página quase não menciona as ações do chefe do Executivo municipal até mesmo por falta delas, já que a administração do prefeito não apresenta resultados consistentes em nenhum dos setores públicos.

No afã de construir uma imagem negativa de Carrinho junto ao eleitorado vianense, a página força a barra e critica até mesmo o dedo dele nas fotos ou incita o povo a pedir um botijão de gás, questionando se ele é “bonzinho” mesmo. Se estes fossem os principais defeitos dos políticos brasileiros, o Brasil seria um paraíso.

Os “criadores” da página esqueceram de alguns detalhes: criticar Carrinho em um canal que tem o nome de Magrado significa quase como deixar as impressões digitais em uma cena de crime. E criar perfis falsos pode ser crime se houver calúnia, injúria ou difamação, além de uso indevido de imagens, violando a vida privada, a intimidade e a honra das pessoas.

Bequimão e o legado de Juca Martins

Por Flávio Braga* 

O saudoso Dr Juca Martins

No dia 19 de junho de 2019, o município de Bequimão irá comemorar os seus 84 anos de emancipação política. Como acontece desde 2013, a Prefeitura Municipal preparou uma vasta programação para a comunidade festejar essa data especial, com a realização de torneios, atos religiosos, queima de fogos, desfiles, partilha de bolo, cavalgada, maratona, corrida ciclística, gincana, danças juninas etc.

Da obra “Tapuitininga”, do bequimãoense Domingos Pereira, colhe-se que o território do município de Bequimão foi delimitado no período colonial com a criação da freguesia de Santo Antônio e Almas, em 7 de novembro de 1805, desmembrada da freguesia do Apóstolo São Matias (Alcântara).

Hodiernamente, a população tem muitos motivos para comemorar o aniversário do seu município, visto que a administração do prefeito Zé Martins proporcionou avanços administrativos e sociais nunca antes alcançados em Bequimão. Com efeito, a Baixada se orgulha de contar com um dos melhores prefeitos do Maranhão.

O maior líder político da história de Bequimão foi o Dr. João Batista Cantanhede Martins (Juca Martins), pai do prefeito Zé Martins, e falecido em 18 de agosto de 2017, aos 79 anos, após dedicar-se por mais de 50 anos à vida pública do município de Bequimão.

Como prefeito arrojado e empreendedor, Juca Martins deixou um legado de muitas obras estruturantes: edificação das primeiras escolas da zona rural; instalação do célebre Ginásio Bandeirante; construção do Cais do Porto, da Praça Santo Antônio e da Praça da Bíblia; calçamento das principais ruas e avenidas; asfaltamento da entrada da cidade e da principal rua de acesso; construção de postos de saúde; eletrificação rural em vários povoados; construção de barragens; estruturação do bairro Cidade Nova, hoje o maior de Bequimão etc.

Juca Martins deixou sua marca indelével como homem de convicções firmes e princípios morais reconhecidos por aliados e adversários, pessoa de reputação ilibada, político sempre coerente com o seu ideário e gestor laborioso, em constante busca por benefícios e melhorias para a sua gente e o seu município. Guerreiro que nunca se abateu diante das adversidades e que dispôs de ânimo para, aos 60 anos, conquistar e frequentar um curso superior.

Assim, em 1999, Juca Martins graduou-se como Bacharel em Direito, surpreendendo todos pela bravura de voltar a estudar mesmo em idade mais avançada. E foi aprovado em seu primeiro exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

*Pós-Graduado em Direito Eleitoral, Professor da Escola Judiciária Eleitoral e Analista Judiciário do TRE/MA.