Viana recebeu quase R$ 7 milhões em maio; confira repasses para outras cidades da Baixada

Vitória e Arari superaram Viana, devido o aumento dos repasses aos dois municípios, que são referentes aos royalties da mineração, onde 23 prefeituras aumentaram suas receitas repassadas pelo Governo do Estado. De todo modo, os cofres do casarão azul da Praça Ozimo de Carvalho estão abarrotados… Só falta trabalhar!

Arquivo

Abaixo, os repasses para cada município. Importante destacar que esse valor é bruto, sem retirar os pagamentos de precatórios e outros recursos deduzidos nos repasses aos municípios e os maiores fundos são do FPM e Fundeb.

Viana R$ 6.907.531,00 C

Arari R$ 7.152.173,78 C

Vitória do Mearim R$ 7.035.325,71 C

São Bento R$ 6.192.595,82 C

Penalva R$ 5.712.599,21 C

Matinha R$ 3.696.236,75 C

São João Batista R$ 3.472.160,30 C

São Vicente Ferrer R$ 3.284.786,62 C

Olinda Nova do Maranhão R$ 2.605.236,43 C

Cajapió R$ 2.041.337,15 C

(Via Blog do Jailson Mendes)

Secretario Julio participa da entrega de Banco de Alimentos em São Luís

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), adotou medidas visando à redução de perdas e desperdício de alimentos. A primeira delas foi a construção de um Banco de Alimentos em São Luís. O equipamento, inaugurado neste sábado (1°), visa arrecadar alimentos em bom estado para consumo e doá-los para creches, asilos e entidades socioassistenciais.

O secretário da SAF, Júlio César Mendonça, participou do evento que teve a presença do governador Flávio Dino, o secretário da Sedes, Márcio Honaiser e outros representantes estaduais e municipais.

O Banco de Alimentos irá funcionar na Central de Abastecimento do Maranhão (Ceasa) e vai contar com parceiros cadastrados no Clube de Doadores como, por exemplo, supermercados e atacadistas, distribuidoras de alimentos, armazéns, padarias, produtores rurais, além da própria Ceasa.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a Secretaria de Agricultura Familiar (SAF), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e a Secretaria Municipal da Criança e de Assistência Social (Semcas) também são parceiras do programa.

Regras mais rígidas para concurso público entram em vigor

Estabelecidas por decreto editado em março, as novas regras para a realização de concursos públicos entram em vigor hoje (1º). Caberá ao Ministério da Economia analisar e autorizar todos os pedidos de concursos públicos na administração federal direta, nas autarquias e nas fundações.

Agência Brasil

Agora, o Ministério da Economia levará em conta 14 critérios para autorizar a realização de concursos. Um deles é a evolução do quadro de pessoal nos últimos cinco anos pelo órgão solicitante, com um documento que deve listar movimentações, ingressos, desligamentos, aposentadorias consumadas e estimativa de aposentadorias para os próximos cinco anos.

O ministério também avaliará o percentual de serviços públicos digitais ofertados pelo órgão. O governo quer que os órgãos invistam em soluções tecnológicas para simplificar o acesso aos serviços públicos, de forma a atender melhor à população e reduzir a necessidade de pessoal.

Todos os anos, os órgãos federais encaminham os pedidos para a realização de concursos até 31 de maio. Após esse prazo, a Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal (SGP) examina todas as demandas, de acordo com as prioridades e necessidades do governo. O resultado desse processo é levado em conta na elaboração do Orçamento do ano seguinte, que é enviado ao Congresso no fim de agosto. Saiba mais.