Secretário Júlio participa de inauguração de Escola Digna em Viana

Na cidade de Viana, os secretários de Estado, Júlio César Mendonça (SAF) e Felipe Camarão (Seduc), entregaram o Centro de Educação Integral Dom Hamleto de Angelis, que é a primeira escola em tempo integral da região de Campos e Lagos.

A escola foi totalmente reformada, ampliada e transformada em Centro de Ensino Educa Mais – um espaço digno e acolhedor para os 300 estudantes dos ensinos Regular e Integral.

Construída há cerca de 20 anos, nunca havia passado por uma reforma, com isso apresentava sérios problemas estruturais.

Para o secretário Júlio a educação é um dos pilares de uma nação, e o Governo do Maranhão tem trabalhado diariamente para melhorar a qualidade da educação no estado. A inauguração da escola em Viana reflete isso.

“Essa escola é a primeira em tempo integral na região do campos e lagos e tem uma conotação histórica, visto todo o potencial que essa regional tem e ao mesmo tempo carente.  O olhar do governador Flávio Dino para a região é fundamental e o Governo do Maranhão está de parabéns,  e, assim, a gente consegue dar passos significativos na educação da baixada,”disse Júlio César Mendonça

Secretário de Estado da Agricultura Familiar.

A obra recebeu investimentos de R$ 1.643.526,38, que permitiram a requalificação do espaço escolar. Os banheiros ganharam louças e cara novas. Foram construídos o refeitório, a cozinha e dois novos laboratórios, outros dois foram reformados e ampliados.

Presentes na inauguração também, a gestora da Agerp Viana, Janaira Sá, e equipe técnica do Plano Mais IDH de Cajari.

Salma Faray mostra documentos a favor da CPI e surge como alternativa para 2020 em Vitória do Mearim

A vereadora Salma Faray tem feito uma oposição forte e responsável ao governo da atual prefeita Dídima Coelho, em Vitória do Mearim. Ontem, ela mostrou documentos que foram anexados no pedido de criação de uma CPI que investigaria a gestora.

Vereadora Salma Faray tem feito forte Oposição ao governo

Eleita em 2016 com mais de 600 votos, a parlamentar tem surgido como um bom nome entre os possíveis candidatos a prefeito de Vitória do Mearim e tem se firmado como a mais combatente opositora de Dídima Coelho e seu marido, o ‘poderoso’ Almir Coelho.

Ontem, ela mostrou diversos documentos que comprovam o motivo pelo qual ela pediu a Comissão Parlamentar de Inquérito, que poderia cassar a prefeita por suspeitas de desvios de recursos de emendas nas áreas da saúde. Os documentos vieram à tona após a prefeita conseguir barrar a comissão com o argumento de que não teria provas contra ela.

Os documentos mostram repasses de milhões de reais entre os anos de 2017 e 2018 para a Prefeitura Municipal de Vitória do Mearim, que, segundo a CPI, não tem comprovação de gastos. E é exatamente nesse ponto que Salma Faray rebate as investidas de Dídima para barrar os trabalhos da comissão.

Enquanto isso, cinco vereadores continuam presos, o Tribunal de Justiça suspendeu todos os trabalhos da comissão e os bastidores da pré-campanha pegam fogo, com destaque ao trabalho da vereadora Salma Faray. (Via Blog do Jailson Mendes)